Galiotte assina termo de posse e inicia mandato no Palmeiras

São Paulo , SP
15/12/2016 21:09:05 — 15/12/2016 21:17:00

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Palmeiras
Maurício Galiotte recebe a caneta da presidência de Paulo Nobre, de quem foi o primeiro vice nos últimos quatro anos (Foto: Fabio Menotti/ Ag. Palmeiras)
Maurício Galiotte recebe a caneta da presidência de Paulo Nobre, de quem foi o primeiro vice nos últimos quatro anos (Foto: Fabio Menotti/ Ag. Palmeiras)

A gestão Maurício Galiotte à frente do Palmeiras começou de maneira oficial. Vencedor das eleições realizadas no último dia 26, o novo mandatário assinou nesta quinta-feira o termo de posse que inicia seu mandato.

O ritual protocolar contou com a presença de Paulo Nobre, dos vice-presidentes Genaro Marino Neto, Antonino Jesse Ribeiro, Victor Fruges e José Carlos Tomaselli, do presidente do Conselho Deliberativo, Antônio Augusto Pompeu de Toledo, e Seraphim Carlos Del Grande, que presidiu a assembleia geral de sócios que elegeu o novo presidente.

Em seu primeiro discurso como presidente oficial do Palmeiras, Galiotte ressaltou a alegria de comandar o maior campeão brasileiro ao menos nos próximos dois anos.

“Sinto um misto de satisfação e orgulho. Um descendente de italianos ser, neste momento, um representante de nosso clube, o maior do Brasil. Ao mesmo tempo, sei que o cargo exige muita responsabilidade. Agradeço ao Paulo Nobre, aos vices, aos membros do COF e conselheiros pelo apoio e consideração. Minha meta é entregar um Palmeiras melhor, sempre disputando títulos, com responsabilidade administrativa e financeira. Zelarei pelos interesses do Palmeiras com a mesma responsabilidade que zelo por minha família”, afirmou Galiotte.

Candidato único ao principal posto administrativo do Verdão, Maurício foi eleito após receber 1.639 dos 1.733 votos, superando os 50% exigidos para assumir a posse. Em um ato simbólico, Paulo Nobre entregou a caneta da presidência a Galiotte e agradeceu pelo apoio ao longo dos últimos quatro anos, quando Maurício foi o primeiro vice e homem de confiança do agora ex-mandatário. Nesse período, o Palmeiras retomou o caminho das conquistas, ganhando a Copa do Brasil em 2015 e o Campeonato Brasileiro em 2016.

“Queria agradecer a todos pelos quatro anos árduos à frente do Palmeiras. Tive a maior honra e a maior responsabilidade da minha vida. Sou um felizardo por ter realizado um sonho de criança e por termos plantado algumas sementes positivas, que já deram frutos. Conquistamos um sucesso esportivo, que consolida uma administração de sucesso. A caneta da presidência é um símbolo da responsabilidade que o cargo exige. Coloco-me à disposição do Maurício e tenho certeza de que ele nos conduzirá para novas conquistas”, afirmou Nobre.

No mesmo dia em que Galiotte assinou o termo de posse, Leila Pereira, proprietária da Crefisa/FAM, que irá renovar o patrocínio, válido até o final de janeiro. Os dois têm boa relação e a expectativa é que os valores destinados ao clube aumentem para 2017, ano em que a patrocinador quer ver o Palmeiras campeão mundial.

Trajetória

Bisneto de italianos, Maurício Galiotte, de 47 anos, nasceu em São Paulo e é formado em Administração de Empresas pela PUC-SP. Associou-se ao Verdão em 1978, quando iniciou sua trajetória no clube como atleta, atuando nas categorias de base tanto no futebol de campo como no futsal. Em 2004, durante a gestão de Mustafá Contursi, foi eleito como conselheiro efetivo pela primeira vez.

Entre 2007 e 2008, exerceu o cargo de Esportes Amadores da gestão Affonso Della Monica. Já entre 2009 e 2010, foi diretor social, enquanto Luiz Gonzaga Belluzzo comandava o clube. De 2013 a 2016, ocupou a vice-presidência na diretoria liderada por Paulo Nobre antes de ser eleito o 39º presidente da história do Alviverde.




×
Quer receber notícias do Palmeiras?