Fora do Galo, Donizete diz que atuais volantes não marcam como ele

do correspondente Marcellus Madureira - Belo Horizonte,MG

13-07-2017 13:08:34

Donizete lembrou dos tempos de Galo após o jogo (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Antes era "caiu no Horto tá morto". Esse slogan, entretanto, já não faz mais sentido. O Galo é dono da terceira pior campanha jogando em seus domínios, algo que já preocupa e, sobretudo, incomoda os atletas atleticanos. Várias explicações são encontradas para justificar o momento. O volante Leandro Donizete também tem a dele.

O jogador deixou o Galo no início da temporada, depois de não alinhar as conversas com a diretoria. Para falar do atual momento atleticano, Donizete acredita que atualmente existe falta de marcação e proteção a defesa atleticana.

"Mudou muito jogador, diferença de marcação, a gente pegava mais. Agora são jogadores de qualidade, mas a gente marcava mais, eu, o Pierre, era um grupo fechado. Foi um prazer jogar naquele time de 2012 e 2013, time praticamente imbatível em casa", destacou o volante.

Após perder mais uma, desta vez para o Santos, por 1 a 0, nos acréscimos, os atleticanos lamentaram bastante. Ex-companheiros de Leandro Donizete no Atlético e atletas que participaram da fase imbatível do Galo no Independência, Marcos Rocha e Victor deram suas visões sobre o assunto.

"Perdemos a nossa confiança de jogar aqui, isso está nos prejudicando. Já entramos pressionados. A campanha fora está legal, mas em casa temos que melhorar", salientou Rocha.

Já o arqueiro espera evolução da equipe e reconhece que há uma certa ansiedade para entrar em campo. "A gente luta, a gente se dedica. A equipe está um pouco ansiosa, tentando acertar. Torcedor cobra, quer ver o time em cima do adversário. As coisas não estão acontecendo como aconteciam antes. Futebol não se ganha de qualquer jeito. Se ganha com organização, com postura. Não que a gente não tenha, mas são coisas que a gente precisa evoluir, principalmente nos jogos em casa", finalizou.

Deixe seu comentário