Cano aplica a “lei do ex”, Fluminense domina Vasco e vence mais um clássico

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

26/02/22 | 19:07 - 26/02/22 | 19:53

O Fluminense é o senhor dos clássicos no Campeonato Carioca e fez mais uma vítima. Neste sábado, com um baile no primeiro tempo, o Tricolor Carioca, com reservas, fez 2 a 0 sobre o Vasco, no Estádio Nilton Santos, pela 9ª rodada. O Fluzão ainda castigou o rival com “lei do ex”: Germán Cano abriu o placar.

Líder da Taça Guanabara, o Fluminense agora tem 24 pontos. Foi a nona vitória seguida do Tricolor em 2022, sendo oito pelo estadual e uma pela Libertadores. Já o Vasco, com 19 pontos, está na terceira colocação.

O Flu fez a trinca nos clássicos: já havia vencido o Flamengo, por 1 a 0, e o Botafogo, por 2 a 1. O Vasco, por sua vez, amarga a segunda derrota – também perdeu para o Glorioso, pelo placar mínimo.

O Fluminense, agora, buscará carimbar a classificação na Libertadores. A equipe de Abel Braga recebe o Millonarios, nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), em São Januário, pelo jogo de volta da fase preliminar. O Flu venceu a ida, na Colômbia, por 2 a 1. Assim, tem a vantagem do empate.

O Vasco também tem uma decisão pela frente. O Gigante da Colina estreia na Copa do Brasil contra a Ferroviária, nesta quarta-feira, às 21h30, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara. O clube carioca tem vantagem do empate.

O próximo compromisso do Fluminense pelo Campeonato Carioca é contra o Resende, sábado, no Raulino de Oliveira. Já o Vasco tem mais um clássico pela frente – enfrentará o Flamengo no dia 6. O local ainda não está definido.


O jogo - De olho na Libertadores, o técnico Abel Braga poupou o time titular. Cano, que deve começar o jogo na terça, em função da lesão de Fred, iniciou o clássico e reencontrou o Vasco, após não renovar contrato e ir para o Tricolor. O argentino foi vaiado pela torcida vascaína. Já Zé Ricardo, mesmo com a Copa do Brasil pela frente, foi com força máxima. O Gigante da Colina teve a semana livre para treinar.

A “lei do ex” não demorou a aparecer no Nilton Santos. Aos cinco minutos, em bela trama, Cano recebeu passe de calcanhar de Ganso e chutou no canto: 1 a 0 para o Fluminense. O Tricolor era superior e chegou a marcar de novo, aos 15, com Jhon Arias, mas o argentino estava impedido na origem do lançamento. O gol foi anulado.

O Vasco não se achava em campo e era envolvido pelo Fluminense. A primeira finalização do Gigante da Colina foi aos 27 minutos. Nenê bateu falta e Raniel desviou de cabeça, por cima do gol, sem perigo.

Cano quase ampliou para o Fluminense aos 32, quando recebeu de Arias e bateu cruzado, para fora. Thiago Rodrigues bem que tentou, mas não evitou o segundo, após blitz tricolor. Aos 36, Martinelli deixou Nenê na saudade e cruzou para Nonato, que finalizou no canto. O goleiro foi buscar e mandou para escanteio. Na sequência, Martinelli apareceu e chutou com força. Thiago Rodrigues espalmou para fora. Aos 37, Ganso bateu o escanteio e Nonato desviou para o gol: 2 a 0.

Pineida ainda desperdiçou a chance de fazer o terceiro, após bolão de Ganso. Nos acréscimos, o Vasco finalmente assustou. Nenê cobrou falta da entrada da área e obrigou Marcos Felipe a salvar o Fluminense e a ratificar o baile tricolor na primeira etapa.

O Fluminense recuou no segundo tempo. O Vasco, por sua vez, melhorou em campo e passou a atacar mais. Zé Ricardo, aos 14 minutos, fez as primeiras mudanças: Zé Gabriel e Jhon Sánchez entraram; Matheus Barbosa e Bruno Nazário saíram. Weverton quase diminuiu, após chutar com força e ver Marcos Felipe espalmar. Abel Braga respondeu com dois titulares: colocou André e Luiz Henrique para as entradas de Wellington e Ganso.

O Tricolor Carioca voltou a equilibrar as ações. Willian Bigode, que entrou no lugar de Cano, quase fez o terceiro. Ele completou cruzamento e viu Thiago Rodrigues defender, à queima-roupa. Com propriedade, o Flu fez a trinca nos clássicos.

FICHA TÉCNICAFLUMINENSE 2 X 0 VASCO

Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)Data: 26/02/2022, sábadoHorário: 17h00 (horário de Brasília)Árbitro: Bruno Arleu de AraújoAssistentes: Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha e Daniel do Espírito Santo ParroVAR: Carlos Eduardo Nunes BragaPúblico: 10.661 pagantes / 10.854 presentesCartões amarelos: Bruno Nazário, Matheus Barbosa e Andrey Santos (Vasco)

GOLS:
Fluminense: Cano, aos 5’ do 1ºT, e Nonato, aos 37’ do 1ºT

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, Luccas Claro e Pineida; Wellington (André), Nonato, Martinelli (Yago Felipe) e Ganso (Luiz Henrique); Jhon Arias (Matheus Martins) e Germán Cano (Willian Bigode). Técnico: Abel Braga.

VASCO: Thiago Rodrigues; Weverton, Ulisses, Anderson Conceição e Edimar; Matheus Barbosa (Zé Gabriel), Juninho (Luiz Henrique), Bruno Nazário (Jhon Sánchez) e Nenê (Andrey Santos); Gabriel Pec (Getúlio) e Raniel. Técnico: Zé Ricardo.

Deixe seu comentário