Após nova derrota, Walter reclama: “Não podemos ser tão Mirandinha”

São Paulo, SP
16/07/2017 18:39:21

Em: Atlético-GO, Bastidores, Brasileiro Série A, Futebol
Walter afirma que os companheiros precisam ser menos “fominhas”(Foto: Paulo Marcos/Atlético-GO)

Sem saber o que é vencer há sete rodadas, o Atlético Goianiense terminou mais uma rodada sem o resultado positivo. Após a derrota de virada para o Atlético-MG no estádio Olímpico pelo placar de 2 a 1, os jogadores do Dragão saíram de campo chateados com os repetidos erros cometidos pela equipe. Um dos mais incisivos nas reclamações foi o experiente atacante Walter, que afirmou que os jogadores precisam ser mais solidários nos lances ofensivos.

“Estamos errando muito lá na frente. Precisamos deixar de ser tão Mirandinhas. Algumas vezes temos que levantar a cabeça e observar o companheiro melhor colocado. Hoje reclamei de um lance com o Jorginho, mas faz parte, estas coisas acontecem. Quem perde com isso é o grupo, não o individual”, declarou o jogador se referindo ao ex-jogador que ficou conhecido por ser “fominha”.

E os detalhes ofensivos também foram tema das declarações de Roger Carvalho. “Sabíamos que o jogo era difícil, mas novamente pecamos nos detalhes. Agora é trabalhar, levantar a cabeça e buscar o resultado fora de casa”, afirmou o defensor.

O técnico Doriva foi outro que lamentou as chances desperdiçadas quando o placar apontava 2 a 1. “Não aproveitamos as chances para ampliar o placar. Contra uma equipe como o Atlético MG você não pode deixar o jogo vivo. Quando surge a oportunidade, você tem que matar a partida. Faltou concentração para confirmar o resultado”, avaliou.

Porém, o comandante acredita que estes problemas não irão acompanhar a partida por muito tempo. “Os problemas são circunstanciais. O volume de jogo vem acontecendo, porém estamos errando nos detalhes. Empenho não tem faltado, mas a falta de atenção nos detalhes tem atrapalhado a equipe”, disse.

Na próxima rodada, o Dragão encara o Sport, na Ilha do Retiro na próxima quinta-feira, às 19h 30 (de Brasília). Somando apenas oito pontos até o momento, o clube goiano está há sete pontos de distância da Ponte Preta, a primeira equipe fora da zona do rebaixamento.