Copa do Brasil

Arena Condá | 27/03/2019

Futebol/Copa do Brasil

Com gol no fim, Chape vence Criciúma em clássico na Copa do Brasil

São Paulo , SP
27/03/2019 21:08:13 — 27/03/2019 21:40:40

Em: Chapecoense, Copa do Brasil, Criciúma, Futebol

Em noite de homenagens por conta do falecimento do jornalista Rafael Henzel, a Chapecoense levou a melhor no clássico do interior catarinense, válido pela ida da terceira fase da Copa do Brasil. Recebendo o Criciúma na Arena Condá, o Verdão do Oeste dominou no primeiro tempo, saiu na frente, caiu de rendimento na etapa complementar, mas, mesmo assim, acabou saindo de campo com a importante vitória por 3 a 2. Elicarlos, Campanharo e Lourency marcaram para a Chape. Sandro e Bruno Cosendey descontaram para o Tigre.

As equipes voltarão a se enfrentar no próximo dia 10 de abril, às 19h15 (de Brasília), no estádio Heriberto Hulse, em Criciúma. Quem levar a melhor conhecerá seu próximo adversário na Copa do Brasil através de um sorteio. A Chapecoense joga pelo empate.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O jogo – Atuando fora de casa, o Criciúma não se intimidou com o adversário e tratou de dar seu cartão de visitas logo aos 12 minutos de partida. Em bola alçada na área, a defesa da Chapecoense afastou, e a bola sobrou nos pés de Reis, que bateu forte, cruzado, mas viu o arremate sair pela linha de fundo. A Chape, por sua vez, respondeu com Everaldo. Primeiro, aos 13 minutos, o atacante resolveu dar uma bicicleta de fora da área, surpreendendo Bruno Grassi, que fez a defesa. Depois, aos 22, ele apareceu na entrada da área para, em jogada ensaiada, dominar e girar batendo, tirando tinta da trave rival.

Passado o início do jogo, a Chapecoense se estabeleceu no domínio da partida e acabou revertendo a superioridade em gols aos 26 minutos. Márcio Araújo deu passe para Ely Carlos, que, da intermediária, decidiu experimentar soltando uma bomba. A bola ainda quicou na frente do goleiro Bruno Grassi antes de morrer no fundo das redes.

Não satisfeita com a vantagem, a Chapecoense ainda teve tempo de ampliar antes de ir para o intervalo. Aos 38 minutos, Eduardo fez boa jogada individual pela direita e cruzou na área. A bola desviou na defesa do Criciúma e sobrou nos pés de Campanharo, que bateu certeiro para fazer 2 a 0.

Se o primeiro tempo foi da Chape, o segundo foi dominado pelo Criciúma. Precisando correr atrás do prejuízo, o Tigre foi para cima dos donos da casa e conseguiram descontar aos 20 minutos. Depois de cobrança de escanteio, Vinícius mandou na cabeça do zagueiro Sandro, que arrematou sem chances para o goleiro João Ricardo.

Empolgados com a reação, os jogadores do Criciúma conseguiram chegar ao tão sonhado empate três minutos depois de marcarem o primeiro gol, novamente em jogada de bola aérea. Após cruzamento de Caíque, Bruno Cosendey cabeceou no cantinho e deixou tudo igual para o Tigre na Arena Condá.

Na reta final de partida, entretanto, a Chapecoense se reencontrou e no apagar das luzes marcou o gol da vitória com Lourency. Aos 44 minutos, Eduardo mandou para a área, Everaldo cabeceou, mas o goleiro Bruno Grassi fez a defesa. No rebote, o atacante que entrou na etapa complementar chegou de carrinho para empurrar a bola para o fundo das redes e assegurar o triunfo para os donos da casa.