Futebol/Série A

Gustavo marca no fim e Corinthians vence Atlético-MG em dia de festa

São Paulo , SP
01/09/2019 20:52:42 — 01/09/2019 22:27:08

Em: Atlético-MG, Brasileiro Série A, Corinthians, Escolha do editor, Futebol

O Corinthians comemorou 109 anos neste domingo, com direito a festa antes da bola rolar para a partida contra o Atlético-MG. Em campo, o time também garantiu a alegria dos torcedores que foram à Arena para acompanhar a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-MG. Gustavo entrou no segundo tempo e marcou o gol do triunfo aos 43 minutos do segundo tempo.

Com a vitória, o Corinthians subiu à terceira colocação, com 31 pontos somados, ultrapassando Palmeiras e São Paulo. Na próxima rodada, o time comandado por Carille enfrentará o Ceará, na Arena, no sábado que vem, às 11h.

Enquanto isso, o Atlético-MG manteve-se na sexta posição, com 27 pontos. O próximo compromisso da equipe será contra o Botafogo, fora de casa, no domingo, às 16h.

O jogo – O Corinthians iniciou a partida com suas linhas adiantadas, pressionando a saída de bola do Atlético. Apesar de Clayson partir da ponta-esquerda e Mateus Vital ser o meia centralizado, muitas vezes o camisa 22 caía pelo lado para ajudar na criação. Inclusive, a primeira chegada do Timão foi com o meio-campista, que finalizou de fora da área, por cima do gol.

Postado no campo defensivo, o Galo buscava chegar em velocidade no contra-ataque. Na primeira vez que chegou com perigo, o time construiu jogada pela direita e Chará cruzou na segunda trave, encontrando Ricardo Oliveira, que testou e exigiu boa defesa de Cássio. No lance seguinte, Mateus Vital recebeu pela esquerda, cortou para dentro e chutou no ângulo oposto, parando em Cleiton.

Com o passar dos minutos, o Atlético passou a reter mais a bola e ter mais posse. A equipe chegava mais ao ataque, porém sem muita eficiência. Cazares e Vinícius finalizaram, porém não exigiram defesas complicadas de Cássio. Patric e Chará tabelavam, criando superioridade numérica pela direita e causando problemas para o sistema defensivo do Timão.

Ainda no primeiro tempo, o Corinthians criou sua principal chance de gol nos 45 minutos iniciais em um contra-ataque. Pedrinho lançou Vagner Love, que dominou e, de fora da área, tentou surpreender Cleiton, que estava adiantado. No entanto, o goleiro defendeu com facilidade. Ainda deu tempo de Ricardo Oliveira bater falta e Cássio espalmar para escanteio.

Os 15 minutos iniciais da etapa complementar foram disputados com equilíbrio, porém sem contundência ofensiva de nenhum dos lados. O Corinthians teve sua primeira chance com Mateus Vital, que voltou bem do intervalo. O meia trouxe pela esquerda, cortou para dentro e chutou colocado, parando em Cleiton, que saltou para defender.

Logo na sequência, o camisa 22 puxou bom contra-ataque e soltou para Pedrinho na direita, porém o artilheiro do time no campeonato pegou mal com a perna fraca, chutando torto para fora.

A partir de então, o ritmo do jogo caiu, muito por conta do cansaço das duas equipes, que jogaram no meio da semana. Jadson entrou e participou de algumas triangulações pelo lado direito. Júnior Urso chutou para fácil defesa de Cleiton e Pedrinho arriscou de fora da área, com a bola saindo à direita do gol.

Aos 43 minutos, Cleiton proporcionou ao Corinthians a chance que o time precisava. O goleiro bateu tiro de meta no pé de Mateus Vital, na intermediária. O meia enfiou a bola para Gustavo, que havia entrado no lugar de Love, e o centroavante chutou de esquerda para fazer a festa da torcida no dia do aniversário do clube.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 ATLÉTICO-MG

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 1 de setembro de 2019 (domingo)
Horário: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO-Fifa)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO-Fifa) e Leone Carvalho Rocha (GO-Fifa)
VAR: Rodolpho Toski Marques (PR-Fifa)
Cartões amarelos: (Corinthians) Elias (Atlético-MG)
Público pagante: 31.961; Público presente: 32.205
Renda: R$ 1.524.359,18

Gol:
Corinthians: Gustavo (43 minutos do 2º tempo)

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf e Júnior Urso; Pedrinho (Janderson), Mateus Vital e Clayson (Jadson); Vagner Love (Gustavo)

Técnico: Fábio Carille

ATLÉTICO-MG: Cleiton, Patric, Rever, Igor Rabello, Fábio Santos, Jair, Elias, Cazares (Otero), Vinícius (Nathan), Chará (Geuvânio), Ricardo Oliveira
Técnico: Rodrigo Santana