Em jogo marcado por susto com massagista, São Paulo perde para o Fortaleza no Morumbi pelo Brasileirão

São Paulo, SP

17-07-2021 19:04:21

O São Paulo segue com dificuldades para embalar no Campeonato Brasileiro. Na tarde deste sábado, pela 12ª rodada do torneio, o Tricolor teve uma atuação apagada e perdeu por 1 a 0 para o Fortaleza, em casa.

Com o resultado, o Leão encerrou o tabu de nunca ter vencido os rivais no Morumbi e, de quebra, pulou para terceiro lugar, com 24 pontos, um a menos que o líder Palmeiras. Já os paulistas desperdiçaram a oportunidade de subir na tabela de classificação e estacionaram na 14ª colocação, com 11 pontos.

A partida, infelizmente, também ficou marcada por um grande susto. Aos 32 minutos do segundo tempo, o massagista Marcelinho, do São Paulo, passou mal à beira do gramado e precisou ser socorrido às pressas. O profissional saiu do estádio de ambulância, consciente, e foi direto para um hospital. Ele está bem, estável, e será submetido a exames neurológicos para elucidação do caso ocorrido.

Na próxima rodada, o São Paulo encara o Flamengo, fora de casa, às 16 horas (de Brasília) do próximo domingo. Ao mesmo tempo, o Fortaleza recebe o RB Bragantino. Antes disso, no entanto, a equipe de Hernán Crespo desafia o Racing, na Argentina, pela partida de volta das oitavas de final da Libertadores. O embate está marcado para às 21h30 desta terça-feira.

O jogo - Os visitantes até começaram a primeira etapa dominando a posse de bola, mas quem teve as melhores chances de abrir o placar foram os anfitriões. Com o relógio marcando oito minutos, Nestor recebeu na intermediária, girou e emendou uma bomba por cima da meta. Na sequência, Igor Gomes arriscou da meia-lua e obrigou Boeck a fazer boa defesa.

O Leão respondeu aos 30. Em joga ensaiada em cobrança de falta, David recebeu em profundidade e cruzou na cabeça de Titi, que tirou tinta a trave esquerda de Volpi. A partir de então, o clima esquentou no gramado. Os dois times passaram a cometer muitas faltas e as oportunidades de gols desapareceram.

Já o segundo tempo começou com o Fortaleza mais ligado. Aos nove, David recebeu grande lançamento de Ronald, dominou no peito e tentou de calcanhar. Atento, Volpi saiu nos pés do atacante e abafou a finalização. Na sequência, o camisa 7 entrou livre na área pela esquerda e tentou o passe para o meio, mas pegou mal na bola e entregou nas mãos do goleiro.


Com 28 minutos, a rede do Morumbi enfim balançou. Em cobrança de falta pela esquerda, Lucas Crispim cruzou na medida para Robson testar no cantinho de Tiago Volpi e abrir o placar.

Na sequencia, o confronto ficou oito minutos parado para o atendimento ao massagista Marcelinho, do São Paulo, que passou mal à beira do gramado e precisou deixar o estádio de ambulância.

Nos minutos finais, os donos da casa partiram para a pressão. Aos 49 minutos, Vitor Bueno invadiu a área e cruzou a meia altura. A bola bateu na mão do Titi, e o árbitro marou pênalti. A falta, no entanto, foi invalidada após Sávio Pereira Sampaio consultar o VAR e ver que o braço do defensor estava colado no corpo.

Do outro lado, o Fortaleza quase ampliou aos 57. Em rápido contra-ataque, Igor Torres finalizou cara a cara com Volpi, que fez grande defesa para evitar o tento. A bola ainda bateu no travessão antes de morrer na linha de fundo.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 1 FORTALEZA

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 17 de julho de 2021, sábado
Horário: 17h (de Brasília)
Arbitragem: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
VAR: Rodrigo Carvalhães de Miranda (RJ)
Cartões amarelos: Rojas, Crespo, Léo, Galeano (São Paulo); Titi, David (Fortleza)

GOL: Robson, aos 28 do 2ºT (Fortaleza)

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Bruno Alves e Arboleda; Galeano (Vitor Bueno), Luan, Rodrigo Nestor (Gabriel Sara), Igor Gomes (Talles Costa) e Reinaldo; Rojas (Benítez) e Pablo (Marquinhos).
Técnico: Hernán Crespo.

FORTALEZA: Marcelo Boeck; Tinga, Benevenuto e Titi; Ronald (Jussa), Ederson, Pikachu, Crispim e Matheus Vargas (Romarinho); David (Osvaldo) e Robson (Igor Torres).
Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

Deixe seu comentário