Brasileiro Série A

Maracanã | 28/4/2019 - 19:0

Brasileiro Série A

Fluminense leva gol no fim e estreia Brasileiro com derrota

Gazeta Press - Rio de Janeiro , RJ
28/04/2019 21:41:25 — 28/04/2019 21:44:22

Em: Brasileiro Série A, Fluminense, Futebol, Goiás

Em partida marcada por decisões do VAR, muita chuva e até um apagão, o Fluminense decepcionou na sua estreia no Campeonato Brasileiro e foi derrotado pelo Goiás, por 1 a 0, gol marcado por Rafael Vaz, batendo falta. A partida foi realizada na noite deste domingo, no Maracanã, e o Tricolor deixou o campo se queixando das decisões da arbitragem.

Com ajuda do VAR, o árbitro do jogo anulou um gol marcado por Everaldo e voltou atrás na marcação de um pênalti a favor do Flu. O Tricolor das Laranjeiras também desperdiçou a cobrança de um pênalti, no final do primeiro tempo. Luciano chutou mal e o goleiro Tadeu defendeu.

O time carioca sofreu muito com as condições do gramado do Maracanã, atingido pela forte chuva que desabou durante o primeiro tempo. O toque de bola, característico da equipe comandada por Fernando Diniz, foi muito prejudicado. Além disso, a partida ficou interrompida por mais de 15 minutos na etapa inicial por causa de uma pane no sistema de iluminação. O Goiás entrou para se defender e acabou premiado com o gol marcado nos minutos finais, quando o adversário não tinha mais tempo nem forças para reagir.

Na próxima rodada, o Fluminense vai encarar o Santos, na Vila Belmiro; O Goiás vai receber o São Paulo, no Serra Dourada.

Flu perdeu para o Goiás na estreia do Brasileirão (Foto: Mailson Santana/Fluminense FC)

O jogo – Como acontece desde que Fernando Diniz assumiu a direção técnica, o Fluminense iniciou a partida com muita troca de passes, diante de um adversário que se postava de forma defensiva e pouco se arriscava no ataque. Aos seis minutos, Gilberto bateu falta ao lado da área e o zagueiro Matheus Ferraz subiu mais do que a zaga, mas cabeceou para fora. Aos 11 minutos, o Tricolor das Laranjeiras chegou outra vez com perigo quando Everaldo cruzou e Yony González cabeceou para fora.

A equipe carioca usava muito as laterais do campo para penetrar na defesa do Goiás. Gilberto, pela direita, e Everaldo, pela esquerda, eram frequentemente acionados, preocupando a defesa visitante.

O Goiás chegou, pela primeira vez, aos 19 minutos, quando Giovanni Augusto fez ótimo lançamento para Michael, mas o goleiro Rodolfo saiu com precisão e impediu a conclusão do atacante. No minuto seguinte, a torcida tricolor tomou outro susto. Apos cruzamento na área, Nino não conseguiu desviar de cabeça e a bola sobrou para a conclusão perigosa de Leandro Barcia.

Depois dos 20 minutos, a partida ficou mais equilibrada, embora o Fluminense mantivesse a posse de bola, embora com muitas dificuldades para penetrar na área da equipe dirigida por Claudinei Oliveira.

Aos 28 minutos, o volante Bruno Silva foi derrubado na área por Kevin e o árbitro marcou pênalti, embora o assistente tivesse anotado uma posição de impedimento. Depois de consulta ao árbitro de vídeo, que levou vários varios minutos e irritou a torcida, a marcação da penalidade foi anulada, provocando revolta da torcida e reclamação dos jogadores da equipe carioca.

Aos 34 minutos foi a vez de o Goiás protestar. Após cobrança de escanteio, Leandro Barcia colocou a a bola nas redes tricolores, mas a arbitragem invalidou o lance, marcando falta do atacante, o que provocou nova paralisação por causa dos protestos dos jogadores visitantes.

Aos 45 minutos, Yony González cabeceou e a bola bateu na mão do Yago. Depois de nova consulta ao VAR, o árbitro marcou pênalti a favor do Fluminense.

Quando Luciano se preparava para a cobrança, caiu parte da iluminação do Maracanã e a partida foi interrompida. Depois de quase 20 minutos de paralisação, a partida foi retomada. Luciano chutou no canto esquerdo, Tadeu defendeu parcialmente e Bruno Silva mandou o rebote para fora.

Com o gramado pesado por causa da chuva forte, os dois times encontraram dificuldades para trocar passes no início do segundo tempo. Aos três minutos, o atacante Luciano caiu se queixando de dores e a torcida passou a gritar o nome de Pedro que estava no banco de reservas.

Aos sete minutos, após lançamento na área, a bola parou numa poça e tirou Gilberto da jogada. Jefferson chegou e mandou uma bomba e a bola passou bem perto do travessão defendido por Rodolfo.

O estilo de toque de bola do Fluminense era bastante prejuidcado pelo gramado pesado, enquanto o Goiás parecia se adaptar melhor, se utilizando de passes longos para chegar à área adversária.

O técnico Fernando Diniz decidiu tornar o time mais ofensivo e trocou o volante Airton pelo atacante Pedro. Aos 16 minutos, Yony González cruzou, o goleiro Tadeu defendeu parcialmente e a bola sobrou para Everaldo que concluiu, mas o zagueiro David Duarte salvou em cima da linha.

Aos 27 minutos, o VAR entrou novamente em ação. Everaldo colocou a bola nas redes do Goiás, mas depois de consultar o vídeo, o árbitro anulou a jogada porque a bola chutada pelo atacante bateu em Luciano que estava impedido.

Aos 33 minutos, Pedro recebe na área, se livra de Dadiv Duarte, mas adainta a bola e permite que o goleiro Tadeu saia  bem e impeça a conclusão do atacante.

Enquanto o Goiás parecia satisfeito com o resultado e tentava retardar o jogo de todas as formas, o Fluminense buscava de todas as formas a marcação do primeiro gol, mas não mostrava inspiração nas conclusões.

Aos 44 minutos, o Goiás marcou o primeiro gol. O zagueiro Rafael Vaz bateu falta na entrada da área e surpreendeu o goleiro Rodolfo. O jogador goiano chutou rasteiro e se aproveitou da desatenção da barreira tricolor que pulou e confundiu o goleiro tricolor. Nos minutos finais, o Tricolor se lançou ao ataque, mas o Goiás soube se defender bem e garantir a vitória.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE-RJ 0 x 1 GOIÁS-GO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: Domingo, 28/04/2019
Horário: 19h00 (horário de Brasília)
Público:16.404 pagantes
Árbitro: Dewson Freitas (FIFA-PA)
Assistentes: Eduardo Gonçalves (MS) e Hélcio Araújo Neves (PA)
VAR: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Cartão Amarelo: Nino, Luciano, Everaldo, Matheus Ferraz(Flu);Yago, Léo Sena(GO)

Gol:
GOIÁS: Rafael Vaz aos 44 minutos do segundo tempo.

FLUMINENSE: Rodolfo, Gilberto, Matheus Ferraz, Nino(João Pedro) e Caio Henrique; Airton(Pedro), Bruno Silva(Léo Artur) e Allan; Everaldo, Luciano e Yony González
Técnico: Fernando Diniz

GOIÁS: Tadeu. Kevin, David Duarte(Rafael Vaz), Yago e Jefferson; Geovane, Léo Sena e Giovanni Augusto(Renatinho); Michael(Marcinho) Kayke e Leandro Barcia
Técnico: Claudinei Oliveira

Ads – Rodapé Posts




Escalação
Fluminense

Rodolfo


Gilberto


Matheus Ferraz


Nino


Aírton


Bruno Silva


Allan


Caio Henrique


Everaldo


Luciano


Yony González


Pedro


Léo Arthur


João Pedro


Tec - Fernando Diniz
Goiás

Tadeu


Kevin


David Duarte


Yago


Jefferson Junio


Geovane


Leandro Barcia


Léo Sena


Giovanni Augusto


Michael


Kayke


Marcinho


Renatinho


Rafael Vaz


Claudinei Oliveira - Tec

Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores