Congresso da Uefa elege mulher como membro executivo pela 1ª vez

São Paulo, SP

03-05-2016 12:07:46

Aos 49 anos, Florence Hardouin, que já cuidava dos assuntos executivos da Federação Francesa de Futebol (FFF), foi escolhida, nesta terça-feira, como a primeira mulher a formar parte do quadro executivo da Uefa, entidade que coordena tudo que diz respeito ao futebol europeu.

A cerimônia realizada na capital da Hungria, Budapeste, também definiu o Kosovo como a 55ª federação a se filiar à Uefa, após oito anos de território reconhecido de forma independente à Sérvia. No entanto, o feito de Hardouin é ainda mais marcante.

Na esteira das reformas da Fifa, que elencou como uma das prioridades o desenvolvimento do departamento de futebol feminino, a Uefa também optou por abrir espaço às mulheres em seu quadro político. Após ganhar da norueguesa Karen Espelund por 33 votos a 21 na disputa pela cadeira no executivo, a francesa comemorou.

"É uma honra e um prazer enorme. É basicamente uma aplicação do trabalho que vinha fazendo na Federação Francesa. A minha parte agora vai ser representar não só a voz do futebol francês, mas como de todas as outras federações, na Uefa", disse a dirigente, que se encarregará do intercâmbio entre as federações e a Uefa até 2019.

Com respaldo do presidente da FFF, Noel Le Graet, Hardouin assume um cargo de destaque na entidade que, até o momento, está sem um presidente interino. Com o compatriota Michel Platini agindo nos bastidores para reverter a suspensão, em determinação que deve sair, de forma definitiva, até 9 de maio, a francesa chega ao cargo tendo de responder a Theodore Theodoridis, secretário-geral interino.

 

Deixe seu comentário