Flamengo vence o Athletico-PR e se recupera no Brasileiro

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

03-10-2021 18:00:06

Embalado pela classificação para a final da Libertadores, o Flamengo mostrou que tem foco e ambição para brigar pelo tricampeonato no Brasileirão. O Athletico-PR, que poupou alguns jogadores após garantir vaga para a decisão da Sul-Americana, pagou a conta. Em jogo que marcou o retorno da torcida carioca no Brasileiro, o Flamengo fez 3 a 0 no Athletico-PR, neste domingo, no Maracanã, pela 23ª rodada.

Foi um atropelo do Flamengo no primeiro tempo. O clube carioca, com nove minutos de jogos, já vencia por 2 a 0. Na verdade, foi praticamente um ataque contra a defesa. E o Fla castigou o rival no primeiro ato entre eles. Flamengo e Athletico vão se encontrar na semifinal da Copa do Brasil, na reta final de outubro, e têm mais um compromisso pelo Brasileirão, válido pelo turno e que foi adiado na ocasião.

O Flamengo, após dois tropeços pela Série A, consegue se recuperar e continua a perseguição ao líder Atlético-MG. O clube carioca sobe, pelo menos, uma posição. No momento, o Fla está na vice-liderança, com 38 pontos. O Palmeiras, que tem a mesma pontuação, ainda entra em campo na rodada: recebe o Juventude. A diferença do Flamengo para o Galo é de 11 pontos. O clube carioca tem dois jogos a menos em relação ao rival. O Athletico-PR, por sua vez, está na décima colocação, com 30 pontos.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Bragantino, nesta quarta-feira, às 20h30 (de Brasília), no Nabi Abi Chedid. O clube carioca vai jogar desfalcado. A CBF mudou de ideia e não adiou o jogo em função da data Fifa. Sendo assim, o técnico Renato Gaúcho não vai ter Everton Ribeiro e Gabigol, convocados para a Seleção Brasileira, além do chileno Isla e do uruguaio Arrascaeta. O Athletico-PR, por sua vez, visita o Atlético-GO, na quarta-feira, às 19h (de Brasília).

Em relação ao time que eliminou o Barcelona-EQU e garantiu classificação para a final da Libertadores, o Flamengo teve apenas uma mudança. David Luiz, lesionado, deu lugar a Léo Pereira. Renato Gaúcho também não teve à disposição Diego e Thiago Maia, lesionados, e Matheuzinho, suspenso.


O jogo - O Flamengo tomou a iniciativa do jogo e não demorou a abrir o placar. Aos quatro minutos, Andreas Pereira recebeu de Bruno Henrique e emendou. A bola bateu na trave. No rebote, Everton Ribeiro, que acompanhava a jogada, deixou a bola bater no corpo e fez 1 a 0. O clube carioca ampliou cinco minutos depois. Gabigol cruzou e encontrou Bruno Henrique na segunda trave. Ele cabeceou para fazer 2 a 0.

O jogo era um ataque contra a defesa. O Flamengo jogava na intermediária adversária. Entretanto, girava a bola, buscava os espaços, mas parou de criar. O Athletico, finalmente, tentou sair mais para o jogo. Em contra-ataque, Carlos Eduardo foi derrubado por Rodrigo Caio na área. Pênalti. Contudo, o VAR flagrou impedimento do atacante ao ser lançado. A penalidade, então, foi anulada. Diego Alves precisou trabalhar nos acréscimos. Ele espalmou falta cobrada por Nicolas.

Quando o Athletico tentava alguma coisa, levou o terceiro. Em contra-ataque fatal, Arrascaeta deixou Andreas Pereira na boa. Ele tocou na saída de Santos e fez 3 a 0, aos 48 minutos.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Kenedy no lugar de Bruno Henrique. O atacante foi preservado após sentir dor muscular. O Athletico-PR teve a sua melhor chance, mas Carlos Eduardo parou em Diego Alves.

O clube carioca não conseguiu imprimir o mesmo ritmo da primeira etapa. De qualquer maneira, já tinha feito o resultado.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3X0 ATHLETICO-PR

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 03/10/2021, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartão amarelo: Nicolas e Nicolás Hernández (Athletico-PR) e Arrascaeta e Isla (Flamengo)
Gols:
Flamengo: Everton Ribeiro, aos 4' do 1ºT, Bruno Henrique, aos 9' do 1ºT, e Andreas Pereira, aos 48' do 2ºT
Athletico-PR:

FLAMENGO: Diego Alves; Isla (Rodinei), Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís (Renê); Willian Arão, Andreas Pereira, Everton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta; Bruno Henrique (Kenedy) e Gabigol (Pedro).
Técnico: Renato Gaúcho.

ATHLETICO-PR: Santos; Pedro Henrique, Lucas Fasson e Nicolás Hernández; Erick (Khellven), Christian (Fernando Canesin), Léo Cittadini e Nicolas; Pedro Rocha (Jader), Carlos Eduardo (Juninho) e Renato Kayzer (Vinicius Mingotti).
Técnico: Bruno

Deixe seu comentário