Corinthians tem contas bloqueadas por não pagar empresa de marmita

São Paulo, SP

19-12-2017 18:29:39

O Corinthians teve a parte das suas contas bloqueadas por causa de uma dívida com a empresa Refine Comercial, que presava serviço de alimentação para o clube. A determinação foi feita pela Justiça de São Paulo para que o clube ficasse impedido de acionar recursos da sua parte administrativa. A informação foi publicada inicialmente pela Folha de S. Paulo.

No último dia 9 de outubro, a juíza de direito Márcia Cardoso, da 5ª Vara Cível do Foro Reginal Tatuapé, determinou o bloqueio online das contas bancárias do clube por meio do sistema Bacenjud (sistema que interliga a Justiça ao Banco Central), bem como pesquisa de bens junto aos sistemas Infojud e Renajud.

O bloqueio tem o valor de R$ 130.582,50, quantia que será penhorada diretamente dos bens alvinegros. O que será penhorado vai depender do que as pesquisas judiciárias encontrarem em nome do Corinthians.

"É uma empresa que prestava serviços ao Corinthians. Estamos sabendo desse bloqueio, mas é de contas do administrativo, nada relacionado ao futebol. Isso vai ser resolvido. Vamos tentar fazer um acordo", disse o advogado do Corinthians, Diógenes Mello.

O acordo foi assinado por Mário Gobbi, mas cancelado oito meses depois por Roberto de Andrade. Procurada pela reportagem, a diretoria a princípio negou o bloqueio, depois explicou, assim como disse Mello, que se trata de algo alheio ao futebol. A ideia é conseguir um acordo para uma resolução rápida do assunto.

Deixe seu comentário