Futebol

STJD nega pedido de torcida única do Cruzeiro para duelo contra o Palmeiras

São Paulo , SP
06/12/2019 19:42:44

Em: Brasileiro Série A, Cruzeiro, Futebol, Notícias, Palmeiras

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou o pedido de liminar do Cruzeiro, que solicitava torcida única no duelo contra o Palmeiras, válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Além disso, o STJD sugeriu que, se a Raposa não puder garantir segurança nas arquibancadas no Mineirão, a partida seja jogada com portões fechados.

Segundo a nota publicada em seu site oficial, o STJD diz que o Cruzeiro “deverá adotar medidas preventivas concretas, aumentando o efetivo de segurança particular e/ou solicitando reforço no contingente da força policial”. A preocupação do time mineiro é com possíveis brigas no entorno do estádio.

Ainda de acordo com o STJD, o Cruzeiro, assim como qualquer clube, não pode determinar torcida única para uma partida.

“Não se pode perder de vistas que o impedimento da aquisição de ingressos por parte do clube visitante e a consequente realização de partida com torcida única é uma sanção desportiva que somente deve ser aplicada pelo órgão competente (no caso o Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol) ou em caráter excepcionalíssimo pela entidade organizadora da competição, não podendo ficar esta opção ao alvedrio do clube mandante”, cita a nota.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

O clube mineiro fez o pedido levando em conta o clima tenso que a partida pode tomar. A diretoria da Raposa entende que o histórico de confrontos entre as torcidas organizadas de Cruzeiro e Palmeiras pode trazer riscos ao duelo.

Em situação complicada, o Cruzeiro precisa da vitória (além de torcer pela derrota do Ceará) para se garantir na Série A. Mais de 20 mil ingressos já foram vendidos de maneira antecipada. A partida contra o Palmeiras acontece neste domingo, às 16h, no Mineirão.




  • Chico Guru

    As Marias já estão tentando ganhar o jogo nos bastidores. Bye Bye Marias, boa sorte na segundona ano que vem