Herói luso celebra classificação e sonha com título na Copinha

Bruno Ceccon - São Paulo , SP
20/01/2018 11:00:43

Em: Copa São Paulo de Juniores, Futebol, Portuguesa

O goleiro Matheus brilhou durante a vitória nos pênaltis sobre o Palmeiras, alcançada na noite de sexta-feira, no Estádio do Pacaembu. Herói da classificação da Portuguesa às semifinais da Copa São Paulo, o jovem sonha com a possibilidade de conquistar o título no próximo dia 25 de janeiro.

A Portuguesa inaugurou o marcador no primeiro tempo com um gol de pênalti anotado por Thawan, mas sofreu o empate de Yan na etapa complementar. Na decisão por penais, o time rubro-verde ganhou por 3 a 2, já que Matheus defendeu a cobrança de Yan e Léo Passos e Alanzinho chutaram para fora.

“Decidir nos pênaltis não era nosso intuito. Viemos para vencer, mas, infelizmente, tomamos o empate. Na hora que precisou, acho que eu estava preparado e meus companheiros, também. Batemos bem e, graças a Deus, saímos com a classificação”, afirmou Matheus.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Semifinalista da Copa São Paulo, a Portuguesa venceu as três decisões por pênaltis que disputou ao longo do torneio, já que bateu São Paulo-AP e América-MG após empates no tempo normal, além do Palmeiras. Em alta, Matheus será aproveitado na equipe profissional nesta temporada.

“Estou muito feliz. Durante a própria Copa São Paulo, recebi a notícia de que tinha sido inscrito na Série A-2 do Campeonato Paulista, pela equipe principal. Mas agora temos que focar”, disse o goleiro, procurando manter as atenções no torneio de juniores.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Embalada, a Portuguesa volta a campo para encarar o Flamengo em busca de uma vaga na decisão. Na outra semifinal, o São Paulo enfrenta o Internacional. A equipe rubro-verde luta pelo tricampeonato, uma vez que conquistou as edições de 1991 e 2002 da Copa São Paulo.

“Jogar no Pacaembu é um sonho. É um templo, onde muitos títulos foram levantados”, afirmou Matheus, disposto a retornar ao estádio municipal para decidir o campeonato. “Se Deus quiser, vamos sair daqui no dia 25 de janeiro com o título”, projetou.