Futebol/Bastidores

Polícia apreende documentos de falso empresário de futebol em Porto Alegre

Correspondente César Esteves - Porto Alegre , RS
18/10/2018 14:35:59

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Futebol, Grêmio, Internacional
O esquema envolvia falsificação de documentos e a tentativa de negociar os direitos federativos de Leandro Damião e Luan, do Inter e Grêmio, respectivamente (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Nesta quinta-feira a Polícia Civil do Rio Grande do Sul revelou a existência de um esquema de falsificação de documentos e tentativa de negociação dos direitos federativos de Leandro Damião e Luan, que atuam no Internacional e Grêmio, respectivamente. Segundo a Delegacia de Repreensão aos Crimes Informáticos, foram apreendidos documentos de um estudante de Direito, de 32 anos, que mostrava o crime de estelionato.

O comando da polícia liberou apenas as iniciais do acadêmico, L.C.A.B, que será indiciado e, na sequência, as investigações pretendem averiguar se houve recebimento de valores e se pessoas foram lesadas. Foi pedida a prisão do estudante, porém, a justiça indeferiu.

Em apuração feita pela polícia, o investigado teve reunião com os agentes do Everton, clube da Inglaterra para tratar de uma possível transferência de Luan. A Polícia Civil também constatou negociação de Leandro Damião com o Al Wehda, da Arábia Saudita. Nas diligências realizadas, foi confirmada a existência de documentos falsificados que são ligados à CBF.

A descoberta ocorreu através de um perfil falso nas redes sociais. Em um contato feito no WhatsApp, o universitário se apresentava como influente empresário de futebol. Por último, L.C.A.B acabou sendo conduzido ao Departamento de Investigação ao Crime Organizado (DEIC), em Porto Alegre, no qual prestou depoimento para apresentar a sua versão dos fatos.