Copa do Brasil

Chapecoense volta a vencer o Criciúma e avança na Copa do Brasil

São Paulo , SP
10/04/2019 21:18:16

Em: Chapecoense, Copa do Brasil, Criciúma, Futebol

A Chapecoense está nas quartas de final da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, no estádio Heiberto Hulse, o time ganhou mais uma vez do Criciúma, havia vencido na ida pelo por 3 a 2. Desta vez, placar de 2 a 0, gols marcados por Victor Andrade e Rildo. Mesmo atuando fora de casa, a equipe comandada por Ney Franco foi superior em campo e fez por merecer o resultado e a vaga.

Na quarta fase da competição nacional, os confrontos serão definidos por sorteio. A Chape já deixou pelo caminho o São José-RS, o Mixto-MT e, por fim, o Criciúma, rival de Santa Catarina.

Agora ambos os times voltam a pensar na semifinal do Catarinense, o Criciúma entra em campo para enfrentar o Avaí, às 16h00 (horário de Brasília), no domingo. Na outra semi, a Chape pega o Figueirense, no mesmo dia e horário.

Chapecoense eliminou o Criciúma e se classificou na Copa do Brasil (Foto: Reprodução/Twitter/Chapecoense)

O jogo – Logo aos três minutos, Leandro Vuaden assinalou pênalti a favor do Criciúma. Gum errou, a bola escapou, e Andrew se antecipou. O zagueiro acabou cometendo a penalidade máxima. Na cobrança, Reis deslocou Vagner, mas acertou a trave.

Na bola parada, a Chapecoense respondeu. Campanharo colocou bola à meia-altura. No entanto, ninguém conseguiu desviar e a redonda ficou de graça com Bruno Grassi, que segurou firme, sem dar rebote.

Em pouco mais de 20 minutos, a partida era bem equilibrada. O Tigre tinha a bola, mas sem saber muito o que fazer. Mesmo se defendendo, os visitantes tinham boas escapadas no contra-ataque e não corriam riscos.

Quando a torcida do time da casa já começava a mostrar impaciência, por pouco a equipe não abriu o placar. Maicon foi lançado, e de primeira cruzou para a área, na medida para Andrew. O camisa 17 testou firme, e por pouco a bola não entrou.

Antes do encerramento da primeira etapa ainda daria tempo para a Chapecoense abrir o placar. De forma cirúrgica, o time aproveitou a melhor chance que teve nos 45 minutos iniciais. Em contra-ataque veloz, Everaldo arrancou pelo meio e abriu para Victor Andrade bater sem chances para Bruno Grassi e decretar a vitória parcial por 1 a 0.

No segundo tempo, o Criciúma precisando da virada partiu para cima em busca da virada, para levar pelo menos a decisão para os pênaltis. Marlon cobrou lateral na direção da área, Andrew deu uma casquinha, e Sandro finalizou com a canhota. Contudo, a bola subiu demais.

Com o contra-ataque à disposição, a Chape por pouco não ampliou. Campanharo cobrou escanteio na primeira trave, Everaldo desviou, e Bruno Grassi defendeu. Na sequência, Daniel Costa arriscou, mas não bateu com força, facilitando para Vagner.

Para quem precisava reverter a vantagem, o Tigre pouco criava e não encontrava soluções. A Chapecoense, por sua vez, conseguia controlar o ritmo da partida, escapar em contra-ataques e criar chances até ampliar com Rildo aos 32 minutos. Após cruzamento da direita, a bola sobrou para o atacante dominar e finalizar rasteiro.

Bragantino-PA elimina algoz da Ponte Preta

Depois de eliminar a Ponte Preta, a Aparecidense não resistiu e caiu na segunda fase da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, jogando no estádio Mangueirão, no Pará, o time perdeu para o Bragantino-PA por 3 a 2. Os gols do time paraense foram marcados por Lukinha e Marco Goiano (duas vezes). Rayro fez os dois dos goianos.