Brasileiro Série A

Vila Belmiro | 29/07/2018

Gabigol perde chances, Chulapa mexe mal e Santos é derrotado pelo América-MG

Correspondente Lucas Musetti Perazolli - Santos , SP
29/07/2018 20:55:34 — 29/07/2018 21:04:36

Em: América-MG, Brasileiro Série A, Escolha do editor, Futebol, Notícias, Santos

O Santos perdeu por 1 a 0 para o América-MG neste domingo, na Vila Belmiro, e pode terminar a rodada 16 do Campeonato Brasileiro na zona de rebaixamento se o Bahia empatar com o Atlético-MG, em casa, nesta segunda-feira. O Peixe ficou com a 16ª colocação e o Coelho subiu para 10º.

O gol do América foi marcado por Ruy, em pênalti inexistente de Alison em Marquinhos aos 38 minutos do primeiro tempo – o goleiro Vanderlei quase defendeu. E na segunda etapa, faltou talento e sorte para o alvinegro.

Gabigol desperdiçou chances claras e a saída para a entrada de Arthur Gomes foi comemorada pela torcida. Yuri Alberto perdeu oportunidade incrível no rebote do goleiro João Ricardo e Gustavo Henrique e Rodrygo acertaram o travessão.

É necessário destacar que o técnico interino Serginho Chulapa também foi mal. Eduardo Sasha sentiu a coxa esquerda e foi substituído no intervalo para a entrada de Yuri Alberto. Com isso, Rodrygo, destaque pela direita no primeiro tempo, foi para a armação e sumiu. E aos 14, o treinador sacou Diego Pituca, o melhor da equipe, para dar vaga a Jean Mota. A torcida o chamou de burro.

O Santos voltará a campo para enfrentar o Cruzeiro na quarta-feira, novamente na Vila Belmiro, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Na sequência, enfrentará o Botafogo, sábado, no Rio de Janeiro. O América-MG receberá o Palmeiras, no domingo.

Santos perdeu para o América-MG com gol de Ruy, de pênalti (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)

O JOGO

O Santos dos primeiros 45 minutos contra o América-MG foi parecido com o time do ex-técnico Jair Ventura. Posse de bola, passes curtos, lançamentos, cruzamentos e poucas chances claras criadas.

O Peixe parecia controlar o jogo e foi perigoso principalmente pelo lado direito, na afinidade da dupla Victor Ferraz-Rodrygo. Na ala esquerda, porém, Dodô e Bruno Henrique não se entenderam, assim como no empate em 1 a 1 com o Flamengo.

E quando a partida caminhava para o intervalo com o zero no placar, a arbitragem virou protagonista. Marquinhos caiu após leve toque de Alison e o pênalti foi assinalado aos 38 minutos. O goleiro Vanderlei quase pegou, mas Ruy converteu.

Depois de sair atrás, o Santos aumentou o ritmo e passou a assustar mais o goleiro João Ricardo. Aos 44, Bruno Henrique chutou na rede pelo lado de fora e enganou alguns torcedores.

Substituição de Chulapa “matou” Rodrygo (Foto: Fernando Dantas/ Gazeta Press)

SUBSTITUIÇÕES ERRADAS E DERROTA

O Santos voltou para o segundo tempo com Yuri Alberto na vaga de Eduardo Sasha, que sentiu um desconforto na coxa esquerda. E a alteração comprometeu a criação ofensiva.

A substituição forçou Rodrygo a atuar pelo meio e deslocou Gabigol para a direita. A joia sumiu, Gabriel errou em demasia e o time passou a ser dependente do lado esquerdo, onde Dodô e Bruno Henrique passaram a acertar mais.

E aos 14 minutos, o técnico interino Serginho Chulapa ouviu vaias e gritos de “burro” ao tirar Diego Pituca, o melhor do time, para a entrada de Jean Mota, que nada fez. Gabigol, depois de três boas chances desperdiçadas, recebeu xingamentos a cada vez que pegou na bola. A torcida comemorou a saída do camisa 10 para dar vaga a Arthur Gomes.

De forma atabalhoada, o Santos se lançou ao ataque e percebeu a partir dos 20 minutos, que a noite não seria de sorte. Rodrygo acertou o travessão em cobrança de falta. Aos 32, Jean Mota arriscou de longe, João Ricardo espalmou e Yuri Alberto, sozinho, com o goleiro caído, chutou para fora. E aos 37, Gustavo Henrique cabeceou no travessão. Os minutos finais foram de desespero e nada da rede balançar.

A atuação santista neste domingo mostrou a necessidade urgente de um substituto para Jair Ventura e a carência de um centroavante. Gabigol, camisa 10 e maior salário do elenco, está cada vez mais perto do banco de reservas.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 0 X 1 AMÉRICA-MG

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 29 de julho de 2018, domingo
Hora: 19h (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci
Assistentes: Bruno Boschilia e Rafael Trombeta
Público e renda: 8.691/R$ 155.868,00
Cartões amarelos: SANTOS: Alison e Gustavo HenriqueAMÉRICA-MG: Carlinhos e Juninho.

GOL:
América-MG: Ruy, aos 38 do 1T.

SANTOS: Vanderlei, Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca (Jean Mota) e Eduardo Sasha (Yuri Alberto); Rodrygo, Bruno Henrique e Gabigol (Arthur Gomes)
Técnico: Serginho Chulapa

AMÉRICA-MG: João Ricardo, Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Juninho, David, Gerson Magrão (Zé Ricardo) e Ruy (Judivan); Giovanni e Marquinhos (Ademir)
Técnico: Adilson Batista