Abel tem o pior desempenho entre últimos técnicos do Vasco

Gazeta Press - Rio de Janeiro,RJ

16-03-2020 14:08:21

O técnico Abel Braga tem o pior desempenho entre os últimos técnicos do Vasco, na administração de Alexandre Campello. A derrota para o Fluminense no clássico deste domingo pela Taça Rio foi a quinta do treinador. Abel também foi derrotado nos três clássicos estaduais em 2020, contra Flamengo, Botafogo e Fluminense.

Na derrota por 2 a 0 contra o Tricolor, o Vasco entrou em campo com uma equipe mista. Abel Braga decidiu poupar cinco titulares visando o confronto que aconteceria na próxima quarta-feira pela Copa do Brasil, contra o Goiás. Segundo informações da coluna "Futebol, Coisa & Tal", do jornal Extra, do Rio de Janeiro, o treinador alegou a pessoas próximas não ter sido informado da possibilidade da CBF cancelar as partidas da competição nacional.

Com uma equipe recheada de jovens, o Cruz-Maltino até que tentou, na base da correria, ameaçar o Flu. Porém, a equipe desmontou após levar o primeiro gol aos 28 do primeiro tempo. Com sua força máxima em campo, o Fluminense dominou a partida com facilidade.

Pior aproveitamento na era Campello

Abel Braga é o quinto treinador a comandar o Vasco na administração do presidente Alexandre Campello. Com apenas 4 vitórias, seu aproveitamento é de 40,5%. O atual técnico perde para Zé Ricardo (52,7%), Vanderlei Luxemburgo (51,3%), Alberto Valentim (50,4%) e Jorginho (43,3%).

O clima para a permanência de Abel Braga no Vasco é cada vez pior e sua saída pode ser anunciada nas próximas horas. A multa em caso de demissão corresponde à metade do salário do treinador, que está um mês em atraso. Abel inclusive deixou o Maracanã sem falar com a imprensa após a derrota no contra o Fluminense.

Abel Braga tem péssimo aproveitamento e pode ser demitido nessa segunda-feira (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

A paralisação da Copa do Brasil e da Sul-Americana podem ser o momento ideal para que outro treinador assuma o comando da equipe. Ele teria tempo para trabalhar com o elenco, mas teria que conviver com os mesmos problemas de atrasos de salários e disputas políticas em ano de eleições.

Deixe seu comentário