Corinthians se acerta com novo agente e renova contrato de joia

Tomás Rosolino e Victoria Leite - São Paulo, SP
19/05/2017 08:51:06

Em: Brasileiro Série A, Corinthians, Futebol
O zagueiro Léo Santos teve a negociação estendida por cerca de dois meses (Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians)

Uma renovação que parecia complicada no Corinthians mudou de rumo durante os últimos dias e será selada na semana que vem. O zagueiro Léo Santos, grande aposta para o futuro no clube e que via sua negociação pelo novo contrato travada devido a divergências entre o Alvinegro e seu antigo empresário, Mino Raiola, trocou de agente e viu as tratativas fluírem com muita rapidez.

Dono de 30% dos seus direitos, com o restante vinculado ao clube, Léo deixou de ser aproveitado em algumas partidas desde que marcou seu primeiro gol no profissional, em março, contra a Ponte Preta. Ali começaram as conversas para tratar de um novo contrato, mas a alta pedida do agente italiano, que tem entre seus clientes o sueco Zlatan Ibrahimovic, impedia o acerto.

Depois de meses sem resolução, porém, algumas mudanças deixaram o futuro do atleta bem mais claro no Timão. Após desvincular-se de Raiola e aprovar uma assinatura com o agente Giuliano Bertolucci, aliada à ausência de Pablo na viagem ao Chile, há uma semana, ele voltou a ser chamado ao menos para o banco de reservas. Em pouco tempo, também já tinha as bases salariais acertadas.

A ideia da diretoria de futebol, que normalmente tem o gerente Alessandro a cargo dessas questões, é renovar o vínculo até o final de 2021, protegendo-se com relação a investidas do futebol europeu ao jovem, titular da Seleção sub-20 mesmo quase dois anos mais novos que os concorrentes no último Sul-Americano da categoria. Atualmente, seu contrato é válido até setembro do ano que vem.

Internamente, Léo é visto como um provável titular da equipe na próxima temporada, atuando algumas vezes durante o ano e ganhando mais experiência. Por ter grande parte ainda vinculada ao Timão, diferentemente de vendas recentes, ele também aparece como atleta com bastante bastante margem de lucro no futuro. Sua renovação, por sinal, segue a linha adotada neste ano com jovens da base.

Preocupada com o assédio de clubes do exterior com o maior aproveitamento de nomes como Caíque França, Léo Príncipe, Guilherme Arana, Maycon, Pedrinho e Marciel, a cúpula alvinegra resolveu assinar novos acordos com cada, pelo menos por mais dois anos do que os antigos, aumentando salários e, consequentemente, a multa rescisória.

Dos nomes que se firmaram no elenco na atual temporada, resta apenas uma extensão a Léo Jabá, também de 18 anos. Dono de um contrato maior do que os companheiros, até dezembro de 2018, ele deve ser chamado para conversar até o meio do ano para tratar de uma renovação. Seu salário, por sinal, não sofre reajustes desde a primeira assinatura no profissional, realizada a pedido do técnico Tite, em 2015.