Gazeta Esportiva

Bale faz gol de pênalti e evita derrota do País de Gales contra os EUA em volta à Copa

São Paulo, SP

21/11/22 | 18:00 - 21/11/22 | 18:16

Após 64 anos longe da Copa do Mundo, o País de Gales buscou o empate de 1 a 1 contra os Estados Unidos, com gol de Gareth Bale, nesta segunda-feira, em estreia no Mundial do Catar. Timothy Weah, filho do ex-atacante George Weah, também balançou as redes no Estádio Ahmad bin Ali.

Com o resultado em Al Rayyan, americanos e galeses somam um ponto cada no grupo B. A última partida de Gales no Mundial - o único que participara - havia sido a derrota para a Seleção Brasileira, por 1 a 0, nas quartas de final de 1958, na Suécia. Foi naquela ocasião em que o então jovem Pelé, de 17 anos, anotou o seu primeiro gol em Copas.

Os Estados Unidos retornam aos gramados na sexta-feira, às 16 horas (de Brasília), quando enfrentam a líder Inglaterra, que goleou o Irã por 6 a 2 também nesta segunda. O País de Gales, por sua vez, encara os iranianos às 7 horas.


O jogo

O time dos Estados Unidos, sob o comando de Gregg Berhalter, foi superior no primeiro tempo, dominou o jogo e atacou constantemente o País de Gales, treinado por Robert Page. A equipe americana quase abriu o placar ainda aos oito minutos.

Após cruzamento de Weah, Joe Rodon tentou desviar, para afastar o perigo, mas acabou cabeceando em direção à própria meta. Entretanto, a bola foi em cima de Wayne Hennessey. Logo em seguida, mas pelo lado esquerdo, Antonee Robinson achou Josh Sargent, que emendou de cabeça, à meia-altura, rente à trave.

A pressão surtiu efeito, e os Estados Unidos inauguraram o marcador aos 36 minutos. Christian Pulisic, até então apagado, arrancou pelo meio de campo, passou por um defensor e tocou em profundidade para Weah, filho da lenda George Weah, ídolo de Milan e Paris Saint-Germain e eleito o melhor do mundo em 1995. O garoto de 22 anos, nascido em solo estadunidense, se posicionou perfeitamente e, de frente para o goleiro, bateu rasteiro.

Se Pulisic conseguiu ser decisivo pouco antes do intervalo, Gareth Bale basicamente passou despercebido. A estrela galesa não exerceu grande protagonismo, ficou isolado no ataque e mal tocou na bola. Ele ainda recebeu cartão amarelo aos 39 minutos, após um carrinho por trás em Yunus Musah.

Segundo tempo

A equipe de Gales voltou do vestiário com uma postura mais solta e, assim, logo atacou os Estados Unidos, apostando sobretudo em cruzamentos. A primeira construção ofensiva relevante saiu aos 18 minutos.

Após cobrança de falta e rebatida, Ben Davies mergulhou de cabeça, próximo à marca do pênalti, e viu Matt Turner efetuar grande defesa. Na sequência, em escanteio, Kieffer Moore subiu mais do que os adversários e, também de cabeça, mandou por cima do travessão.

A reação não foi extremamente intensa, mas Gales melhorou bastante na etapa complementar e, após algumas oportunidades, conseguiu, enfim, empatar o duelo. O gol que garantiu a igualdade de 1 a 1 saiu já aos 36 minutos, após pênalti convertido por Bale.

A própria lenda do futebol galês, que pouco havia aparecido, foi quem sofreu a falta dentro da área. Derrubado devido a um carrinho de Walker Zimmerman, Bale pegou a bola e bateu forte, no ângulo direito, sem chances para o goleiro. Com isso, sacramentou o empate entre País de Gales e Estados Unidos pela primeira rodada do Mundial do Catar.

FICHA TÉCNICA
ESTADOS UNIDOS 1 X 1 PAÍS DE GALES

Local: Estádio Ahmad bin Ali, em Al Rayyan (CAT)
Data: 21 de novembro de 2022 (terça-feira)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Abdulrahman Al Jassim (CAT)
Assistentes: Taleb Al Marri (CAT) e Saoud Al Maqaleh (CAT)
VAR: Abdulla Al Marri (CAT)
Cartões amarelos: Dest, McKennie, Ream e Acosta (Estados Unidos); Bale e Mepham (País de Gales)

GOLS:
Estados Unidos: Timothy Weah (36mins do 1º tempo)
País de Gales: Gareth Bale (36mins do 2º tempo)

ESTADOS UNIDOS: Turner; Dest (Yedlin), Ream, Zimmerman e Robinson; Adams, McKennie (Aaronson) e Musah (Acosta); Weah (Morris), Sargent (Wright) e Pulisic
Técnico:
Gregg Berhalter

PAÍS DE GALES: Hennessey; Mepham, Rodon e Davies; Roberts, Ampadu (Morrell), Ramsey e Williams (Johnson), Wilson (Thomas), Bale e James (Moore)
Técnico: Robert Page

Deixe seu comentário