Mais Esportes/Bastidores

Acidente mata campeã olímpica e outros dois franceses na Argentina

GazetaEsportiva.net - Villa Castelli , - Argentina
10/03/2015 00:06:00

Em: Bastidores, França, Futebol, Mais Esportes, Tênis

Um acidente de helicóptero na Argentina, nesta segunda-feira, vitimou três atletas de elite da França. A nadadora Camille Muffat, de 25 anos, campeã olímpica nos 400m livre; o boxeador Alexis Vastine, 28, medalhista de bronze em Pequim (2008), e a velejadora Florence Arthaud, 57, faleceram após o choque de dois helicópteros durante gravações do reality show francês de sobrevivência “Dropped”, que coloca celebridades em condições climáticas duras e os desafia a sair dessa situação.

Além dos atletas, quatro membros da produção do programa, dois pilotos argentinos (Juan Carlos Castillo e Roberto Abate) e uma pessoa ainda não identificada também morreram na tragédia. O nadador Alain Bernard, outro campeão olímpico que estava participando do reality, está vivo, conforme foi confirmado por seu agente e sua família.

O acidente aéreo aconteceu nos arredores da cidade de Villa Castelli, por volta das 17h no horário local. A causa da colisão entre os dois helicópteros ainda não foi esclarecida pelas autoridades argentinas, que garantem que as condições climáticas não motivaram o acidente. Uma das aeronaves era da administração da província na qual ocorreu a queda, e a outra pertencia à polícia da cidade de Santiago del Estero.

Camille Muffatt, Alexis Vastine e Florence Arthaud gravavam reality show na Argentina quando foram vítimas de tragédia
Camille Muffatt, Alexis Vastine e Florence Arthaud gravavam reality show na Argentina quando foram vítimas de tragédia – Credito: Montagem sobre foto AFP

As vítimas

Natural de Nice, Camille Muffat ganhou destaque internacional ao conquistar o Mundial nos 400m livre, em Dubai. Dois anos depois, nas Olimpíadas de Londres, ela conseguiu a medalha de ouro na prova, além de conquistar a prata nos 200m livre e o bronze nos 4x200m com a equipe francesa. A atleta havia se aposentado no ano passado, com apenas 24 anos.

Mais velho, Alexis Vastine conseguiu destaque no mundo dos esportes mais cedo, quando chegou à medalha de bronze nas Olímpiadas de Pequim, em 2008. Nos Jogos seguintes, em Londres, ele foi eliminado nas quartas de final.

Já Florence Arthaud fez história em 1990 ao ser a primeira mulher ao bater o recorde da travessia do Atlântico à vela, feito conseguido por ela em nove dias, 21 horas e 42 minutos.