Com estreia de uniforme, São Paulo bate RB Bragantino e quebra jejum de vitórias no Brasileirão

Guilherme Goya - São Paulo,SP

14/08/22 | 17:55 - 14/08/22 | 18:25

Embalado pela classificação na Copa Sul-Americana, o São Paulo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro depois de seis rodadas. Na tarde deste domingo, com estreia do terceiro uniforme, o Tricolor Paulista fez partida segura e bateu o Red Bull Bragantino por 3 a 0, no Morumbi. Rodrigo Nestor, Calleri e Igor Vinícius anotaram os gols do triunfo.

Com a vitória, o São Paulo chega aos 29 pontos e sobe para a décima colocação do Brasileirão. A equipe iniciou a rodada a quatro pontos do Z4 e agora está a seis pontos do G6. Já o Red Bull Bragantino estacionou com 30, em oitavo lugar.

A equipe de Rogério Ceni agora se concentra para duelo decisivo pela Copa do Brasil. Na quinta-feira, às 21h (de Brasília), o Trcolor volta a campo para o jogo de volta das quartas de final, contra o América-MG, no Independência. Na ida, o time do Morumbi venceu por 1 a 0. Já o Red Bull Bragantino tem a semana livre e só volta a jogar no próximo sábado, às 20h30 (de Brasília), quando visita o Corinthians na Neo Química Arena.

O jogo

O duelo começou aberto no Morumbi, e a primeira chance de perigo foi do time da casa. Reinaldo acionou Igor Vinícius pela direita. O camisa 2 avançou em jogada individual, invadiu a área e tentou a finalização, mas foi travado e a bola saiu em escanteio.

Depois disso, porém, a partida ficou morna, com poucas oportunidades claras para os dois lados. Ainda assim, o São Paulo seguia melhor no jogo e, quando voltou a aparecer com perigo no ataque, abriu o placar aos 24 minutos. Rodrigo Nestor foi acionado por Reinaldo em profundidade, invadiu a área e bateu cruzado para colocar o Tricolor Paulista em vantagem.

O Red Bull Bragantino tentou a resposta logo na primeira jogada após o gol, com cabeceio de Lucas Evangelista, mas a bola saiu pela linha de fundo. A caminho da reta final da primeira etapa, o duelo ficou truncado no Morumbi, e as chances tornaram-se raras mais uma vez. O São Paulo só voltou a assustar aos 42 minutos, quando Patrick recebeu de Reinaldo dentro da área e finalizou para boa defesa de Cleiton.


Segundo tempo

Para a etapa final, o São Paulo voltou sem alterações, enquanto o Red Bull Bragantino reformulou o setor ofensivo com as entradas de Carlos Eduardo e Gabriel Novaes nas vagas de Sorriso e Hurtado. A primeira grande chance depois do intervalo foi do time da casa, em cobrança de escanteio aos sete minutos, quando Diego Costa cabeceou por cima.

Seguro na defesa, o São Paulo saiu ao ataque e buscou uma confortável no placar em poucos minutos. Aos 13, Reinaldo recebeu de Luciano pela esquerda e cruzou na medida para Calleri, que se antecipou à defesa adversária e anotou o segundo do Tricolor. Pouco depois, aos 15, Rodrigo Nestor venceu o duelo com os zagueiros e acionou Igor Vinícius, que invadiu a área e chutou firme para ampliar o placar.

Confortável com a vantagem no marcador, a equipe da casa conseguiu controlar o jogo sem sofrer sustos e ainda teve chances de transformar a vitória em goleada. Aos 27 minutos, após boa trama coletiva, Nikão tentou a finalização colocada e assustou o goleiro Cleiton.

Já com a partida na reta final, o São Paulo manteve a posse de bola sem correr riscos na defesa. O Red Bull Bragantino tinha dificuldade de retomar a bola para incomodar o time da casa. Assim, os minutos finais foram de poucas emoções. O Tricolor Paulista ainda chegou a balançar a rede com Éder, aos 46, mas a arbitragem assinalou impedimento do atacante são-paulino.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 3 X 0 RED BULL BRAGANTINO

Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data: 14 de agosto de 2022, domingo
Hora: 16h (de Brasília)
Árbitro: Paulo César Zanovelli da Silva (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
VAR: Vinicius Furlan (SP)

Cartões amarelos: Miranda (São Paulo)
Gols: Rodrigo Nestor, aos 24 do 1T, Calleri, aos 13 do 2T e Igor Vinícius, aos 15 do 2T (São Paulo)

Público: 31.358 pessoas
Renda: R$ 1.326.973,00

SÃO PAULO: Felipe Alves; Diego Costa, Miranda (Luizão) e Léo; Igor Vinícius, Gabriel (Andrés Colorado), Rodrigo Nestor, Patrick (Alisson) e Reinaldo; Luciano (Nikão) e Calleri (Éder)
Técnico: Rogério Ceni

BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Kevin (Ramon) e Luan Candido; Raul, Lucas Evangelista e Hyoran (Andrés Hurtado); Artur, Sorriso (Carlos Eduardo) e Jan Hurtado (Gabriel Novaes)
Técnico: Maurício Barbieri

Deixe seu comentário