Ídolo do Real Madrid, Di Stéfano poderia ter jogado pelo Barcelona

São Paulo, SP

07-08-2017 14:58:48

No Real Madrid, Di Stéfano se tornou um dos melhores da história (Foto: AFP)

Na época em que foi contratado pelo Real Madrid, em meados de 1954, Alfredo Di Stéfano atuava pelo Millonarios-COL, mas tinha seus direitos econômicos pertencentes ao River Plate. O clube argentino, segundo publicação do jornal El País, encontrou recentemente uma documentação que comprova irregularidades na negociação com os merengues, que poderiam ter mudado a história do futebol espanhol. De acordo com as 30 páginas de documento encontradas, o jogador já estava acordado com o Barcelona, que inclusive havia pago a primeira parte da quantia para contratá-lo.

O atacante vestiria o uniforme azul-grená pelo valor de 2 milhões de pesos (pouco mais de R$ 270 mil). Os catalães pagariam metade do valor em primeira instância, para depois pagarem o restante dividido em três parcelas. Os comprovantes existentes confirmam o primeiro pagamento, porém, o argentino jamais jogou na Catalunha.

"É de nosso total agrado o acordo feito por Di Stéfano. Tudo indica que o jogador se incorpore física, jurídica e efetivamente ao FC Barcelona, antes do dia 26 de julho. Em caso de qualquer impasse derivado de sua atuação na Colômbia, há possibilidade de o contrato ser rescindido", dizem os documentos.

Contudo, o Real Madrid atravessou a negociação. O River comunicou ao Barça a desistência do acordo e encaminhou o jogador ao rival, onde fez história dentro e fora de campo. "A Flecha Loira", como era chamado, fez 510 partidas oficiais e marcou 418 gols pelo time da capital espanhola, vencendo cinco Liga dos Campeões e oito campeonatos nacionais. Di Stéfano ainda se tornou técnico e presidente dos merengues. Faleceu em julho de 2014, aos 88 anos.

 

 

Deixe seu comentário