Para manter gordura, Palmeiras enfrenta o Santos em nova decisão

São Paulo, SP

29-10-2016 08:28:35

Final e semifinal de Campeonato Paulista. Final de Copa do Brasil. A frequência com que Palmeiras e Santos se encontraram em jogos decisivos fez a rivalidade entre as equipes crescer consideravelmente nas duas últimas temporadas. Às 19h30 (de Brasília) deste sábado, na Vila Belmiro, os clubes voltarão a protagonizar outra "final". Válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, a partida será crucial para as pretensões de ambos em 2016.

Na liderança do Brasileirão, com 67 pontos, o Palmeiras dará um grande passo rumo ao título nacional se derrotar o rival alvinegro na Vila Belmiro - algo que não ocorre há cinco anos. Já o Santos, atual quarto colocado, com 58 pontos, quer frear os planos do adversário para voltar a sonhar com a remota possibilidade de alcançar o topo da tabela.

A importância do clássico cresce de tamanho por conta do confronto direto entre Flamengo, vice-líder, e Atlético-MG, terceiro colocado do Brasileirão. Os times medirão forças no estádio Independência, em Belo Horizonte, no mesmo horário do duelo entre os paulistas.

"Esse jogo é uma final, porque o campeonato fica aberto para as duas partes em caso de vitória. Um resultado bom para o Palmeiras tira o Santos da briga. Já um triunfo do Santos recolocará o time deles na briga", afirmou o lateral Zé Roberto. "Pensamos em ganhar os três pontos nesse jogo para dar mais um passo rumo ao título. Não podemos pensar diferente, porque essa é a característica do Palmeiras".

A principal novidade do Palmeiras está no gol. Jailson, destaque alviverde neste Brasileirão, será desfalque por conta de uma suspensão. O treinador Cuca fez mistério, mas são grandes as chances de escalar como titular Vinicius Silvestre, que estreará nos profissionais do Verdão aos 22 anos.

No ataque, Gabriel Jesus retorna de suspensão para jogar aberto pela ponta direita. O escolhido para atuar centralizado deve ser Lucas Barrios, que agradou Cuca nas duas últimas partidas que iniciou como titular.

Santos precisa de vitória para manter sonho de título (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)
Santos precisa de vitória para manter sonho de título (Foto: Ivan Storti/ Santos FC)

Pelo lado santista, uma vitória mantém viva a esperança de conquistar o título, pois diminuiria para seis pontos a diferença para o rival. Já para os palmeirenses, um triunfo na Vila mataria dois coelhos com apenas uma cajadada. Afinal, o Verdão praticamente tiraria o alvinegro da disputa, abrindo 12 pontos de frente, e ainda manteria, no mínimo, a vantagem de seis pontos na liderança, faltando cinco rodadas para o término do torneio.

“Acho que hoje pode-se dizer que sim (é o maior clássico do estado). Por tudo que foi decidido do ano passado até hoje. E se a gente quer algo maior na competição, precisamos vencer essa partida. Vencendo eles, a diferença cai pra seis pontos, faltando cinco rodadas. Se fosse outro time, a gente ia querer a vitória, mas tratando-se de um clássico, isso é mais importante ainda”, afirmou o zagueiro santista Luiz Felipe.

E para o clássico deste sábado, o técnico Dorival Júnior tem um problema importante na equipe. Fora dos treinamentos desde o começo da semana, o meia Vitor Bueno não conseguiu ficar 100% fisicamente e está fora da partida. Ele se recupera de uma lesão de grau 2 no músculo adutor da coxa esquerda.

Em compensação, o comandante poderá contar com o artilheiro Ricardo Oliveira. Após sentir uma fisgada na coxa direita, na vitória do Santos por 1 a 0 sobre a Chapecoense, no último domingo, na Arena Condá, o atacante vem treinando normalmente e estará entre os titulares.

Com isso, Dorival não deve fazer mudanças na equipe titular para o clássico, com Jean Mota seguindo pelo lado direito do ataque, na vaga deixada por Bueno. Sendo assim, o alvinegro deve entrar em campo na Vila com: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Jean Mota, Copete e Ricardo Oliveira.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X PALMEIRAS

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 29 de outubro de 2016, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA-FIFA)
Auxiliares: Marcio Gleidson Correia Dias (PA-ASP FIFA) e Helcio Araujo Neves (PA)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Luiz Felipe e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Jean Mota (Vitor Bueno), Copete e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior

PALMEIRAS: Vinicius Silvestre (Vagner); Jean, Yerry Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos (Fabiano), Tchê Tchê e Moisés; Gabriel Jesus, Dudu e Lucas Barrios (Allione)
Técnico: Cuca

Histórico do confronto no Campeonato Brasileiro
(Unificado de 1959 a 2016)
x
JOGOS (66)
24 vitórias
24 empates
18 vitórias
GOLS (174)
92 gols
82 gols
Uma vitória marcante de cada time
Santos 5 x 1 Palmeiras
3 de setembro de 2006
Campeonato Brasileiro (pontos corridos)
Local: Vila Belmiro (Santos)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Renda: R$ 167.060,00
Público: 10.873
Santos: Fábio Costa; Dênis, Manzur, Luiz Alberto e Kleber; Maldonado, André Luiz (Carlinhos), Cléber Santana e Rodrigo Tabata; Rodrigo Tiuí (Jonas) e Wellington Paulista (Renatinho). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Palmeiras: Diego Cavalieri; Paulo Baier, Daniel, Nen e Michael (Marcelo Costa); Alceu (Chiquinho), Francis (Marcinho Guerreiro), Wendel e Juninho Paulista; Edmundo e Marcinho. Técnico: Tite.
Gols: Luiz Alberto aos 13’, Juninho Paulista aos 22’ e Luiz Alberto aos 24’ do 1º tempo; Wellington Paulista aos 14’ e 22’, Jonas aos 24’ do 2º tempo.
Cartões Amarelos: Fábio Costa, Manzur e Jonas (Santos); Marcinho Guerreiro e Alceu (Palmeiras)
Santos 0 x 4 Palmeiras
23 de maio de 2004
Campeonato Brasileiro (pontos corridos)
Local: Vila Belmiro (Santos)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Renda: R$ 127.957,00
Público: 10.271
Santos: Júlio Sérgio; Marco Aurélio, Pereira, André Luís e Léo; Paulo Almeida, Claiton, Elano (Renato) e Lopes (Diego); Basílio (Robinho) e Deivid. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Palmeiras: Sérgio; Baiano (Claudecir), Nen, Leonardo e Lúcio; Marcinho Guerreiro, Corrêa, Magrão e Adãozinho (Élson); Muñoz (Kahê) e Vágner Love. Técnico: Wilson Coimbra.
Gols: Vágner Love aos 13’ e Muñoz aos 32’ do 1º tempo; Vágner Love aos 18’ e Élson aos 32’ do 2º tempo.
Cartões amarelos: Lopes e Léo (Santos); Lúcio, Marcinho Guerreiro, Corrêa e Baiano (Palmeiras)
Cartão vermelho: Pereira (Santos)

 

 

Deixe seu comentário