Ex-goleiro Marcos responde se Dudu é ídolo do Palmeiras

Lorenzo Meyer* - São Paulo,SP

29-08-2019 09:00:48

Contratado em 2015, Dudu se tornou protagonista de um Palmeiras recheado de bons nomes nas últimas temporadas, alcançando marcas expressivas, como o status de maior artilheiro do clube no século, e conquistando títulos importantes (Copa do Brasil de 2015 e os Campeonatos Brasileiros de 2016 e 2018).

Apesar dos números e das taças, um questionamento é feito recorrentemente entre os torcedores alviverdes: o camisa 7 já pode ser considerado um ídolo do clube? Dono de 13 títulos com a camisa palestrina, entre eles a Copa Libertadores de 1999, o ex-goleiro Marcos recebeu essa pergunta da Gazeta Esportiva em evento no Allianz Parque na última segunda-feira.

“Todo jogador que passa pelo clube e conquista títulos tem que ser considerado, tem seu nome gravado na história. Eu vejo que muita gente questiona o Dudu, cobra o Dudu, e muita gente ama o Dudu, que é uma coisa normal. Eu passei a ser melhor goleiro depois que parei. Quando eu jogava, todo mundo queria que eu aposentasse (risos)”, respondeu o ex-jogador.

“Esses questionamentos de quem está em atividade sempre vão existir, o pessoal sempre vai cobrar, até porque o Dudu é um dos mais importantes do nosso time. Foi eleito o melhor jogador do Campeonato Brasileiro do ano passado. Sempre vai ser cobrado, mas o importante é que a gente confia muito nele e sabe que quando está numa tarde feliz tem plenas condições de resolver para o nosso lado”, completou.


Em maio, porém, Dudu e Marcos trocaram farpas nas redes sociais. O atacante postou uma foto ao lado de Ademir da Guia, elogiando o Divino por sua representatividade no Palmeiras. A polêmica teve início por o camisa 7 ter dito que o ex-atleta é “o maior ídolo da história do clube” e “não corneta os jogadores”.

Após a eliminação do Palmeiras diante do São Paulo, nos pênaltis, no Allianz Parque, pela semifinal do Paulista, o Santo havia postado que alguns jogadores “se escondiam em decisões”. Na ocasião, Dudu não cobrou uma das penalidades e isso revoltou parte da torcida. Dias depois, Marcos fez uma publicação elucidando que a cutucada fazia parte e afirmou: “Estamos do mesmo lado”.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Palmeiras?