Futebol

Tite vê Carille repetir seus passos e aposta no sucesso do Corinthians

Tiago Salazar - São Paulo , SP
19/12/2018 07:00:45

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Corinthians, Escolha do editor, Futebol, Mercado da bola, Notícias

Tite conviveu com Fábio Carille por cerca de cinco temporadas no Corinthians, quando o atual técnico do clube era apenas um auxiliar da comissão técnica. O período foi suficiente para o treinador da Seleção Brasileira cravar, no início de 2017, que Carille estava pronto para ser efetivado no Timão.

E não deu outra. Logo em sua primeira temporada à beira do campo, Carille levou o Corinthians aos títulos do Campeonato Paulista e do Campeonato Brasileiro. No semestre seguinte veio outra taça no Estadual, com direito a festa dentro da casa do Palmeiras.

Agora, uma nova situação se apresenta. Sete meses após se transferir para o Al Wehda, Fábio Carille está de volta. Diferente de sua fase de debutante, o clima dessa vez é de euforia e enorme expectativa. A responsabilidade cresceu e promete pressionar Carille em 2019, como o próprio técnico admitiu ao pisar em solo brasileiro.

A situação se assemelha ao ocorrido com Tite entre os finais das temporadas 2013 e 2014, no mesmo Corinthians. À época, o técnico que conduziu o alvinegro a todos os títulos possíveis passou uma temporada sabática antes de reassumir a equipe e se consolidar com o título Brasileiro de 2015.

“Quando eu voltei para o Corinthians, eu voltei analisando muito aquilo que eu conhecia dentro do Corinthians, do staff, da direção, das pessoas que comandavam, dos atletas que lá estavam, do ropeiro que tinha, do Mancha no café, eu sabia toda mecânico, toda a rotina”, contou Tite, à Gazeta Esportiva.

Leia também:
Sornoza chega a SP nesta quarta para fazer exames e ser anunciado pelo Corinthians
Clayson aguarda resposta do Galo para decidir seu futuro no Corinthians
Corinthians acerta empréstimo de Mantuan para a Ponte Preta
Corinthians empresta Paulo Roberto ao Fortaleza de Rogério Ceni

Ao que parece, Fábio Carille repetiu a reflexão. Afinal, o presidente Andrés Sanchez admitiu que o sucessor de Jair Ventura abriu mão de receber mais dinheiro em outro clube. “Tenho que agradecer porque ofereceram mais de outros times e ele preferiu a proposta do Corinthians”.

O conhecimento sobre tudo que envolve o cenário de momento faz Tite de novo prever o sucesso de seu ex-auxiliar à frente do clube do Parque São Jorge.

“A minha opção foi de cunho profissional e de cunho pessoal também. Se o Fábio fez toda essa análise, e fez, é porque ele tem condições de fazer um grande trabalho também”, concluiu o comandante da Seleção Brasileira.




×
Quer receber notícias do Corinthians?