Cássio ignora críticas de Rubinho: "Não me importo com a opinião dele"

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

18-08-2016 11:51:42


O goleiro Cássio normalmente não tem problemas em dar declarações polêmicas, mas dessa vez preferiu ser mais contido ao comentar as críticas recebidas pelo também goleiro Rubinho, revelado no Corinthians e atualmente sem clube. Na avaliação do arqueiro, o momento não é de rebater qualquer comentário negativo feito a seu respeito, apesar do claro incômodo em ser alvo de críticas diretas de um companheiro de profissão.

"Ele pode falar o que quiser. Fiquei sabendo por outras pessoas. Fico um pouco chateado porque ele já foi goleiro, sabe o quanto se trabalha, se dedica na posição. Mas não interfere em nada. só eu sei o quanto eu trabalhei para chegar no nível que eu cheguei hoje aqui no Corinthians", comentou Cássio, evitando emitir a sua opinião sobre a carreira do crítico.

"Não quero falar nada sobre ele, cara, me preocupo mais com o meu trabalho. O clube precisa de mim, sou um dos caras mais velhos do clube e tenho de ajudar os meus companheiros nesse momento que estamos vivendo. Não me importo com a opinião dele. Precisamos dessa vitória na segunda, só isso que penso", assegurou.

As críticas feitas pelo arqueiro revelado no Alvinegro, que tem passagens também pelo Genoa-ITA e pela Juventus-ITA, giraram em torno principalmente da má fase recente de Cássio. Para Rubinho, o ídolo da torcida e herói do Mundial só é titular hoje por causa dos títulos que conquistou.

“O Cássio só joga hoje no Corinthians pelo que fez em 2012, quando foi campeão da Libertadores e do Mundial. Depois de lá, nunca mais repetiu as mesmas atuações. O Cássio, para mim, é um goleiro normal. Poderia jogar em qualquer outro time do Brasil, mas não é um super-goleiro, como todos dizem… não está à altura dos goleiros que o Corinthians já teve. O Cássio não é pouco superestimado, ele é muito superestimado”, disparou Rubinho, dizendo preferir Walter ao camisa 12.

Mostrando um lado mais "zen" com relação ao jogador que não aceitou bem a reserva no começo do Campeonato Brasileiro, o atual dono da meta corintiana disse ter dado cada vez menos ouvidos àqueles que não gostam do seu desempenho dentro das quatro linhas.

"Cada um tem sua opinião, fala o que quer, pensa. É muito fácil você falar, mas a pessoa sou eu. Eu trato com tranquilidade, estou bem focado aqui, estou há cinco anos no clube. Se eu for dar bola para tudo o que falam, vou ficar estressado. Preciso pensar em ajudar o Corinthians, tenho uma identificação muito boa. Posso ficar 10, 20 anos aqui que vou se criticado da mesma maneira. Estou focado em ajudar o Corinthians a melhorar e subir na tabela", concluiu.

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do Corinthians?