Atrás apenas de Jô, Dutra desponta como substituto do artilheiro

Tomás Rosolino - São Paulo , SP
27/12/2017 06:36:57

Em: Brasileiro Série A, Corinthians, Escolha do editor, Futebol
Júnior Dutra só foi superado por Jô em número de gols marcados em 2017 (Foto: Frederico Tadeu/Avaí)

O Corinthians corre atrás de algum reforço que chegue para suprir a ausência de Jô, artilheiro e melhor jogador do último Campeonato Brasileiro, mas, até o momento, quem apresenta as melhores credenciais para tal é justamente o único reforço do time para a temporada. Júnior Dutra, autor de 16 gols em 2017, defendendo o Avaí, só teve desempenho inferior justamente ao do camisa 7, vendido ao Nagoya Grampus-JAP.

Principal goleador do Timão no ano, Jô balançou 25 vezes as redes adversárias durante a temporada, ficando muito acima dos outros jogadores do elenco. O vice-artilheiro, por exemplo, foi o meia Rodriguinho, dono de 11 gols em 2017, dois deles na final do Campeonato Paulista, contra a Ponte Preta, praticamente decidindo o título na partida de ida, no Moisés Lucarelli.

Logo atrás vem Jadson, com 10, precedendo o outro atacante da lista. Ángel Romero, conhecido pela contribuição defensiva e dedicação tática, anotou seis vezes e ficou à frente dos outros atletas habitualmente escalados pelos lados nas partidas. Marquinhos Gabriel, com cinco, Clayson, com quatro, Kazim, com três, além de Clayton (2) e Léo Jabá, negociados durante o ano, foram os outros representantes do ataque a anotar.

Qual o melhor jogador do Corinthians em 2017?

Apesar de não ter evitado o rebaixamento do Avaí, Dutra tem a seu favor o fato de, assim como Jô, ter sido o responsável por quase 30% dos gols da equipe no ano, sendo dez deles no Campeonato Brasileiro. Em toda a temporada, os avaianos conseguiram apenas 61 tentos (contra 91 do Timão), normalmente dedicando seus esforços à defesa.

A temporada prolífica nos gols para Dutra, porém, foi um ponto fora da curva em sua carreira. Normalmente escalado pelas pontas, ele só chegou aos dois dígitos em tentos anotados no ano de 2012, quando marcou dez vezes com a camisa do Kashima Antlers.

Outra ressalva é que, como Fábio Carille gosta de frisar, Jô não deu espaço para que nenhum dos seus subtitutos tivesse sequência no comando do ataque. Presente em 28 jogos, sendo apenas dez como titular, Kazim ainda é visto como alguém que pode render. Dutra, por sua vez, teve 52 partidas, 44 como titular, para mostrar seu valor.

“Tenho certeza de que, se ele tiver uma sequência de jogos, vai render. É um cara pesado, que precisa jogar”, explicou Carille à Gazeta Esportiva, recentemente, mostrando que a competição, ao menos enquanto nenhum grande nome é anunciado, será forte na posição.

Artilheiros do ano no Corinthians (Júnior Dutra fez 16 gols pelo Avaí):

Jô – 25 gols
Rodriguinho – 11 gols
Jadson – 10 gols
Romero – 6 gols
Balbuena – 6 gols
Maycon – 5 gols
Marquinhos Gabriel – 5 gols
Clayson – 4 gols
Kazim – 3 gols
Pedro Henrique – 2 gols
Guilherme Arana – 2 gols
Pablo – 2 gols
Clayton – 2 gols
Gabriel – 2 gols
Camacho – 1 gol
Léo Jabá – 1 gol
Léo Santos – 1 gol
Marlone – 1 gol
Pedrinho – 1 gol
Giovanni Augusto – 1 gol