COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA

Um dos principais nomes da seleção francesa, Antoine Griezmann não está vivendo apenas a expectativa da Copa do Mundo. Isso porque o atacante, apesar de já ter decidido, ainda não revelou em que clube atuará na próxima temporada.

Nesta terça-feira, o centroavante da seleção francesa e, até o momento, do Atlético de Madrid, concedeu uma entrevista coletiva, onde os assessores de imprensa franceses proibiram qualquer pergunta que não fosse realizada na língua francesa. Ainda antes da coletiva ser aberta a perguntas, Griezmann já havia declarado que não falaria nada sobre o seu futuro.

Griezmann decide, porém não revela onde atuará na próxima temporada (Foto: FRANCK FIFE / AFP)

“Sinto muito. Não é o dia. Sei que há muita espera, mas hoje não é o dia”, declarou o craque. Mesmo com a proibição dos assessores franceses e a frase do atacante, alguns jornalistas insistiram e utilizaram até mesmo o tradutor do celular para questionar se ele já havia decidido o clube para a próxima temporada, gerando risos do atleta. Mesmo com a bronca dos assessores, o jogador deu uma resposta enigmática: “A decisão foi tomada, mas não é o momento de dizer”, declarou.

Confira o momento:

Principal jogador do Atlético de Madrid, o jogador francês vem sendo fortemente especulado no Barcelona. O rumor é tão grande que o seu possível futuro companheiro de ataque, Luis Suárez, chegou até mesmo a desejar boas vindas para o jogador.

Apesar de ser o principal assunto, as negociações não foi o único tema discutido na coletiva do astro francês, que acredita que a atual seleção francesa está mais equilibrada em relação há de quatro anos atrás. “É um grupo diferente. Estamos muito fortes ofensivamente, com uma base competitiva na defesa. Temos que defender com os 11”, avaliou,

A França está no Grupo C da Copa do Mundo ao lado de Austrália, Peru e Dinamarca. A estreia dos Les Bleus acontece neste sábado, às 7h (de Brasília), diante dos australianos.



A Bélgica nunca foi campeã do mundo. Se depender das previsões de Hazard, no entanto, essa realidade está prestes a mudar. Após a goleada contra a Costa Rica, no último amistoso internacional antes de estrear na Copa, ele postou em sua rede social uma projeção de quem será o grande vencedor da Copa do Mundo da Rússia e a sua própria seleção é sua grande favorita, desbancando, inclusive, o Brasil em uma possível quarta de final, e a França, duas das principais cotadas para vencer o título este ano, segundo a própria Fifa.

Em uma espécie de bolão feito por uma marca que o patrocina, Hazard coloca a Bélgica campeã, duelando contra a Inglaterra na final (Foto: Reprodução)

De acordo com as previsões do craque, que atua no Chelsea, da Inglaterra, a seleção belga conquistaria a Copa do Mundo ao derrotar Polônia, Brasil, França e Inglaterra, esta última na decisão. Do outro lado, os ingleses passariam por Colômbia, Alemanha e Argentina para disputarem a final.

Em 2014, a Bélgica foi eliminada pela Argentina nas quartas e decepcionou. A melhor colocação da seleção foi em 1986, quando chegou à semifinal, mas perdeu para a Argentina de Maradona, que seria campeã daquela edição, e conquistou o quarto lugar, após perder da França. Em 2018, os belgas fazem parte do Grupo G, ao lado de Panamá, Tunísia e Inglaterra, e estreiam na segunda-feira, dia 18, contra os panamenhos, às 12h (de Brasília).



João Mário foi o escolhido da seleção portuguesa a conceder coletiva de imprensa nesta terça-feira. Após o treinamento, o meia comentou a respeito de diversos assuntos, apontando a Espanha como favorita no duelo de estreia na Copa do Mundo da Rússia, e admitindo que Portugal ainda não se encontra no mesmo nível das principais candidatas ao título, dentre as quais está a Seleção Brasileira.

“A Espanha é mais favorita (na estreia) pela história e tudo o que conquistou nos últimos anos. Seria presunção falar em mesmo nível (entre Portugal e Espanha) e isso não somos. Mas temos qualidades. Não podemos estar no nível de Espanha, Alemanha ou Brasil, mas vamos fazer de tudo para vencer todos os jogos”, afirmou o jogador.

O camisa 10, no entanto, não hesita ao apontar qual é o grande trunfo lusitano para conquistar seus objetivos no Mundial: Cristiano Ronaldo, que, segundo o companheiro, é “atualmente o melhor jogador do mundo e sem dúvida a estrela principal deste Mundial”.

Para a estreia, João Mário jogou o favoritismo para o lado da Espanha (Foto: Francisco LEONG/AFP)

Outro assunto bastante comentado pelo noticiário português neste início de semana foram as rescisões de contrato por parte de três jogadores da seleção com o Sporting. O zagueiro Bruno Fernandes, o meia William Carvalho e o atacante Gelson Martins optaram por deixar o clube em meio à enorme crise vivida por este, originada pelo fracasso na busca por uma vaga na próxima Liga dos Campeões. A respeito do tema, João Mário preferiu se esquivar.

“Como já foi falado por muitas pessoas, inclusive nosso selecionador, tudo que seja assunto paralelo à seleção nacional não entra no grupo. Temos jogo importante sexta e estamos focados nisso, é o mais importante”, pontuou.

A decisão do trio, assim como a do goleiro Rui Patrício, que fez o mesmo há duas semanas, ocorre após alguns episódios lamentáveis no clube de Lisboa. O Sporting teve seu CT invadido por torcedores, armados com barras de ferro, que agrediram a membros da comissão técnica e jogadores. O treinador Jorge Jesus e os atacantes Daniel Podence e Bas Dost foram outros três a deixarem os Leões, que devem sofrer mais baixas nas próximas semanas.

Portugal estreia na Copa do Mundo às 15h (no horário de Brasília) da próxima sexta-feira, contra a Espanha, no Estádio Olímpico de Sochi, em um dos confrontos mais aguardados da primeira fase. O Grupo B ainda conta com Marrocos e Irã, que se enfrentam no mesmo dia, às 12h.

 

 

 

 

 



Em busca do pentacampeonato, a Alemanha embarcou para a Rússia e alguns jogadores registraram o momento. A estreia da seleção alemã será no domingo, mesmo dia do Brasil, contra o México, às 12h (de Brasília).

O avião fretado saiu de Frankfurt e vai rumo a Moscou, na região de Vatutinki, onde será a base da seleção. Eles devem chegar no local por volta das 11h (de Brasília). Na tarde da última segunda-feira, o técnico Joachim Löw declarou que seus jogadores serão os mas caçados em campo, porque defendem o título que conquistaram em 2014, no Brasil.

 

O zagueiro Mats Hummels e o atacante Muller, ambos do Bayern de Munique, e Khedira, volante da Juventus, postaram uma foto com os jogadores dentro do avião rumo à Rússia (Foto: Reprodução)
De outro ângulo, Ter Stegen também registrou o momento do embarque (Foto: Reprodução)
Em busca do pentacampeonato, a seleção alemã embarca para a Rússia (Foto: Reprodução)


Foram 15 minutos abertos à imprensa no treino da seleção uruguaia, nesta terça-feira. Pouco tempo? Não para Luís Suárez, que, com um golaço, fez valer a presença de todas as câmeras e jornalistas no CT de Nizhny Novgorod, na Rússia. Principal nome da equipe nesta Copa do Mundo, o atacante do Barcelona aproveitou um cruzamento vindo da direita e emendou um belo voleio no canto direito.

Suárez mandou um belo voleio no treino desta terça (Foto: MARTIN BERNETTI/AFP)

Terminados os trabalhos em campo, o camisa nove da Celeste voltou a ser assunto na coletiva de imprensa, concedida por De Arrascaeta, meia do Cruzeiro, e Nahitan Nandez, do Boca Juniors. Falando sobre o poderio ofensivo da equipe comandada por Óscar Tabárez, ambos rasgaram elogios à dupla formada por Suárez e Edinson Cavani, do Paris Saint-Germain.

“Todo mundo conhece as características do Luis (Suárez). Obviamente ele é uma referência para nós, tem uma mentalidade que deve servir a todos. É preciso desfrutar do que ele nos oferece”, apontou o cruzeirense. “Nunca nos caracterizamos por sermos favoritos. Vamos jogar partida a partida, trabalhando firme por nossos objetivos e vamos ver onde podemos chegar nesse Mundial”, completou.

“Falando de Luis (Suárez) e Edinson (Cavani), são duas ‘bestas’. O Luis é um dos pilares fundamentais para o nosso jogo, nosso time. Com respeito a ele e sua personalidade, sempre gosta de ganhar. Isso é muito bom porque contagia os demais”, finalizou Nandez.

Arrascaeta ressaltou a importância de Luisito para o Uruguai (Foto: Martin BERNETTI/AFP)

O Uruguai se encontra no Grupo A da Copa do Mundo, junto a anfitriã Rússia, Arábia Saudita e Egito. Os egípcios, por sinal, serão os adversários da estreia, que acontecerá na próxima sexta-feira, às 9h (no horário de Brasília), em Ecaterimburgo. Russos e sauditas fazem a primeira partida do Mundial, após a festa de abertura, às 12h desta quinta.



Polônia disputa último amistoso pré-Copa contra a Lituânia (Foto: ANDRZEJ IWANCZUK / AFP)

Uma das últimas equipes a estrear na Copa do Mundo, o Japão vai fazer seu último teste nesta terça-feira, diante do Paraguai, na Áustria. No Grupo H do Mundial da Rússia, os japoneses buscam ganhar confiança, pois vêm de resultado ruins em sua preparação.

O encerramento vai acontecer diante de um país sul-americano e será um teste para a estreia na Copa do Mundo, na próxima terça-feira, contra a Colômbia, em Saransk.

Outra equipe que está no Grupo H também vai finalizar sua preparação nesta terça-feira. A Polônia, do atacante Lewandowski, vai enfrentar a Lituânia, em Varsóvia. Será a despedida dos donos da casa diante de sua torcida antes da viagem para a Rússia.

A Polônia estreia na próxima terça-feira pelo principal torneio de futebol do mundo, quando encara Senegal, em Spartak, às 12h00 (horário de Brasília).



Em Bronnitsy, na Rússia, a seleção da Argentina voltou aos trabalhos na manhã desta terça-feira, dando continuidade à preparação para a estreia na Copa do Mundo, no próximo sábado, contra a Islândia. Apenas 15 minutos foram abertos para a imprensa, tempo suficiente para se ter uma noção do que planeja Jorge Sampaoli para o primeiro compromisso no Mundial.

Além de Éver Banega, meia do Sevilla que se recupera de lesão na panturrilha, outros 11 jogadores permaneceram na academia, em exercício de fortalecimento. Pelos nomes, supõe-se que esta será a escalação inicial da albiceleste: Caballero; Salvio, Otamendi, Rojo e Tagliafico; Mascherano e Biglia; Meza, Messi e Di Maria; Agüero. Os, então, considerados reservas foram a campo para treinar com bola.

Sampaoli em conversa com Higuaín, que aparentemente não será titular (Foto: Juan Mabromata/AFP)

Desta forma, Sampaoli teria optado por deixar Gonzalo Higuaín e Paolo Dybala, dupla da Juventus-ITA, no banco de reservas. Maximiliano Meza, do Independiente, e Sergio Aguero, do Manchester City, foram as preferências do treinador. O último, por sinal, está prestes a disputar sua terceira Copa, mas ainda não conseguiu se destacar. Na defesa, Gabriel Mercado, lateral direito do Sevilla, perde a vaga para Eduardo Salvio, do Benfica. No meio, a novidade fica por conta de Lucas Biglia, volante do Milan, que aparentemente venceu a concorrência com Giovanni Lo Celso, do Paris Saint-Germain.

Argentina e Islândia fazem o primeiro jogo do Grupo D, que também conta com Croácia e Nigéria. No Estádio Spartak, em Moscou, a bola irá rolar a partir das 10h (no horário de Brasília). Às 16h, croatas e nigerianos se enfrentam em Kaliningrado.

 

 



Após o primeiro treino da Seleção Brasileira em Sochi, na Rússia, o goleiro Alisson concedeu entrevista coletiva e garantiu que ainda não recebeu nenhuma proposta oficial para sair da Roma. Destaque na última temporada europeia, o jogador é um dos principais alvos nesta janela de transferências, mas crê que as especulações envolvendo seu não irão prejudicar sua preparação para a Copa do Mundo.

“Aqui dentro da Seleção estamos falando de jogadores de alto nível, rodados, todos com uma certa bagagem e experiência nesses assuntos de transferências. Procuro estar sempre focado, não ler muitas notícias. Acredito que isso ajuda. Até esse momento não chegou nada oficial, meu foco está aqui”, afirmou Alisson.

Apesar do desejo de Liverpool e Real Madrid, os finalistas da Liga dos Campeões desta temporada, em contratá-lo, o goleiro titular da Seleção Brasileira não demonstra grande expectativa para se transferir. Alisson, cada vez mais ídolo na Itália, se diz feliz defendendo a Roma.

“Tenho contrato a cumprir com a Roma. Estou muito feliz na Roma, no futebol italiano, mas, principalmente, em estar aqui com a Seleção, realizando um sonho de infância”, prosseguiu.

Alisson já havia deixado claro que gostaria de concluir as negociações antes do início da Copa do Mundo. Um veredicto, no entanto, ainda não foi dado. O coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar, chegou, inclusive, a recomendar aos atletas que fechassem suas tratativas antes da estreia, fato que foi aderido por Fred, novo jogador do Manchester United, e Douglas Costa, que foi comprado pela Juventus após uma temporada cedido por empréstimo pelo Bayern de Munique.

“Estou muito focado no meu momento na Seleção. Desde o início da temporada esperei por esse momento e não quero que nada atrapalhe. Meu procurador está cuidando de todas as questões junto à Roma. O que acontecer vai ser o melhor para mim e para a Roma. Minha concentração está aqui, depois a gente resolve o resto”, concluiu.




A lista anunciada por Tite com os 23 jogadores que iriam compor a delegação do Brasil na Copa do Mundo não reservou grandes surpresas, mas nem por isso se tornou unanimidade. Aliás, é improvável uma convocação em que nenhum nome seja contestado. Na Rússia, essa alcunha cabe a Taison, a alternativa experiente apesar da aparência jovem. Formado nas categorias de base do Internacional, o atacante do Shakhtar Donetsk chega sem grande alarde como as grandes estrelas, contestado por parte da torcida, mas respaldado e como o jogador mais conhecido de Tite entre os chamados. Entre seus trunfos: a consciência tática.

Natural de Pelotas, no Rio Grande do Sul, o camisa 21 do Brasil no Mundial nunca teve sobre si os mesmos holofotes dos, hoje, companheiros de amarelinha. O início da careira foi da mesma forma como a maioria dos “normais”, com recusas e dispensas, uma delas, inclusive, do próprio Internacional, de onde o destino, ou o futebol, se encaminhou de recolocá-lo no futuro próximo. Foi vestindo a camisa do Progresso Futebol Clube que veio a primeira grande atuação ao nível de despertar o interesse do Colorado, onde realizou sua formação antes de, em 2008, estrear pelo time profissional comandado por ninguém menos que Tite.

Foi com o atual treinador da Seleção Brasileira, contratado na época sob tanta contestação quanto a convocação de seu atual comandado, que Taison ganhou as primeiras chances e conquistou seus primeiros títulos. Antes do início da parceria, o atacante já havia sido campeão gaúcho, em 2008, conquista que foi repetida no ano seguinte, junto com a da Copa Sul-Americana. Em outubro de 2009, entretanto, Tite deixou o Colorado no momento em que seu, hoje, convocado começou a ganhar destaque ao nível de ter boa participação na campanha vitoriosa da Copa Libertadores de 2010.

O título continental rendeu ao atacante número 21 da Seleção Brasileira a primeira experiência no futebol europeu, vestindo a camisa do Metalist, da Ucrânia. A passagem acabou destacada apenas em âmbito individual, com 83 partidas disputadas, 20 gols, 23 assistências, sem títulos, mas com o reconhecimento para, em 2013, acertar sua transferência apenas de clube, para o mais brasileiro dos ucranianos: Shakhtar Donetsk, clube onde atua até hoje.

Com o alto nível de atuação vieram não apenas conquistas como os tetracampeonatos Ucraniano, da Taça local e da Supertaça, mas também a reedição da parceria que tenta confirmar na Rússia seu retrospecto vitorioso. Em sua primeira convocação pela Seleção, Tite levou Taison consigo e deu ao atacante minutos em campo contra o Equador, pelas Eliminatórias da Copa. Desde então, as críticas de nada foram levadas em consideração pelo treinador, que manteve a confiança em seu “velho conhecido”, estreante em Mundiais.