Presidente do Atlético de Madrid, sobre saída de Griezmann: “Decisão é dele”

São Paulo , SP
09/05/2018 13:03:41 — 09/05/2018 13:13:23

Em: Atlético de Madrid, Barcelona, Futebol, Futebol Internacional, Mercado da bola

Protagonista de uma das novelas mais aguardadas da próxima janela de transferências do futebol europeu, Antoine Griezmann tem total autonomia para decidir seu futuro. Pelo menos é o que afirmou o presidente do Atlético de Madrid em entrevista ao jornal espanhol Marca, ao comentar a respeito de uma possível transferência do jogador ao Barcelona, principal cotado a contratá-lo.

“Antoine Griezmann é jogador do Atlético de Madrid, e o futuro é ele que tem que decidir. Nossa ideia é que continue. É um grande jogador, que forma com Messi e Cristiano o trio mais importante de jogadores no mundo. Estamos orgulhosos de tê-lo. Faremos todo o possível para que continue conosco”, afirmou o mandatário.

O nome do francês vem sendo ventilado no Camp Nou desde quando Neymar se transferiu ao Paris Saint-Germain. Nas últimas duas janelas, no entanto, não houve acordo, embora boa parte da imprensa europeia tenha tenha afirmado que o meia-atacante teria pleno interesse em se tornar companheiro de Lionel Messi, Luis Suárez e dos outros blaugranos.

Griezmann pode se tornar o mais novo companheiro de Lionel Messi no Barça (Foto: Pierre-Philippe Marcou/AFP)

Na última segunda-feira, a rádio espanhola Cadena SER cravou que o Barcelona finalmente arcará com os 100 milhões de euros (Mais de R$ 420 milhões) referentes à multa rescisória de Griezmann. Porém, a situação não agrada em nada os colchoneros, que já se manifestaram mais de uma vez contra o “assédio” catalão sobre o jogador.

“Estamos fartos da atitude do Barcelona. Um presidente, jogador (Suárez, que deu boas-vindas ao francês) e um diretor do mesmo clube falarem dessa forma sobre o futuro de um jogador com contrato em vigor e poucos dias antes de uma final de Liga Europa, para mim, é uma falta de respeito com o Atlético de Madrid e todos os seus torcedores”, disse o diretor executivo do Atlético, Miguel Ángel Gil Marín, que também prometeu acionar a Justiça contra a “conduta inadequada” do clube azul-grená.

Caso opte por deixar o Atleti, Griezmann ao menos terá a chance de se despedir em alta. Para isso, precisa conquistar o título da Liga Europa na quarta-feira da semana que vem, quando os colchoneros entram em campo contra o Olympique de Marseille, pela final da competição, em Lyon.