Veja o que mudou no Palmeiras desde a final do Paulistão contra o São Paulo

São Paulo, SP

20-06-2022 06:00:11

O Palmeiras volta a enfrentar o São Paulo nesta segunda-feira, às 20 horas (de Brasília), no Estádio do Morumbi, pela 13ª rodada do Brasileirão Série A. Desde o último duelo entre os times, na final do Campeonato Paulista, em 3 de abril, o Verdão conseguiu não apenas manter a boa fase, como ampliá-la.

Após o título estadual no Allianz Parque, que veio com goleada de 4 a 0 sobre o rival, o Palestra disputou 20 jogos. Neste período, somou 14 vitórias, cinco empates e apenas uma derrota.

Com o passar do tempo, o único revés - diante do Ceará, ainda na estreia do Campeonato Brasileiro - passou a “pesar menos”. Isso porque o Palmeiras se recuperou no torneio nacional, engatou sequência invicta e ocupa a ponta da tabela, com 25 pontos.

Em relação ao jogo de volta da final do Paulista, Abel escalou a seguinte equipe: Weverton; Marcos Rocha, Gómez, Murilo e Piquerez; Zé Rafael e Danilo; Dudu, Raphael Veiga e Gustavo Scarpa; Rony.


Dos 11 titulares daquele dia, basicamente todos seguem nas escalações de Abel. No caso, Murilo entrou em campo devido à lesão de Luan, que já retornou à titularidade. O esquema tático, por sua vez, ficou ainda mais consolidado entre os jogadores, que também evoluíram individualmente.

Desde a lesão de Raphael Veiga, Scarpa passou a atuar bem como um meia mais centralizado. Na ponta esquerda, Gabriel Veron ganhou espaço e também acumulou boas atuações. Mais um exemplo: o meio-campista Gabriel Menino, que teve início de temporada bastante apagado, é outro que vem de sequência positiva em meio à grave lesão de Jailson.


Por fim, ainda cabe destacar certos atletas. Danilo, em especial, seguiu evoluindo de forma meteórica e foi convocado para a Seleção Brasileira. Companheiro no meio de campo, Zé Rafael se tornou uma peça fundamental do Palmeiras e, além da qualidade defensiva, também constrói boas jogadas e marca gols (quatro até o momento, sem incluir o da final estadual).

Já Rony, cujo ponto forte nunca foi a finalização, já superou o seu ano mais artilheiro pelo Palmeiras. Depois daquela final, ele marcou nove gols e chegou a 13 nesta temporada - em 2021, anotou 12 tentos.

Deixe seu comentário