Brasileiro Série A

Fonte Nova | 22/07/2018

Em confronto direto, Bahia e Vitória fazem primeiro clássico neste Brasileirão

São Paulo , SP
22/07/2018 08:15:28

Em: Bahia, Brasileiro Série A, Futebol, Vitória

Para esquentar a rodada de número 14 da Série A, Bahia e Vitória farão, neste domingo, o primeiro clássico baiano deste Campeonato Brasileiro. A tensão da partida é grande, dados os momentos e as atuais colocações das duas equipes na classificação. Trata-se de um confronto direto na luta por um lugar fora da zona de rebaixamento à Série B. Na Arena Fonte Nova, em Salvador, a bola rola a partir das 16h (no horário de Brasília).

Tricolor e Leão entraram no período de recesso, em função da paralisação para a Copa do Mundo da Rússia, com os mesmos 12 pontos ganhos. No entanto, o empate do time da casa diante da Chapecoense, assim como a vitória dos rubro-negros sobre o Paraná, mudaram a configuração da tabela. Os primeiros continuam no Z4, na 17ª posição com 13 pontos, enquanto os segundos subiram para a 13ª colocação, chegando a 15 pontos.

Enderson Moreira ainda não conseguiu fazer o Bahia atuar de forma regular (Foto: Felipe Oliveira/ECB)

O Bahia finalmente conseguiu voltar de um jogo fora de casa com, no mínimo, um ponto na bagagem. Após a empate com a Chape, porém, o técnico Enderson Moreira faz questão de salientar que o resultado não é motivo para tranquilidade, muito menos empolgação.

“A gente sabe que o Bahia é um grande clube, uma torcida apaixonada, uma torcida que vive o clube e que sempre querem coisas boas. As vezes não acontecem como pensam. Conseguimos pontuar fora de casa, situação que não tinha acontecido no campeonato, mas a gente quer sempre mais. Não estamos satisfeitos em função de achar que tá tudo maravilhoso, mas acho que é um grande passo”, afirmou o treinador, que elogiou bastante a atuação de sua equipe em Chapecó.

Como o desempenho da equipe foi bom, e contou com boas atuações dos recém-contratados Bruno e Gilberto, que balançou a rede logo na estreia, a tendência é que a escalação se repita neste domingo. Mesmo com oito atletas pendurados, o Tricolor não tem jogadores suspensos. O único problema diz respeito ao lateral direito Nino Paraíba, que, com dores no joelho, é dúvida para a partida.

Neílton já fez quatro gols neste Brasileirão (Foto: Maurícia da Matta/ECV)

Pelo lado do Vitória, o clima foi bem amenizado pelo triunfo na última rodada. Para o técnico Vágner Mancini, então, a situação é mais agradável ainda. Ele terá todos os oito reforços apresentados pelo clube nesta inter-temporada à sua disposição para o clássico, para além dos retornos de Yago e Neílton, que cumpriram suspensão diante do Paraná. O último citado, inclusive, vive a expectativa de fazer seu primeiro gol em Ba-Vis, algo que ainda não aconteceu, mesmo já tendo anotado 25 com a camisa do Leão.

“Todo jogador pensa em fazer gol em clássico. Ainda não saiu, mas venho ajudando da melhor maneira. O gol sai naturalmente. Eu estou aqui para ajudar o Vitória a sair com os três pontos no clássico, fora de casa. Espero que o gol saia nesse domingo”, apontou o atacante e artilheiro do time, responsável por 18 tentos nesta temporada. “Os três pontos vão ser importantes para nós. Nossa equipe vinha de desconfiança. Agora, voltamos a vencer e temos um jogo fora de casa. Vencer um clássico dá confiança”, completou.

A única baixa do Rubro-Negro para o jogo é o também atacante André Lima, autor do gol da vitória sobre os paranaenses. Ele sofreu seu terceiro cartão amarelo e cumprirá suspensão diante do Bahia. Desta forma, o argentino Walter Bou deve, de fato, receber sua primeira chance entre os titulares de Vágner Mancini. O lateral direito Jeferson é dúvida, já que sofre de um desconforto muscular.

FICHA TÉCNICA
BAHIA-BA X VITÓRIA-BA

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 22 de julho de 2018 (Domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Fonseca (RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ)

BAHIA: Anderson; Bruno, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Zé Rafael, Vinícius; Edigar Junio e Gilberto.
Técnico: Enderson Moreira

VITÓRIA: Elias; Jeferson (Cedric), Kanu, Aderllan e Bryan; Arouca, Fillipe Souto, Yago e Lucas Fernandes; Neílton e Walter Bou.
Técnico: Vágner Mancini