Brasileiro Série A

Arena da Baixada | 12/5/2019 - 19:0

Futebol/Campeonato Brasileiro

Athletico reencontra caminho da vitória diante do Bahia

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes - Curitiba , PR
12/05/2019 20:52:35

Em: Athletico-PR, Bahia, Brasileiro Série A, Futebol, Notícias
Furacão vinha de três jogos sem vencer (Miguel Locatelli/CAP)

O Athletico Paranaense, com praticamente sua força máxima em campo, venceu o Bahia por 1 a 0, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Brasileiro, interrompendo uma sequência ruim de resultados. Com o triunfo, o Rubro-Negro chegou aos sete pontos, na sexta colocação. Já o Tricolor caiu para oitavo, com seis pontos ganhos.

O Furacão abriu a contagem aos 10 minutos do primeiro tempo, com Rony aproveitando sobra de bola. A partida que parecia tranquila, entanto, não foi, mas o time da casa conseguiu segurar o placar magro diante da torcida.

Na próxima rodada, o Athletico Paranaense enfrenta o Corinthians, domingo, na Arena da Baixada. Já o Bahia encara o São Paulo, o mesmo dia, no Estádio do Morumbi.

O jogo – Depois de sinalizar que colocaria em campo um time reserva para poupar os atletas, o técnico Tiago Nunes voltou atrás e escalou nove titulares para uma noite de homenagens a Barcímio Sicupira Júnior, o maior ídolo da história do Furacão, que completou esta semana 75 anos. Com a bola rolando, o Rubro-Negro começou tocando a bola, esperando por espaço. Aos cinco minutos, Rony saiu em velocidade para o contra-ataque, mas foi travado antes de chegar na área.

O primeiro chute ao gol apenas aos sete minutos, com Léo Cittadini arriscando de longe, por cima da meta. Mas, aos 10 minutos, Douglas fez grande defesa, mas a bola sobrou para Rony, que só teve o trabalho de empurrar para a rede e abrir o placar na Arena. Bruno Guimarães também tentou o arremate de longa distância, por cima da meta. Em uma rara chegada do Tricolor, aos 21 minutos, Rogério aproveitou roubada de bola para girar o corpo e bater para defesa segura de Santos.

O Athletico voltou a pressionar e, aos 23 minutos, Rony apareceu com liberdade e marcou. Porém, o árbitro anulou para marcar impedimento. O goleiro tricolor voltou a trabalhar aos 33 minutos, parando um petardo de Nikão. Mais uma vez a arbitragem precisou intervir, aos 34 minutos, depois de cabeçada de Bruno Guimarães que Nino tirou em cima da linha. O time da casa dominava as ações, mas pecava no momento de finalizar a jogada.

Para a segunda etapa, nenhuma novidade nos dois times. Com menos de um minuto, o Atheltico apareceu no ataque, com Marco Rúben aproveitando confusão para tentar o desvio, mas sem sucesso. Aos três minutos, Nikão chegou a tirar o goleiro da jogada, mas Douglas se esticou para salvar nos pés do atacante. O Rubro-Negro voltou com uma postura mais ofensiva para tentar matar o jogo.

O VAR entrou em ação aos 11 minutos, depois de defesa de Santos no meio da confusão, mas o árbitro nada marcou. O Bahia equilibrou um pouco as ações, mas não conseguia levar perigo, se preocupando mais com a defesa. Aos 23 minutos, Shaylon foi lançado em velocidade, buscou a triangulação com Élber, e arrematou pela linha de fundo. Lucho foi a campo e, aos 27 minutos, levantou a torcida com um bom chute para defesa de Douglas.

O jogo ficou aberto após as mexidas dos dois treinadores. Aos 32 minutos, Bruno Guimarães levantou fechado na área e Lucas Fonseca apareceu para afastar o perigo. Um dos destaques da partida, Douglas apreceu mais uma vez aos 39 minutos nos pés de Marco Rúben, para salvar o Bahia. Cobrança de escanteio para o Tricolor, aos 44 minutos, e Santos cortou para assegurar a vitória.

ATHLETICO 1 X 0 BAHIA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 12 de Maio de 2019, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Árbitro de Vídeo: José Cláudio Rocha Filho (SP)
Assistentes de Árbitro de Vídeo: Marcio Henrique de Gois (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP)
Cartões amarelos: Erick e Renan Lodi (Athletico); Paulinho, Nino Paraíba e Gregore (Bahia)

Gols
ATHLETICO: Rony, aos 10 minutos do primeiro tempo

ATHLETICO: Santos; Erick, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Wellington, Léo Cittadini (Lucho González) e Bruno Guimarães; Nikão, Rony (Marcelo Cirino)e Marco Rúben.
Técnico: Tiago Nunes

BAHIA: Douglas, Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Ernando e Paulinho; Douglas Augusto e Gregore; Artur, Eric Ramires (Shaylon) e Rogério (Élber); Fernandão (Gilberto).
Técnico: Roger Machado

Ads – Rodapé Posts




Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escalação
Athletico-PR

Santos


Paulo André


Léo Pereira


Renan Lodi


Wellington


Bruno Guimarães


Léo Cittadini


Nikão


Erick


Rony


Marco Rubén


Marcelo Cirino


Lucho González


Marcio Azevedo


Tec - Tiago Retzalff Nunes
Bahia

Douglas Friedrich


Nino Paraíba


Ernando


Lucas Fonseca


Paulinho


Gregore


Douglas Augusto


Eric Ramires


Artur Victor


Fernandão


Rogério


Shaylon


Élber


Gilberto


Roger Machado - Tec

Posse de bola

68%
32%
Corinthians
Santos
999
Corinthians

Passe

999
Santos
999
Corinthians

Finalização

999
Santos
999
Corinthians

Cruzamento

999
Santos
999
Corinthians

Desarme

999
Santos

Faltas

24
COR
×
15
SAN

Impedimentos

24
COR
×
15
SAN

Cartões amarelos

24
COR
×
15
SAN

Cartões vermelhos

24
COR
×
15
SAN

Estatísticas de jogadores

Corinthians

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner

Santos

LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
LAD
Fagner
Estatísticas de jogadores