Duílio admite multa decrescente de Carille e que postura da diretoria pode mudar

Tiago Salazar - São Paulo , SP
22/10/2019 14:34:25 — 22/10/2019 14:35:35

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Corinthians, Escolha do editor, Futebol, Mercado da bola, Notícias

Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol do Corinthians, representou o clube no Conselho Técnico que definiu o Campeonato Paulista de 2020 na tarde dessa terça-feira, na sede da Federação Paulista de Futebol.

Antes de deixar o evento, o dirigente foi questionado sobre a situação de Fábio Carille e confirmou a informação trazida pela Gazeta Esportiva de que a multa rescisória do treinador não é mais de R$ 6 milhões, como no início do vínculo, em dezembro de 2019.

“Não gosto de passar valores para vocês, não é o que está nos preocupando, mas ela é proporcional ao tempo de contrato. Isso eu posso te garantir. Então, cada mês que vai se passando a multa vai sendo reduzida”, afirmou.

Duílio Monteiro Alves representou o Corinthians na FPF em evento nessa terça (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

No último sábado, Duílio foi à entrevista coletiva na Arena Corinthians depois da derrota da equipe para o Cruzeiro com a intenção de minimizar os boatos sobre uma eventual demissão de Fábio Carille. Nessa terça, o diretor voltou a manifestar a posição do clube.

“O clube entende que a permanência do treinador é o melhor pra esse momento, sabendo que a gente não vem fazendo um grande campeonato, mas ainda estamos em quinto lugar, e eu tenho que me posicionar”, explicou.

Mas, ao ser lembrado pela reportagem de que o mesmo aconteceu pouco antes do Corinthians decidir por não continuar com Jair Ventura, Duílio Monteiro Alves ponderou e deixou claro que o fato de Carille ser bancado agora não quer dizer que o clube não possa mudar de opinião.

“A gente está sujeito, lógico, porque amanhã tem um novo fato e (pode ser que) ele não fique, como aconteceu com Jair, mas eu tenho que falar o momento que a gente está passando e a ideia do clube”, explicou. “Eu tenho que colocar a minha posição, a posição do clube. Ele não sai, ele é o treinador do Corinthians”.

Fábio Carille e Corinthians têm vínculo acertado até dezembro de 2020. Sábado, às 17h, o Timão encara o Santos em Itaquera. Já são cinco rodadas sem vitória e a queda da equipe na tabela de classificação.

“Hoje a posição do Corinthians é de que o Carille não sai. E diferente disso eu vou estar deixando ele exposto e o grupo numa situação que só vai atrapalhar o Corinthians”, concluiu Duílio.

 




  • Capitão Tolima

    Multa.
    10 pacotes de milho Yoki.
    5 tabletes de caldo Maggi.
    Raio Tolimizadorrrrr….

×
Quer receber notícias do Corinthians?