Governador de PE planeja arranjar nova parceira para Arena em 60 dias

São Paulo, SP

07-03-2016 13:26:27

Após oficializar o rompimento com a Arena Pernambuco Negócios e Participações, braço da Odebrecht – empresa investigada na Operação Lava Jato -, na última sexta, o Governo do Estado de Pernambuco fixou em 60 dias o prazo para estabelecer uma nova concessionária responsável pela Arena.

Nesta segunda-feira, o governador Paulo Câmara (PSB) garantiu que tentará agilizar ao máximo a busca por novos parceiros, mas que, ao mesmo tempo, não fugirá aos encargos referentes à administração do estádio neste ínterim de dois meses.

“A gente espera que nos próximos 60 dias já haja condição de lançar esse edital e, com base nisso, a gente possa ter uma nova administradora para a Arena. Enquanto isso, quero garantir que não haverá descontinuidade nas operações. Independentemente do resultado da licitação, nós vamos cuidar da Arena, que é um equipamento público”, disse ao Jornal do Commercio.

Orçada em R$ 479 milhões e entregue ainda em 2013, para a disputa da Copa América, a Arena Pernambuco será gerida pelo mesmo parceiro para o jogo da Seleção Brasileira, no fim do mês, contra o Uruguai. No entanto, o futuro ainda é nebuloso.

Após ter o contrato com a concessionária rompido, a partir de estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a Arena Pernambuco deve ser tema de sessão extraordinária na Assembleia Legislativa nesta semana.

Reunindo representantes do governo, da empresa, do Tribunal de Contas e da FGV, os parlamentares querem discutir possíveis resoluções quanto ao futuro administrativo do estádio em São Lourenço da Mata (PE).

Deixe seu comentário