Sheik diz que é hora da molecada e indica nova função: “Estarei por perto”

São Paulo , SP
25/11/2018 21:10:32 — 25/11/2018 21:59:47

Em: Brasileiro Série A, Corinthians, Futebol

O atacante Emerson Sheik ganhou cerca de 15 minutos para se despedir oficialmente da Arena Corinthians na noite deste domingo, no empate sem gols com a Chapecoense. Acionado para tentar mudar o rumo da fraca última exibição do clube como mandante em 2018, o atleta de 40 anos comentou a sensação de ficar próximo da aposentadoria e indicou que continuará no Timão no ano que vem.

“Fica um sentimento de ter feito coisas boas, de ter contribuído. Verdadeiramente espero que o torcedor tenha gostado. Eu, em particular, vou me despedindo com muito orgulho de ter vestido essa camisa e conquistado coisas importantes”, disse Sheik, que entrou em campo ao lado de Rafael Bilu, atacante de 19 anos do sub-20, estreante no profissional.

“Agora é hora da molecada. É o momento deles, espero que possam ser felizes aqui como eu fui. Ganhar aqui na frente desse torcedor é bom demais”, comentou o experiente multicampeão pelo Corinthians, que não chegou a dizer abertamente o que fará em 2019, mas reiteradas vezes deu a entender que seguirá como funcionário alvinegro.

“Eu vou estar por perto”, afirmou em duas ocasiões enquanto era entrevistado, sem especificar o cargo. Questionado se já teria algo definido, ele disse que sim, sem maiores detalhes, mas abrindo um sorriso ao se encaminhar para o vestiário do estádio.

Como recebeu o terceiro cartão amarelo e terá de cumprir suspensão contra o Grêmio, Sheik fará sua despedida do futebol em uma partida festiva, marcada para o dia 7, na Arena. O “Sheik e Amigos contra a fome” reunirá nomes campeões pelo Timão, como o elenco do Mundial e da Libertadores de 2012, incluindo atletas como Paolo Guerrero, autor do gol do título no Japão, que tem relação complicada com a torcida.




×
Quer receber notícias do Corinthians?