Futebol/Copa São Paulo de Juniores

Com equipe renovada, Peixe busca o tri inédito da Copinha

Do correspondente Tiago Salazar - Santos, SP -
03/01/2015 08:00:00

Em: Campeonatos, Copa São Paulo de Juniores, Futebol, Região Sudeste, Santos

Atual bicampeão da Copa São Paulo de Juniores, o Santos chega forte para lutar pelo inédito tri da mais tradicional competição de base do futebol brasileiro. Com um time completamente reformulado, o Peixe conquistou o Torneio de Durban Sub-19, na África do Sul, e ainda levou os Campeonatos Paulistas Sub-13 e Sub-17 em 2014. Tudo isso deixa um clima de bastante expectativa na Vila Belmiro.

“A gente teve, em julho, uma competição na África do Sul e a grande parte desse grupo foi campeão lá. Foi um campeonato de alto nível, jogamos contra Benfica, Boca Juniors, foi uma competição muito forte e deixou a gente bastante otimista”, admitiu o técnico Pepinho, lembrando que o grupo que vai defender o bicampeonato em 2015 é muito diferente do que levantou a taça esse ano. “A grande parte do time de 2014 estourou a idade. A gente tem apenas três remanescentes daquele time, que são o goleiro João Paulo, o meia Serginho e o meio-campista Fernando Medeiros. O restante nunca jogou uma Copa São Paulo. É um grupo inexperiente”, explicou.

O Peixe está no Grupo D e estreia dia 3 de janeiro contra o Penapolense, as 16 horas, no estádio Gilberto Siqueira Lopes, o Gilbertão, na cidade de Lins. Completando a primeira fase, o alvinegro praiano encara ainda o Babaço (MA) e o Linense, time da casa. Todos os jogos com entrada gratuita.

O técnico Pepinho ressalta que o grupo deste ano é muito diferente do que disputou a última Copinha
O técnico Pepinho ressalta que o grupo deste ano é muito diferente do que disputou a última Copinha – Credito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Divulgação SFC

“Com essas duas conquistas seguida da Copa, a gente se torna a equipe a ser batida. A gente passa tranquilidade para eles, pede para eles serem agudos, mas que eles não têm nada haver com as outras conquistas. É outro time, outro campeonato. Não tem que sentir essa pressão”, ressaltou Pepinho, preocupado com o fato de seu time ter de encarar uma forte torcida contra nesta edição da Copinha. “Nós vamos ter uma pressão diferente dessas duas Copas que a gente ganhou, que é a pressão da torcida contra. Já estamos preparando eles para isso também, minha comissão já foi para Lins para observar, ver como estão as condições, trouxeram boas informações, cada dia eu sinto que a equipe está cada vez melhor”, comentou o treinador, ciente de que as partidas contra Linense e Penapolense, que vem de cidade próxima a Lins, devem ser as mais complicadas nessa primeira fase.

Time

O time santista que disputa a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2015 terá oito jogadores da equipe Sub-17. Apesar da competição ser para atletas de até 20 anos, o Peixe novamente apostara em seus prodígios meninos para lutar pelo título. Aliás, para o técnico Pepinho, ser campeão na base é muito importante.

“É um time mais leve, não tão alto, mas de uma qualidade técnica inquestionável. Eu acho importantíssimo o Santos sempre brigar por títulos na base, eu acho que a conquista faz parte da formação do bom jogador. E chegar no profissional como um jogador que conquista, que faz um gol no último minuto, que pega um pênalti salvador, que tira uma bola em cima da linha ou que tenha uma atuação de alto nível em uma decisão dá ‘cancha’. Um atleta vencedor é um atleta bem formado”, disse Pepinho.

O time do Santos terá, além de João Paulo, Fernando Medeiros e Serginho, que acabou o ano até como titular no profissional, Thiago Maia, Caio, Diego Gomes e Vitor Percinelli, jogadores que foram inscritos na última Copinha, mas não tiveram chance de jogar. Matheus Augusto, que jogou poucos jogos, mas foi decisivo com um belo gol diante do Atlético-MG, dessa vez tem treinado como titular.

Um dos destaques do time, Medeiros acredita que a vantagem desta equipe é a velocidade (Foto Tiago Salazar)
Um dos destaques do time, Medeiros acredita que a vantagem desta equipe é a velocidade (Foto Tiago Salazar) – Credito: Gazeta Press

“É sempre muito bom jogar a Copa São Paulo, todo mundo sempre está querendo ver, isso só agrega. Todo dia agente vem evoluindo e eu venho aprendendo muito nesse ano. É um time mais jovem, mas rápido. Não é tão cadenciado como o de 2014”, falou Fernando Medeiros, um dos destaques da Copa do Brasil Sub-20 deste ano.

“Como esse ano eu joguei em três categorias, ainda tenho a bagagem da seleção, acho que com isso eu peguei muita experiência. Na última (Copinha) eu não tive oportunidade de jogar, mas nessa de 2015, se Deus quiser, é fazer um bom campeonato e ser campeão”, explicou o volante Thiago Maia, que esse ano jogou uma partida pelo profissional e ainda disputou o Paulista Sub-17, a Copa do Brasil Sub-17, a Copa do Brasil e Paulista Sub-20 e o torneio da África do Sul, além de servir a seleção brasileira no Sul-americano e no Mundial Sub-17.

O volante Thiago Maia é um dos mais experientes do grupo, e já chegou a atuar pelo time profissional do Santos
O volante Thiago Maia é um dos mais experientes do grupo, e já chegou a atuar pelo time profissional do Santos – Credito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Divulgação SFC

Já o atacante Caio, autor de dois gols na final do Paulista Sub-17, chega empolgado com a chance de jogar e já ser titular da Copa São Paulo de Futebol Júnior. “No Paulista joguei mais de atacante, de ponta direita, mas sou meia de origem. Eu estou preferindo mais jogar de ponta, tenho um chute bom, chego na diagonal. Como meia sou mais cadenciador. Eu estou trabalhando muito, a Copa São Paulo é uma vitrine enorme, é a oportunidade das nossas vidas”, avisou o jovem.

Desfalques

Apesar de depositar toda a confiança no seu elenco e chegar como um dos favoritos ao título, o técnico Pepinho não esconde sua frustração em ter perdido dois atacantes de muita qualidade para a Copinha.

“Temos uma boa reposição, continuamos otimistas, mas a gente perdeu um atacante chamado Diogo que uma pérola, um jogador fantástico, um jogador que, no futuro, eu tenho certeza que vocês vão ouvir falar dele”, lamentou o comandante do alvinegro praiano, lembrando da lesão que tirou sua aposta de ação. “Em um jogo do Campeonato Paulista (Sub-17), em um dos campos complicados, lá em Mauá, sozinho ele acabou estourando o joelho, vai ficar oito meses fora, um pecado. Essa Copa São Paulo era para ele. É um jogador que até o profissional estava de olho, querendo colocar ele em alguns treinos. Mas ele está fora, o que é uma pena”, comentou Pepinho.

“E o outro é o Rafael Ratão, que acabou saindo por indisciplina. Um jogador de área que a gente acabou perdendo”, disse o técnico, que nunca escondeu sua admiração pelo jogador que acabou dando muitos problemas à comissão até ser afastado.

Planejamento

Hugo Machado, gerente das categorias de base do Santos, explicou que o clube adotou a manutenção do trabalho realizado nos últimos dois anos como prioridade. A ideia é seguir com as execuções que deram resultado para buscar mais uma participação de destaque da Copinha 2015.

“A gente seguiu a programação que fizemos ano passado, elaboramos um planejamento com antecedência para que a gente mais ou menos já visualizasse os jogadores que usaríamos esse ano”, disse Machado, antes de citar a grande diferença da edição do próximo ano da competição, que é o fato do Peixe não atuar na Vila Belmiro e, assim, também não poder utilizar suas próprias instalações. “Planejamos tudo mais cedo também para agilizar a logística, porque esse ano vai ser muito diferente do ano passado. Vamos para Lins e não teremos nossa torcida apoiando o tempo inteiro. É todo um trabalho que a gente está fazendo para dar a melhor estrutura para os meninos”, finalizou o gerente da base santista.

Chuvas e Heavy Metal

É sabido por todos que janeiro é um mês de muito calor e também de verdadeiros temporais tropicais no Estado de São Paulo. Diante disso, diversos jogos da Copa São Paulo de Futebol Júnior acabam acontecendo debaixo de muita chuva e com campos pesados. Ciente do risco, o técnico Pepinho admite estar na torcida para São Pedro colaborar com o Peixe.

“Então, cara. Não tem muito o que fazer. Geralmente aqui em Santos também chove muito, mas para nós não seria bom. Nossa equipe é leve, que põe a bola no chão, que toca bem a bola, que tem habilidade, então, se o campo ficar pesado, para nós não vai ser bom”, explicou o treinador.

Pepinho Macia admite que campos pesados podem prejudicar o estilo dinâmico de jogo da sua equipe
Pepinho Macia admite que campos pesados podem prejudicar o estilo dinâmico de jogo da sua equipe – Credito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Divulgação SFC

Além disso, outro tormento para o comandante da equipe é ‘tolerar’ a preferência musical de seu grupo de jogadores. Fã de heavy metal e rock and roll clássico e pesado, Pepinho garante que é mais fácil vencer a Copinha pela terceira vez seguida do que convencer os jogadores a trocar de gênero musical.

“Olha, é mais fácil mesmo. Eles ouvem muito funk, pagode, sertanejo, Deus me livre. Eu já desisti. Eu ponho o fone e deixo os meninos se divertirem”, disse, rindo, o técnico que ficará com o grupo concentrado em Lins.

Confira as partidas deste fim de semana na Copa São Paulo de Futebol Júnior, respeitando o horário de Brasília:

Sábado
09h00 – Primavera-SP 2 x 1 Araguaína-TO
11h00 – Cruzeiro 3 x 0 ABC
14h00 – Linense-SP x Babaçu-MA
16h00 – Santos x Penapolense-SP
17h00 – São José x São Raimundo-RR
19h00 – Osasco FC x Vilhena-RO
19h00 – São Paulo x Grêmio Serrano-PB
21h00 – Flamengo x Sampaio Corrêa-MA

Domingo
09h00 – São Bernardo x Unaí-DF
11h00 – Atlético-MG x Sete de Setembro-AL
14h00 – Tanabi-SP x Itapemirim
14h00 – Grêmio x Rio Preto
14h00 – Catanduvense x Ponte Preta
14h00 – Grêmio Prudente x Grêmio Osasco Audax
14h00 – Lemense x Independente-PA
14h00 – Ferroviária x Monte Azul
14h00 – Sumaré x Cacerense-MT
14h00 – Paulínia x São José-AP
14h00 – Atibaia x Portuguesa
14h00 – Taubaté x Serrano-BA
14h00 – Taboão da Serra x Chapecoense
14h00 – Desportivo Brasil x Paysandu
14h00 – Criciúma x São José-RS
14h00 – Nacional x Botafogo PB
14h00 – Flamengo-SP x Palmeira-RN
14h00 – Juventus x Tarumã
16h00 – Paraná x Mirassol
16h00 – América-SP x Confiança
16h00 – Goiânia x Náutico
16h00 – Bahia x Comercial-MS
16h00 – Fortaleza x Botafogo-SP
16h00 – Ceará x Gama
16h00 – Sport Recife x Paulista
16h00 – Coritiba x Red Bull Brasil
16h00 – Vitória x Porto-PE
16h00 – Vasco da Gama x Araxá
16h00 – América-MG x Santa Cruz
16h00 – Atlético-GO x Avaí
16h00 – Vila Nova x Guarani
16h00 – Goiás x Rio Claro
16h00 – Atlético-PR x São Caetano
16h00 – Figueirense x Santo André
17h00 – São Carlos x Itabaiana-SE
19h00 – Botafogo x XV de Piracicaba
19h00 – Grêmio Barueri x Rio Branco-AC
21h00 – Corinthians x Guaicurus-MS