Campeonato Paulista

Pacaembu | 23/03/2019

Futebol/Campeonato Paulista

Santos recebe RB para espantar má fase e abrir vantagem no mata-mata

São Paulo , SP
23/03/2019 10:05:01

Em: Campeonato Paulista, Futebol, Notícias, Red Bull, Santos

É hora de decisão no Campeonato Paulista. Às 19h30 (horário de Brasília), no Pacaembu, Santos e Red Bull Brasil fazem a primeira partida das quartas de final do Estadual. Por ter garantido a melhor classificação geral na primeira fase da disputa, os campineiros terão a vantagem de resolver a disputa em seus domínios – por isso, o confronto deste sábado será de mando do Peixe.

Querendo afastar o mau momento na competição – são duas derrotas e um empate nas últimas três partidas pelo torneio -, a equipe da Baixada Santista também terá que deixar as questões extra-campo de lado para abrir vantagem na eliminatória.

Peixe também lida com salários atrasados no elenco (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Os salários do elenco santista estão atrasados, ainda que promessas de pagamento tenham sido feitas – o próprio técnico Jorge Sampaoli confirmou que devolveu seu salário para a diretoria, demonstrando querer receber na mesma data que os jogadores.

Antes da partida, no entanto, o lateral Victor Ferraz garantiu que o lado financeiro não está influenciando o rendimento dos comandados do argentino em campo. Ferraz, inclusive, afirmou que quer receber o salário somente depois do Santos vencer o Red Bull.

Em entrevista coletiva concedida antes do embate, o líder do elenco falou que, a partir de agora, o Paulistão é um “novo campeonato” e ressaltou a necessidade de classificação do time da Baixada Santista. “É uma oportunidade de passar para a semifinal. É pensar nesse jogo. É um mata-mata e vai fazer diferença quem vai passar para a próxima fase”, afirmou, antes de continuar.

“O que a gente fez de bom e ruim não vale mais nada, o que importa é agora. Eu já fui campeão, já perdi título sendo favorito, já ganhei sendo zebra. O que importa é a taça. Não importa se você joga mal ou bem, o que importa é a taça. Vamos tentar fazer bons jogos contra o Red Bull e vamos ver o que vem depois”, completou, dizendo que o momento é de blindagem.

“É o momento de se blindar, é o momento de pensar no Red Bull, porque merece nosso respeito. É uma equipe que joga bem, somos acostumados a enfrentar aqueles jogadores até na Série A, como Osman, Leo Ortiz, Julio César… Temos que nos blindar para amanhã e terça, sei que a torcida estará em Campinas também. Blindar é uma palavra correta, e Sampaoli é especialista nisso”, finalizou.

Pelo lado do Red Bull, a expectativa é de traduzir o bom momento na fase de grupos para o mata-mata. Invicto há 10 rodadas e com oito vitórias nos últimos nove jogos, o time de Antônio Carlos Zago tentará provar que o ótimo desempenho também pode ser feito em confrontos decisivos.

Na fase de grupos do Estadual, RB venceu o Corinthians e ficou no empate com Palmeiras e São Paulo (Foto: Divulgação/Red Bull Brasil)

Peça importante do elenco, o zagueiro Léo Ortiz falou em respeitar o Santos, sem deixar de demonstrar confiança em uma classificação campineira.

“Nós sabemos muito bem que o Santos é um dos times mais fortes do Paulista. Eles provaram isso ao longo do campeonato e lideraram até as últimas rodadas. A equipe deles conta com um excelente treinador, grandes jogadores, e joga de maneira muito intensa, marcando em cima. O Zago está nos passando muitas informações para nos preparamos da melhor maneira possível porque serão dois jogos bem complicados. Respeitamos demais o Santos e todos os nossos adversários, mas acreditamos no nosso potencial e iremos em busca da classificação”, contou o defensor.

FICHA TÉCNICA
SANTOS x RED BULL BRASIL

Data: 23 de março de 2019, sábado
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Arbitragem: Douglas Marques das Flores
Assistentes: Anderson José de Moraes e Marco Antonio de Andrade

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Aguilar e Felipe Jonatan; Alison (Yuri), Diego Pituca, Carlos Sánchez e Jean Mota; Felippe Cardoso (Eduardo Sasha) e Rodrygo
Técnico: Jorge Sampaoli

RED BULL: Júlio César; Aderlan, Léo Ortiz, Ligger e Rafael Carioca; Jobson, Uillian Correira e Bruno Tubarão; Claudinho (Deivid), Ytalo e Roberson (Léo Castro ou Osman)
Técnico: Antônio Carlos Zago