Futebol/Copa Sul-Americana

Com boa vantagem, Lanús visita o Sporting Cristal para continuar na Sul-Americana

Gazeta Press - São Paulo , SP
07/03/2018 08:38:59 — 07/03/2018 08:42:03

Em: Copa Sul-Americana, Futebol, Lanús
O Lanús fez valer o mando na ida e ganhou por 4 a 2 do Sporting Cristal (Foto: Juan Mabromata/AFP)

Quatro jogos movimentam a quarta-feira na rodada de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana. O Lanús, atual vice-campeão da Libertadores, visita o Sporting Cristal às 21h45(de Brasília), no Estádio Alberto Gallardo, em Lima, no Peru, tentando segurar o adversário. Os argentinos ganharam na ida por 4 a 2 e agora podem perder por um gol de diferença. O problema é que um triunfo por 2 a 0 serve aos peruanos, já que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

Avançar na Copa Sul-Americana é questão de honra para o Lanús, que tenta fazer uma campanha semelhante à da Libertadores do ano passado e quem sabe repetir o feito de 2013, quando bateu a Ponte Preta na final e ganhou o título.

Os peruanos do Sport Rosário vão ao Estádio Luís Troccoli, em Montevidéu, no Uruguai, encarar o Cerro às 19h15(de Brasília). Os uruguaios surpreenderam na ida ao segurarem empate sem gols fora de casa. Agora, quem ganhar avança, e um novo 0 a 0 forçará a disputa de pênaltis. Qualquer outro empate serve ao Sport Rosário.

Também às 19h15(de Brasília), O Barcelona de Guayaquil, do Equador, semifinalista da Copa Libertadores do ano passado, vai ao Estádio General Adrián Jara, em Luque, no Paraguai, encarar o modesto General Díaz. Na ida houve empate sem gols, o que agora obriga os equatorianos, favoritos no confronto, a buscarem gols de qualquer maneira.

Por fim, às 21h45(de Brasília), Deportivo Cuenca e Sportivo Luqueño do Paraguai duelam no Estádio Alejandro Serrano Aguilar, em Cuenca, no Equador. Na ida os paraguaios ganharam por 2 a 0 e agora podem perder por um gol de diferença que mesmo assim se classificam. Aos equatorianos só resta devolver o 2 a 0 e forçar a disputa de pênaltis ou superar os visitantes por três ou mais gols de vantagem.