Futebol/Campeonato Brasileiro

Com gol do estreante André, Grêmio vence Cruzeiro no Mineirão

São Paulo , SP
14/04/2018 17:58:55 — 14/04/2018 18:56:30

Em: Brasileiro Série A, Cruzeiro, Futebol, Grêmio

Abrindo o Campeonato Brasileiro de 2018, o Cruzeiro recebeu o Grêmio no Mineirão para um duelo de campeões estaduais. Após 90 minutos de um jogo truncado, o campeão gaúcho levou a melhor sobre o campeão mineiro, venceu por 1 a 0 e iniciou a nova campanha com três pontos.

Mesmo sem Pedro Geromel, desfalque por virose, o tricolor gaúcho se mostrou sólido na defesa, impedindo boa parte das investidas da Raposa, que tentava principalmente levantar a bola na área, fazendo da bola parada seu principal instrumento de ataque. E foi justamente em cruzamento que o Grêmio, com o estreante André, marcou o único gol da partida. O Grêmio conseguiu segurar a vantagem mesmo com a expulsão de Kannemann.

Na próxima rodada, o Grêmio joga pela primeira vez diante de sua torcida no próximo domingo (22), às 19 horas (de Brasília), contra o Atlético Paranaense. Já o Cruzeiro vai ao Rio de Janeiro encarar o Fluminense também no domingo, mas às 16 horas.

O Grêmio começou o Campeonato Brasileiro como terminou o Gaúcho: vencendo (Foto: Daniel Coelho/Agência PressDigital/GFBPA)

O jogo — Mesmo jogando fora de casa, o Grêmio entrou em campo propondo o jogo. Ainda no oitavo minuto de jogo, o estreante André tentou uma bicicleta em cruzamento de Léo Moura, mas não assustou Fábio. A tentativa do novo atacante gremista foi a única nos primeiros minutos de jogo, bastante truncados e com meio-campo povoado.

O Cruzeiro não queria assistir o Grêmio jogar em sua casa e apostava na bola aérea para ameaçar. Em uma das jogadas pelo alto, aos 21 minutos, Thiago Neves cobrou escanteio fechado e Henrique desviou de cabeça, mas acertou a rede pelo lado de fora.

A bola aérea era a principal arma de ambas as equipes por causa do meio-campo fechado. Ambos os times tentavam cruzamento, com o Grêmio levando perigo com Cícero e o Cruzeiro ameaçando com o zagueiro Dedé. No entanto, nenhum dos times conseguiu sair do zero no placar no primeiro tempo, que acabou sob vaias.

Tentando dar mais vigor físico ao ataque cruzeirense, Mano Menezes . No entanto, foi o Grêmio que saiu na frente em boa jogada de contra-ataque aos nove minutos. Pela direita, Ramiro passou por Egídio com belo drible e cruzou. Cícero desviou na primeira trave e deixou a bola no jeito para André completar para o gol, marcando seu primeiro gol pelo Grêmio logo na estreia.

Em desvantagem, o Cruzeiro teve de atacar mais e levou perigo aos 11 minutos, quando Thiago Neves recebeu na área e chutou para a defesa de Marcelo Grohe. O Grêmio respondeu aos 15 minutos com Everton, que chutou rasteiro de fora da área e viu Fábio fazer grande defesa.

A partida mudou aos 27 minutos, quando Kannemann parou arrancada de Arrascaeta com carrinho desproporcional e recebeu cartão vermelho direto. Com um a menos, Renato Gaúcho abriu mão de André e colocou em campo o zagueiro Bressan para reconstruír o setor defensivo.

Tentando aproveitar a vantagem numérica, o Cruzeiro se lançou ao ataque, abrindo mão da tática e pressionando como pôde, usando Dedé como um centroavante. A pressão quase deu resultado no último dos sete minutos de acréscimo, quando Mancuello chutou forte após escanteio mas parou em Marcelo Grohe, que segurou o 1 a 0 no placar.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X GRÊMIO

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 14 de abril de 2018 (sábado)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro:
Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Assistentes:
Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)
Cartões amarelos:
Ariel Cabral e Dedé (Cruzeiro; Ramiro (Grêmio)
Cartões vermelhos: Kannemann (Grêmio)
Gols:
CRUZEIRO: —
GRÊMIO: André, aos 9 minutos do segundo tempo;

CRUZEIRO: Fábio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral (Mancuello), Arrascaeta, Robinho (Rafael Marques) e Thiago Neves; Rafael Sobis (Sassá)
Técnico: Mano Menezes

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Paulo Miranda, Kannemann e Bruno Cortez; Arthur, Maicon (Jailson), Ramiro, Cícero e Everton (Michel); André (Bressan)
Técnicoo: Renato Gaúcho