Futebol Feminino

Corinthians revela fim de parceria no feminino; Audax não confirma

Camila Del Manto Bomtempo* - São Paulo , SP
25/10/2017 13:12:58 — 25/10/2017 13:16:13

Em: Corinthians, Futebol Feminino

A parceria entre Corinthians e Audax no futebol feminino, que recentemente conquistou o título inédito da Libertadores de 2017, não deve continuar na próxima temporada. De acordo com a diretora de futebol feminino do Timão, Cristiane Gambare, o acordo entre os dois times, que foi firmado no início de 2016, não deve ser mantido para 2018. O time de Osasco, por sua vez, não confirmou o rompimento.

Isso porque a Conmebol instituiu que, a partir de 2019, todos os times masculinos que quiserem disputar a Libertadores deverão manter uma equipe de futebol feminino e cumprir uma série de exigências estruturais e esportivas.

“Com a obrigatoriedade, vamos ter que nos separar em 2018. Foi um casamento que deu certo e rendeu frutos. Nós vamos ficar ligados eternamente pela modalidade. Em 2018, vai ser Corinthians e Audax vai continuar sendo Audax. Em competições, serão adversários. Porém, amando o futebol feminino do mesmo jeito”, declarou a diretora com exclusividade à Gazeta Esportiva.

O Corinthians já está se planejando para poder dar continuidade ao futebol feminino. Para isso, o clube criou o “Incentiva Timão”, que foi aprovado e, de acordo com o site oficial do projeto, visa “elaborar e executar projetos sustentáveis para todas as modalidades esportivas do clube, reduzindo despesas e formando melhores atletas e cidadãos”.

A iniciativa é um projeto federal que arrecada recursos através do investimento do imposto de renda de pessoas físicas e jurídicas. Até o dia 31 de julho de 2017, o clube já havia arrecadado cinco milhões de reais.

O “Incentiva Timão” não se destina apenas ao futebol feminino, mas também a outras modalidades, como vôlei, basquete, handebol, natação, remo, futsal (de base e principal) e o futebol de base masculino (sub-11, sub-13 e sub-15).

Contudo, apesar do plano do Corinthians de dar continuidade ao futebol feminino, o Audax parece desconhecer a decisão. A Gazeta Esportiva entrou em contato com o clube de Osasco e a assessoria declarou que nenhuma definição foi tomada até o momento.

“A informação de que a parceria vai acabar não está confirmada. Os planos futuros do Audax serão decididos em reunião, mas não existe informação nem da assessoria e nem da diretoria a respeito disso”, afirmou. Mesmo assim, a assessoria do clube destacou que, nos próximos dias, lançará uma nota oficial explicando a parceria.

Na Libertadores feminina, o Corinthians conquistou o título invicto da competição no último sábado. Na decisão contra o Colo-Colo, que foi para a disputa de pênaltis, a goleira brasileira Letícia defendeu duas cobranças e garantiu o troféu inédito ao time paulista.

*Especial para a Gazeta Esportiva