1º turno do Brasileiro termina com Tricolor mais forte e Fla em derrocada

São Paulo, SP

21-08-2018 09:00:49

O São Paulo terminou o primeiro turno do Campeonato Brasileiro da melhor maneira possível: além de manter a liderança da competição, aumento a sua distância para o segundo colocado, o Internacional, que agora é de três pontos. Tentando aproveitar o bom momento e não deixar a eliminação na Copa Sul-Americana influenciar o ambiente do elenco, o Tricolor agora terá o difícil desafio de continuar na mesma toada até o dia 2 de dezembro ou ao menos até a rodada necessária para se sagrar campeão nacional.

Mais do que a liderança e a maior vantagem para o vice-líder, o São Paulo também tem muito a comemorar pelo fato de ter feito a melhor campanha de sua história no primeiro turno desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado em pontos corridos. Com 41 pontos na tabela, o Tricolor superou o desempenho de 2007, quando terminou a metade inicial do torneio com 39 tentos.

De todos os campeões simbólicos do primeiro turno, apenas Corinthians, em 2017, Atlético-MG, em 2012, e Cruzeiro, em 2014, foram superiores ao time comandado pelo técnico Diego Aguirre. No ano passado, o Timão somou 47 pontos ao fim das 19 primeiras rodadas. O Galo, por sua vez, contabilizou 43 tentos em 2012, o mesmo que seu principal rival em 2014.

Se o São Paulo tem vários motivos para celebrar, no lado do Flamengo a situação é bem diferente. O time comandado pelo técnico Maurício Barbieri estava na liderança do Campeonato Brasileiro quando houve a pausa para a Copa do Mundo, contudo, após a volta da competição, somou apenas três vitórias em sete jogos, desempenho que o fez ser desbancado pelo Inter e cair para o terceiro lugar.

Não bastasse as dificuldades pós-Copa do Mundo, o Flamengo também tem de lidar com o fato de estar disputando outras competições. Além de garantir vaga nas semifinais da Copa do Brasil, o Rubro-Negro também tenta avançar na Libertadores, torneio em que perdeu o jogo de ida das oitavas de final, em pleno Maracanã, para o Cruzeiro, por 2 a 0. O Internacional, por sua vez, tem apenas o Campeonato Brasileiro como preocupação.

Na parte de baixo da tabela, a disputa também anda bastante acirrada. Tirando o Paraná, afundado na lanterna, todas as outras equipes mantêm uma curta distância para seus rivais. Para se ter uma ideia, a diferença do primeiro time da zona de rebaixamento (Vitória) para o décimo colocado (América-MG) é de apenas três pontos, fator que liga o alerta de grandes clubes, como o Santos, Botafogo e Vasco, ainda em dificuldades para voltar aos trilhos.

Deixe seu comentário