Futebol

Andrés critica uso do VAR em lances polêmicos da final

Tiago Salazar e Tomás Rosolino - São Paulo , SP
18/10/2018 01:54:05

Em: Brasileiro Série A, Copa do Brasil, Corinthians, Escolha do editor, Futebol, Notícias

Jair Ventura se recusou a falar sobre a arbitragem mesmo depois da derrota do Corinthians para o Cruzeiro na final da Copa do Brasil. A postura já é praxe do treinador carioca. Mas, Andrés Sanchez não perdeu a oportunidade de criticar a participação do VAR (árbitro de vídeo) nos lances cruciais da partida disputada na Arena de Itaquera.

Para o presidente corintiano, tanto o pênalti marcado para seu clube quanto o gol anulado de Pedrinho não deveriam ter sido tema para uma revisão. Em ambas as jogadas, o juiz Wagner do Nascimento Magalhães mudou de opinião após ter a atenção chamada por Wilton Pereira Sampaio, que estava de frente aos monitores.

Leia também
VAR anula virada do Corinthians e Cruzeiro leva o Hexa da Copa do Brasil
Cruzeiro confirma fama de carrasco de paulistas na Copa do Brasil
Derrota corintiana em decisão registra maior renda da Arena

Jair admite que time titular do Corinthians jogou sem treinar junto

“O Corinthians votou contra a situação que explicaram para nós, não só pelos valores, tanto que hoje muita gente está falando que foi e que não foi. Se tem o VAR para interpretação, não é para ter. VAR é para jogada específica, sem interpretação. Não adianta ter VAR e ter esses problemas novamente. Eu já fui prejudicado, já fui beneficiado, agora, não pode usar o VAR por uma falta do Jadson, mão no ombro e ele dá no rosto, e não pode o pênalti, que se o toque foi forte ou não, é interpretativo. Ele (árbitro) não precisava do VAR”, esbraveou o mandatário.




×
Quer receber notícias do Corinthians?