Consultor médico do Corinthians afirma que Luan negou ajuda psicológica

São Paulo, SP

16-06-2022 15:01:42

O meio-campista Luan não atua com a camisa do Corinthians desde fevereiro, antes da chegada de Vítor Pereira. Sem nenhuma lesão constatada, conforme revelado recentemente pela Gazeta Esportiva, ele negou ajuda psicológica, que foi aconselhado para que resolvesse questões pessoais.

"No meu modo de ver, Luan está muito afetado emocionalmente. Acho que uma orientação psicológica ia bem para ele. Já falei com ele. Você orienta, mas, para fazer um tratamento psicológico, precisa querer. Quando indiquei, ele disse que não ia. É necessário", disse dr. Joaquim Grava, consultor médico do clube, ao podcast De Lavada, na última quarta.

Luan não foi relacionado novamente para o duelo contra o Athletico-PR, que aconteceu na Arena da Baixada nesta quarta, e terminou 1 a 1. Neste momento, o Timão é o segundo colocado na tabela do Brasileirão, com 22 pontos. Na coletiva, o técnico Vítor Pereira falou sobre a situação dos lesionados, sem mencionar Luan.

No início de junho, a Gazeta Esportiva apurou que o jogador tem treinando normalmente, sem qualquer restrição ou orientação especial do departamento médico. Em algumas ocasiões, quando Luan relata alguma dor, ele passa por um trabalho de prevenção no quadril, algo comum e dentro do cronograma de qualquer atleta.


Dirigentes, Vítor Pereira, membros da comissão técnica e do departamento médico têm conversado. A avaliação é que Luan tem cumprido com seus compromissos, mas sem demonstrar vontade de jogar ou de reagir. "O que fazer?" é a pergunta que se faz no CT Dr. Joaquim Grava.

Depois da revelação da reportagem, o diretor de futebol Roberto de Andrade e o presidente Duilio Monteiro Alves disseram que há prioridade para resolver a situação do jogador nesta próxima janela de transferências.

Nesta temporada, Luan entrou em campo em apenas três oportunidades: jogou por sete minutos na vitória contra o Santo André, em janeiro, ainda sob o comando de Sylvinho; entrou no fim da vitória diante do São Bernardo, em fevereiro, já com o interino Fernando Lázaro; e, por fim, em sua única chance como titular, o empate por 1 a 1 diante do Botafogo-SP, também naquele mês.

O meio-campista foi anunciado no Corinthians em dezembro de 2019 após uma grande passagem pelo Grêmio, quando foi eleito, inclusive, o Rei da América na conquista da Libertadores, em 2017. O Timão o adquiriu por quatro temporadas ao custo de R$ 28,9 milhões (50% dos direitos) e tem tido muita dificuldade, pelo alto salário do atleta, em encontrar algum clube que aceite o jogador, mesmo que por empréstimo.

Deixe seu comentário