COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA
Tunísia participa de uma Copa do Mundo pela quinta vez (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)

Neste sábado, a Tunísia divulgou a lista final com os 23 jogadores convocados para a quinta participação da seleção africana na Copa do Mundo.

A relação inicial contava com 29 nomes, dos quais foram cortados: o goleiro Moez Ben Cherifia (Esperance de Tunis), os zagueiros Bilel Mohsni (Dundee United) e Khalil Chammam (Esperance de Tunis), os meias Karim Laaribi (Cesena) e Mohamed Wael El Arbi (FC Tours) e o atacante Ahmed Akaichi (Al Ittihad).

Vale lembrar que a Tunísia não contará com Taha Yassine Khenissi, do Esperance, da Tunísia, e Youssef Msakni, do Al Duhail, do Catar, os dois principais nomes do ataque do país.

Nesta sexta-feira, a seleção tunisiana enfrentou a Turquia em um amistoso preparatório para o Mundial e acabou cedendo o empate nos acréscimos. A equipe ainda tem mais um amistoso, desta vez contra a Espanha, no próximo dia 9.

Os africanos estão no Grupo G da Copa, ao lado de Inglaterra, contra a qual estreia no dia 18 de junho, além de Bélgica e Panamá.

Confira a lista completa de convocados:

Goleiros: Aymen Mathlouthi (Al-Batin-ARA), Farouk Ben Mustapha (Al Shabab-ARA) e Moez Hassan (Chateauroux-FRA).

Defensores: Hamdi Nagguez (Zamalek-EGI), Dylan Bronn (La Gontoise-BEL), Rami Bedoui (Etoile du Sahel-TUN), Yohan Ben Alouane (Leicester City-ING), Syam Ben Youssef (Kasimpasa-TUR), Yassine Meriah (CS Sfaxien-TUN), Oussama Haddadi (Dijon-FRA) e Ali Maaloul (Al Ahly-EGI)

Meio-campistas: Elyes Skhiri (Montpellier-FRA), Mohamed Amine Ben Amor (Al Ahly-ARA), Ghaylene Chaalali (Esperance of Tunis-TUN), Ahmed Khalil (Club Africain-TUN), Seifeddine Khaoui (Troyes- FRA) e Ferjani Sassi (Al-Nasr-ARA)

Atacantes: Fakhreddine Ben Youssef (Al-Ettifaq-ARA), Anice Badri (Esperance of Tunis-TUN), Bassem Srarfi (Nice-FRA), Wahbi Khazri (Rennes-FRA), Naim Sliti (Dijon-FRA) e Sabeur Khelifa (Club Africain-TUN).



Neste sábado, ainda em preparação para a Copa do Mundo, a Inglaterra teve amplo domínio sobre a Nigéria no Estádio de Wembley, em Londres, e venceu o amistoso por 2 a 1. Fora o susto no início do segundo tempo, os donos da casa tiveram boa atuação e não muitas dificuldades para confirmar o favoritismo. Gary Cahill e Harry Kane fizeram para o Brittish Team, enquanto Alex Iwobi diminuiu para os africanos.

Os ingleses ainda farão mais um teste antes da estreia no Mundial da Rússia. Na próxima quinta-feira, medem forças com a Costa Rica, em amistoso no Elland Road, em Leeds. Um dia antes, a Nigéria também fará seu último jogo preparatório, contra a República Tcheca, no Rudolf-Tonn-Stadion, na Áustria.

Na primeira fase da Copa, os britânicos se encontram no Grupo G, junto a Tunísia, Bélgica e Panamá. Os nigerianos, por sua vez, dividem o Grupo D com Argentina, Croácia e Islândia.

Kane e Dele Ali comemorando o segundo gol da Inglaterra (Foto: Ben STANSALL/AFP)

O Jogo

A Inglaterra começou melhor na partida e mostrou que a bola aérea é uma das principais forças desta seleção. Tanto é que, logo aos sete minutos, Trippier cobrou escanteio pela direita e Cahill apareceu na marca do pênalti para escorar. O zagueiro subiu alto, levou vantagem em relação aos defensores e colocou a bola no ângulo, sem chances de defesa.

Com a bola no chão, Sterling começou a se destacar e e a levar perigo ao gol nigeriano. Primeiro, balançando para cima do marcador e soltando a perna direita, para a defesa de Uzoho. Depois, carregando pela esquerda em velocidade, invadindo a área e tocando por cima do goleiro, que viu a bola passar lambendo sua trave esquerda.

Com dificuldades para manter a posse da bola, a Nigéria pouco conseguiu fazer para alcançar o empate. Muitos passes errados, algumas tentativas de ligação direta e quase nenhum chute a gol.

Aos 28, Lingard por pouco não ampliou a contagem. Trippier recebeu pela direita e cruzou rasteiro. O meia do Manchester United infiltrou na área adversária e tentou o desvio na primeira trave. Porém, Uzoho, ligado no lance, salvou a seleção africana.

Aos 36, Harry Kane recebeu bom lançamento pelo alto e deixou a bola com Sterling.  Na entrada da área, o camisa 10 limpou a marcação e bateu com a canhota. Porém, o chute subiu um pouco mais do que deveria e passou por cima do travessão.

Já maduro, o segundo gol dos britânicos saiu aos 40. Em rápida troca de passes, Kane recebeu de Sterling na meia lua e bateu com a perna direita. A finalização não foi das melhores mas contou com a colaboração de Uzoho, que, no meio do gol, não foi com a mão firme o suficiente e deixou passar.

Se no primeiro tempo a Nigéria não ofereceu perigo algum ao gol defendido por Pickford, na etapa final foi diferente. Logo em sua primeira chegada ao ataque, Ighalo dominou na área e chutou cruzado com a perna direita, acertando a trave da Inglaterra. No rebote, Iwobi, jogador do Arsenal, chegou batendo de primeira e diminuiu a vantagem dos donos da casa.

O ritmo do jogo caiu na segunda etapa. A Inglaterra já não jogava mais com a mesma intensidade dos primeiros 45 minutos e os nigerianos equilibraram as ações. Porém, foram pouquíssimas chances claras de gol criadas até o apito final.

Confira resultados de outros amistosos internacionais deste sábado:

Tailândia 0 x 2 China
Quênia 2 x 1 Nova Zelândia

 

 



Técnico vive dilema para armar o setor criativo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo (foto: Pedro Martins/Mowa Press)

O volante Fernandinho está bem credenciado para ser o armador central da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia. O jogador do Manchester City já atuou assim na vitória por 1 a 0 sobre a Alemanha, no último amistoso da equipe de Tite, e será mantido na função contra a Croácia, neste domingo, em Liverpool.

“Eu me pauto pela ideia de um futebol de equilíbrio. O que o Fernandino me traz? Ele remetia às características de um articulador quando estava no Atlético-PR e no Shakhtar Donetsk. Foi adaptado a outra posição no City, mas tem o DNA de um passador, além de nos dar um forte poder de marcação e liberdade para atacar pela esquerda”, valorizou Tite, após comandar o treinamento deste sábado.

Durante boa parte do tempo de preparação para o Mundial, quem jogou como meia central da Seleção Brasileira foi Renato Augusto. O ex-jogador do Corinthians, porém, acabou fisicamente prejudicado pelo nível menos intenso do futebol da China, onde defende o Beijing Guoan, e nem sequer acompanhou a delegação chefiada por Tite em Livepool. Permaneceu em Londres, recuperando-se de dores no joelho esquerdo.

“O Renato baixou um pouco em alguns aspectos, no nível de treinamento. Ele se apresentou em recuperação, e o Fernandinho, o Coutinho e outros estavam em alto nível. É só canhão, avião”, disse Tite, que cobrou o seu atleta. “Chamei o Renato, passei um vídeo e falei para retomar o padrão dele. Ele também me municiou de informações. No final do ano, inteligentemente, não teve férias para chegar com uma condição melhor. Agora, está retomando o seu processo normal”, confiou.

O treinador ponderou até que poderia utilizar Renato Augusto contra a Croácia se desejasse, porém considerou desnecessário expor o meia em um jogo amistoso. Com ele, o Brasil teoricamente ganharia mais criatividade do que com Fernandinho. “O Renato é um pouco mais articulador, armador”, reconheceu Tite.

Outro desfalque do Brasil contra a Croácia será o atacante Douglas Costa, que se reabilita de lesão muscular na coxa direita. A presença do atleta da Juventus possibilitaria outra alternativa ao lugar de Renato Augusto, com Philippe Coutinho deslocado da ponta para o meio, como ocorreu diante da Rússia, e Fernandinho na reserva.

Essa última possibilidade será levada em consideração caso Tite não deseje sacar Coutinho nem Willian do seu time titular quando Neymar estiver plenamente apto a jogar – o astro do Paris Saint-Germain, que passou por cirurgia para corrigir uma fratura no quinto metatarso do pé direito, entrará no segundo do jogo contra a Croácia.

“Também fico nessa ansiedade, projetando uma situação. Aí, caio na real e penso no momento. O Zagallo e o Parreira dizem que a trajetória da Copa vai te mostrando o que fazer. Tomara que eu tenha competência de olhar e poder direcionar a equipe”, disse Tite, com a sua escalação pronta apenas para domingo. “No momento, esses são os melhores. A gente tem que trabalhar em cima do momento, da preparação de cada um.”



Lista final do Uruguai conta com Arrascaeta e Martín Silva (Foto: Reprodução)

O Uruguai foi mais uma seleção que já divulgou a sua convocação final para a Copa do Mundo da Rússia antes da data limite de 4 de junho, próxima segunda-feira. Neste sábado, a federação revelou a equipe que representará o país com a presença de dois atletas que atuam em território brasileiro, o meia Arrascaeta, do Cruzeiro, e o goleiro Martín Silva, do Vasco.

Além da dupla do futebol brasileiro, outros nomes importantes estão confirmados como os atacantes Luis Suárez, do Barcelona e Cavani, do PSG. Anteriormente o treinador Óscar Tabárez havia divulgado uma lista prévia com 26 nomes, sendo necessário realizar três cortes, feitos neste sábado. Os nomes escolhidos para deixar a lista foram três meias: Federico Valverde, do La Coruña, Gastón Ramirez, do Sampdoria, e Nicolas Lodeiro, ex-Botafogo que atualmente defende o Seattle Sounders.

A seleção bicampeã mundial está no Grupo A da Copa do Mundo ao lado da anfitriã Rússia, Egito e Arábia Saudita. A estreia da equipe Celeste está marcada para o dia 15 de junho, diante dos egípcios. Ainda antes do Mundial, os sul-americanos farão contra o Uzbequistão, no dia 7 de junho.

Luis Suares é o principal jogador da Celeste para a Copa do Mundo da Rússia (Foto: Reprodução)

Confira a lista final do Uruguai:

Goleiros: Fernando Muslera – Galatasaray (Turquia), Martin Silva – Vasco (Brasil), Martín Campaña – Independiente (Argentina);

Defesa: Diego Godín – Atlético de Madrid (Espanha), Sebastián Coates – Sporting CP (Portugal), José Maria Giménez – Atlético de Madrid (Espanha), Maxi Pereira – Porto (Portugal), Gastón Silva – Independiente (Argentina), Martín Cáceres – Lazio (Itália), Guillermo Varela – Peñarol (Uruguai);

Meio-campo: Nahitan Nández – Boca Juniors (Argentina), Lucas Torreira – Sampdoria (Itália), Matías Vecino – Inter de Milão (Itália), Rodrigo Bentancur – Juventus (Itália), Carlos Sánchez – Monterrey (México), De Arrascaeta – Cruzeiro (Brasil), Diego Laxalt – Genoa (Itália), Cristian Rodríguez – Peñarol (Uruguai), Urreta – Monterrey (México)

Ataque: Cristhian Stuani – Girona (Espanha), Maximiliano Gómez – Celta de Vigo (Espanha), Edinson Cavani – PSG (França), Luis Suárez – Barcelona (Espanha)




Astro do PSG não joga desde que fraturou o quinto metatarso do pé direito (foto: Pedro Martins/Mowa Press)

Neymar estará em ação no penúltimo teste da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo. Recém-recuperado de uma cirurgia para corrigir uma fratura no quinto metatarso do pé direito, o astro do Paris Saint-Germain entrará em campo no início do segundo tempo da partida contra a Croácia, neste domingo, em Liverpool.

“Ele ficará no banco porque está em processo de recuperação. Entrará no segundo tempo, no intervalo, porque é um jogo de preparação”, informou o técnico Tite, neste sábado, véspera da partida. “Não sei quem vai sair. Mas essa é a projeção em cima da escala evolutiva de trabalho dele”, acrescentou.

Durante a entrevista coletiva que concedeu, Tite se preocupou em diversos momentos em não sobrecarregar Neymar com a responsabilidade de ser a principal referência da Seleção Brasileira. A sua equipe já atuou sem o atacante recentemente, nos amistosos contra Rússia e Alemanha, e saiu-se bem.

Sem Neymar no primeiro tempo do compromisso deste fim de semana, o Brasil terá o volante Fernandinho como um armador centralizado e Philippe Coutinho e Willian abertos nas pontas. Como centroavante, estará Gabriel Jesus, outro que evita valorizar demasiadamente a figura do companheiro.

“Não me dou bem só com o Neymar, mas com todos. É que, às vezes, vocês focam só nele”, sorriu Jesus, quando questionado sobre a amizade com o seu badalado colega de ataque. “Mesmo quando o Neymar não joga, não estou sozinho ali na frente. Os dois últimos jogos provaram isso. Willian, Coutinho, Douglas Costa, Taison e quem estiver mais ali encostam bastante no centroavante”, continuou a argumentar.

Tite gostou do que ouviu de Gabriel Jesus, o capitão da vez no rodízio de braçadeira promovido na Seleção Brasileira. “O Neymar tem que ser protagonista, mas os outros também”, arrematou o comandante.




Seleção alemã enfrenta Áustria em amistoso p´re Copa (Foto: Reprodução/Twitter/DFB_Team_EN)

O fim de semana será rico em amistosos de grandes seleções de olho na Copa do Mundo da Rússia, que começa no dia 14 de junho. Neste sábado a atual campeã mundial, Alemanha, encara a Áustria no Estádio Wörthersee, na cidade austríaca de Klagenfurt. Trata-se de um teste considerado importante pelos alemães, que aguardam um forte esquema de marcação por parte do adversário.

“Neste momento estamos analisando os amistosos com a régua do que podem nos apresentar de eficiente. Por isso entendemos que a Áustria se torna um importante teste pelo que pode nos exigir em termos de movimentação do nosso setor ofensivo. Tenho certeza de que vai ser um duelo muito proveitoso para a nossa equipe”, afirmou Joachim Löw, técnico da Alemanha.

A Alemanha integra o Grupo F da Copa do Mundo, ao lado de México, rival da estreia, Suécia e Coréia do Sul. Os austríacos conseguiram vaga no Mundial.

A Inglaterra também testa seu time neste sábado, no Estádio Wembley, em Londres, onde mede forças com a Nigéria. Os ingleses estão no Grupo G, ao lado de Bélgica, Panamá e Tunísia, enquanto os nigerianos vão duelar com Argentina, Islândia e Croácia pelo Grupo D. Os islandeses, por sinal, enfrentam neste sábado a Noruega, que ficou de fora do Mundial.

Rival da Alemanha, a Suécia vai medir forças neste sábado com a Dinamarca, que integra o Grupo C ao lado de Peru, França e Austrália.

Portugal ainda não contará com Cristiano Ronaldo (Foto: Reprodução/Twitter/selecaoportugal)

Um duelo que chama muita atenção é entre Portugal e Bélgica, previsto para a capital belga de Bruxelas. Ainda sem contar com o astro Cristiano Ronaldo, preservado, os portugueses terão um teste que pode ser considerado dos mais fortes, já que nove entre dez especialistas apontam os belgas como os principais candidatos a surpreenderem na Copa do Mundo.

Abaixo todos os amistosos programados para este fim de semana, respeitando o horário de Brasília:

Sábado
8h30 Tailândia x China
10h Zâmbia x Namíbia
11h30 Quênia x Nova Zelândia
13h Áustria x Alemanha
13h15 Inglaterra x Nigéria
14h45 Suécia x Dinamarca
15h Islândia x Noruega
15h Montenegro x Eslovênia
15h45 Bélgica x Portugal
16h Irlanda x Estados Unidos
17h Honduras x El Salvador
17h Níger x Uganda
21h México x Escócia

Domingo
10h Kosovo x Costa do Marfim
11h Albânia x Ucrânia
11h Lesoto x Suazilândia
11h Brasil x Croácia
14h Costa Rica x Irlanda do Norte
15h Arábia Saudita x Peru
16h Espanha x Suíça

Segunda-feira
11h30 Índia x Quênia
13h Armênia x Moldávia
15h Marrocos x Eslováquia
15h Sérvia x Chile
15h45 Itália x Holanda



Casillas foi campeão mundial com a Espanha em 2010 (Foto: Daniel Mihailescu/ AFP)

Faltando 12 dias para o início da Copa do Mundo, o goleiro Iker Casillas elegeu os onze nomes que formam a sua seleção ideal para o Mundial. No desafio foi proposto pelo portal  de “Fantasy Sports” RealFevr, o goleiro apontou apenas dois brasileiros e nenhum deles foi Neymar. Os eleitos foram Marcelo, ex-companheiro no Real Madrid, e Thiago Silva.

O ataque, sem Neymar, foi formado por Cristiano Ronaldo, também ex-companheiro merengue, Lionel Messi e Antoine Griezmann.

A escolha do goleiro também chamou atenção. O capitão da Fúria na conquista da Copa de 2010 optou por deixar de fora o antigo companheiro de seleção David De Gea e elegeu o belga Thibaut Courtois, que defende o Chelsea para o seu onze ideal.

Além deste jogadores, completam a lista os espanhóis e madridistas Sergio Ramos e Carvajal na zaga; Kroos e Modric, também do Real Madrid, e o belga Eden Hazard do Chelsea fechando o meio de campo.