NBA

Basquete/NBA

Gerente dos Lakers sobre LeBron: “Não comemoramos contratações”

São Paulo , SP
11/07/2018 18:52:47

Em: Basquete, Mais Esportes, NBA, Notícias
Rob Pelinka (de cinza, ao meio) comentou sobre a contratação de LeBron James (Foto: Garrett Ellwood / NBAE / Getty Images / AFP)

Fechar a contratação de LeBron James não é motivo para celebração. Pelo menos, foi o que garantiu o gerente geral do Los Angeles Lakers, nova casa do maior astro da NBA, Rob Pelinka. Em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira, o dirigente preferiu manter os pés no chão quanto à assinatura do jogador.

“Nós não comemoramos contratações. Não comemoramos adições de jogadores no plantel. Nós comemoramos somente uma coisa: o título”, enfatizou Pelinka.

Veja também:

Nos Lakers, LeBron mantém número dos Cavs e volta a vestir 23

LeBron pode realizar seu sonho de atuar com o filho daqui a quatro anos

Além de LeBron, a equipe californiana também realizou as contratações do experiente armador Rajon Rondo, do pivô campeão Javale McGee e do ousado ala Lance Stephenson. Para o gerente geral do time, tais reforços irão ajudar o camisa 23 a se adaptar ao jovem elenco dos Lakers.

“Nós propositalmente queríamos que o time fosse construído muito diferentemente daqueles que ele (LeBron) jogou no passado. Penso que os jovens do elenco serão mutuamente benéficos a ele também”, contou, antes de completar.

“Quando você tem o melhor jogador do mundo juntando-se ao seu time na jornada, isso multiplica sua paixão e sua dedicação. LeBron deixou claro para Magic (Johnson, ídolo da NBA e presidente de operações dos Lakers) que os jovens jogadores foram fundamentais para a contratação. Será realmente incrível para ele sentir que está dando algo ao jogo e ajudar desenvolver essas promessas”, explicou.

Por fim, Rob Pelinka despistou que os reforços dos Lakers foram feitos no sentido de vencer o tão dominante Golden State Warriors. Para o gerente geral, a única maneira de desbancar o rival californiano é aplicar um estilo de jogo diferente àquele implementado por Steve Kerr.

“Tentar jogar o jogo dos Warriors é uma armadilha. Ninguém irá vencer deles nisso. Estamos na jornada de trazer o 17º título ao Los Angeles Lakers e todos sabemos que temos trabalho a fazer para chegar a isso”, finalizou.

Confira a entrevista coletiva na íntegra (em inglês):