Brasileiro Série A

Arena Corinthians | 10/11/2018

Futebol

Candidatos a “Lei do Ex”, Jadson e Jucilei rivalizam no Majestoso

São Paulo , SP
10/11/2018 08:00:00

Em: Brasileiro Série A, Corinthians, Futebol, Notícias, São Paulo

Pela última vez em 2018, Corinthians e São Paulo colocarão sua rivalidade à prova neste sábado, às 17h (de Brasília), na Arena de Itaquera, com um aperitivo que vai além da natural necessidade de ambos pelo triunfo a fim de afastar, ao mesmo tempo, um princípio de crise e a pressão sobre seus respectivos comandantes. No meio-campo, Jadson e Jucilei duelam à parte com a marcação de poderem fazer valer a “Lei do ex”.

(Arte: Gazeta Esportiva)

Nem o camisa dez Alvinegro, nem o oito Tricolor estiveram em campo em julho, no duelo válido pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Agora, apesar de não viverem o melhor de seus momentos na temporada, chegam à Itaquera com diferentes missões, mas um mesmo objetivo. Enquanto Jucilei almeja “destruir” o ataque adversário, Jadson tentará “construir” para um setor ofensivo corintiano que sofre na temporada.

Jadson é a esperança e o “cérebro” do Corinthians no Majestoso

Jadson foi trocado por Alexandre Pato e veio para o Corinthians pela primeira vez em 2014 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Para findar a falta de efetividade ofensiva em 2018 e, mais precisamente, sob os comandos de Jair Ventura, o Corinthians tem em Jadson sua grande esperança para o Majestoso deste sábado. Além da qualidade, vale lembrar que o camisa 10 possui um histórico positivo quando se trata de gols em seu ex-clube, de onde saiu após uma troca que levou Alexandre Pato ao São Paulo.

São duas passagens, títulos acumulados e o nome marcado na história do Timão. Porém, agora, em meio ao elenco escasso em qualidade técnica e a má fase dos companheiros de posição, o meia, que retorna de lesão justamente para o clássico, precisa fazer valer a função de construtor de jogadas do Alvinegro do Parque São Jorge.

Desde que deixou o Morumbi, Jadson enfrentou o São Paulo 11 vezes e possui a seu favor o ótimo retrospecto de ter saído de campo derrotado em apenas dois jogos e com mais dois empates. Em todas as partidas, inclusive, o meia permaneceu em campo por 90 minutos e marcou três gols, sendo o mais recente no triunfo por 2 a 1 pelo Campeonato Paulista.

Antes unanimidade, Jucilei chega ao Majestoso para se provar

Jucilei defendeu o Corinthians entre 2009 e 2011 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Se no Corinthians Jucilei precisou de praticamente duas temporadas (2009 e 2010) para se consolidar como um dos principais meio-campistas do futebol brasileiro, ser convocado para a Seleção Brasileira e negociado com o futebol russo, com a camisa Tricolor o volante precisou apenas do ano de 2017 para justificar o investimento feito pela diretoria, cair nas graças da torcida e ser contratado em definitivo.

Entretanto, nem a segurança que dá ao meio-campo, nem o ótimo poder de marcação e muito menos sua saída de bola qualificada sustentaram a titularidade do volante em meio a queda de rendimento do time no segundo turno. Apesar de reserva de Luan nas últimas partidas, Jucilei terá uma nova oportunidade no Majestoso pela lesão do jovem companheiro e, como missão, tem a de ajudar um sistema defensivo instável recentemente.

Neste sábado, quando o São Paulo tentará mais uma vez quebrar o tabu de nunca ter vencido na Arena Corinthians, Jucilei tem a chance de retomar a condição de titular e, se possível, fazer valer a tão falada “Lei do Ex”. Quando se trata de Majstosos, inclusive, o camisa oito já possui um histórico de balançar as redes. Em 2009, por exemplo, o volante na vitória Alvinegra sobre o Tricolor por 3 a 1.