COPA DO MUNDO 2018 RÚSSIA
Neto chegou ao Valencia em julho de 2017 (Foto: Divulgação)va

Vivendo uma de suas melhores fases da carreira, o goleiro Neto, atualmente no Valencia da Espanha, voltou a ser convocado para a Seleção Brasileira depois de quase três anos. Após defender o país nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012 e na Copa América de 2015, no Chile, o arqueiro foi chamado pelo técnico Tite para os amistoso contra a Rússia e Alemanha, nos próximos dias 23 e 27 de março, respectivamente.

“Estou muito feliz e só tenho a agradecer pela confiança do técnico Tite e do Taffarel. Sei que nós temos vários goleiros bem competentes e a concorrência é muito forte, mas é sinal de que o trabalho que estou fazendo está sendo reconhecido e valorizado. Também agradeço ao Valencia, que me apresentou um projeto muito interessante e estamos conseguindo realizar uma ótima temporada”, vibrou o brasileiro.

Veja também:

Com novidades, Tite divulga última convocação antes da lista para Copa

Tite valoriza ter Neymar “inteiro” e não descarta variações na Seleção

Pela seleção brasileira, Neto disputou os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, e a Copa América de 2015, no Chile. O goleiro chegou a ser titular em duas partidas do vice-campeonato na Inglaterra, nas vitórias contra o Egito, por 3 a 2, e no triunfo sobre a Bielorússia, por 3 a 1.

Atuando pelo Valencia, o goleiro entrou em campo 27 vezes nesta temporada, defendeu dois pênaltis e passou oito partidas sem ser vazado.



A convocação de Tite para os amistosos contra Rússia e Alemanha foi anunciada com novidades, como a convocação de Talisca e Willian José, além de Geromel. Mesmo assim, um dos principais temas que o treinador da Seleção Brasileira teve de abordar foi quanto a situação de Neymar, que se recupera de uma cirurgia no pé direito e esteve fora da lista desta segunda-feira.

“Não podemos achar que o nosso principal jogador tem que vir para a Seleção Brasileira de qualquer jeito e jogar de qualquer forma, porque tem que ganhar. Procuramos colocar muitos aspectos e ficar atentos na preparação para que o grupo esteja fortalecido e, assim, encontrar possibilidades”, disse Tite durante a entrevista na sede da Confederação Brasileira de Futebol, no Rio de Janeiro.

Tite convocou 25 jogadores para os dois últimos amistosos antes da lista final para a Copa (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

Sem prazo definido para o retorno aos gramados, Neymar foi tratado com muita cautela pelo comandante e a saúde do camisa 10 foi colocada em primeiro lugar pela comissão técnica. A menor carga de jogos, enquanto se recupera da lesão, foi de certa forma “comemorada” pelo preparador físico Fábio Mahseredjian.

“Tudo tem um lado bom. Se formos encarar essa situação de uma forma positiva, o Neymar terá, no momento da apresentação, uma carga bem menor de jogos em comparação com outros jogadores. Preferíamos que ele nunca se lesionasse, mas o lado bom é estar sem carga de jogos elevada, porque faz diferença”, disse o membro da comissão técnica.

Desde que assumiu a Seleção, Tite nunca teve Neymar como ausência das convocações por problemas físicos. Apesar da confiança de que o atacante estará em campo e 100% para a disputa do Mundial na Rússia, o treinador alertou para a oportunidade de realizar algumas mudanças e criar novas possibilidades para o time, algo visto com bons olhos.

“Quero promover oportunidades mantendo uma estrutura da equipe, procurando fazer com que as funções que os atletas exercem nos clubes sejam exercidas na Seleção. Criamos possibilidades e temos de fazer isso, testando variações, mas com coerência. Vejo o Willian em grande momento para fazer essa função, de forma diferente, mas temos outras alternativas também”, analisou o comandante.



Zagueiro do clube gaúcho foi convocado para a seleção brasileira (Foto: Lucas Uebel/GFBPA)

Na manhã desta segunda-feira, Tite divulgou a lista dos jogadores que farão parte do elenco da seleção brasileira para os amistosos dos dias 23 e 27 de março, contra Rússia e Alemanha. Pedro Geromel, do Grêmio, foi um dos convocados, e durante a entrevista coletiva cedida após a convocação, o treinador fez questão de exaltá-lo.

“O Geromel merece a convocação pela Libertadores e pelo Mundial que fez. Isso o credencia para estar aqui, também pela trajetória do Grêmio e as conquistas”, disse.

Apesar do zagueiro ser o único atleta do Tricolor Gaúcho na lista, o treinador da seleção brasileira elogiou outros jogadores do clube e deixou em aberto a possibilidade de levá-los para a Copa do Mundo.

“Tem Luan, Arthur, esse em especial estávamos esperando que ele pudesse voltar a jogar. Temos o Grohe que já foi convocado também. Todos eles estão no nosso acompanhamento e podem aparecer na lista final”, afirmou.

Tite ainda voltou a falar sobre Geromel, e disse que a convocação do zagueiro era praticamente obrigatória.

“Ainda sobre o Geromel, não me sentiria em paz se não o convocasse”, completou o treinador.

Com a convocação, o camisa 3 do Grêmio ficará de fora dos dois clássicos diante do Internacional, pelas quartas de final do Campeonato Gaúcho, que devem ser realizados nos dias 18 e 21 de março. Caso o Tricolor avance, o zagueiro também perderá o primeiro jogo da semifinal, que ocorrerá dia 25 deste mês.

Confira a lista com os 25 convocados:

Goleiros:
Alisson (Roma)
Ederson (Manchester City)
Neto (Valência)

Laterais:
Daniel Alves (PSG)
Fágner (Corinthians)
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Marcelo (Real Madrid)

Zagueiros:
Marquinhos (PSG)
Miranda (Inter de Milão)
Geromel (Grêmio)
Thiago Silva (PSG)
Rodrigo Caio (São Paulo)

Meio-campistas:
Casemiro (Real Madrid)
Fred (Shakhtar Donetsk)
Fernandinho (Manchester City)
Paulinho (Barcelona)
Renato Augusto (Beijing Guoan)
Philippe Coutinho (Barcelona)
Willian (Chelsea)
Anderson Talisca (Besiktas)

Atacantes:

Gabriel Jesus (Manchester City)
Roberto Firmino (Liverpool)
Douglas Costa (Juventus)
Willian José (Real Sociedad)
Taison (Shakhtar Donetsk)



Rodrigo Caio voltou a fazer parte da lista de convocados do técnico Tite para a Seleção Brasileira. O zagueiro do São Paulo integrará o grupo que disputará os amistosos contra Rússia e Alemanha, no final deste mês, os últimos antes da convocação final para a Copa do Mundo 2018, na Rússia.

“Estou muito feliz. Esta convocação eu dedico a todos os meus companheiros de São Paulo. E aproveito para agradecer a confiança do técnico Tite e de toda a comissão técnica da seleção. Seguirei trabalhando com muito foco para ajudar o Brasil nesses dois próximos jogos”, declarou o jogador, conforme publicou a assessoria de imprensa do jogador.

Esta foi a oitava convocação de Rodrigo Caio para a Seleção Brasileira. Titular absoluto na campanha do ouro olímpico em 2016, o defensor venceu os quatro jogos que disputou com a camisa amarela na equipe principal. É com este retrospecto que o zagueiro conta, além do apoio que Tite tem manifestado em seu futebol, para cavar uma vaga entre os selecionados para a disputa do Mundial.

O Brasil enfrenta a Rússia no dia 23 de março, no Estádio Luzhniki, em Moscou, e no dia 27, em Berlim, encara a Alemanha. A estreia na Copa do Mundo é no dia 17 de junho, contra a Suíça, em duelo válido pelo Grupo E, que também conta com Costa Rica e Sérvia.



Nesta segunda-feira, o técnico Tite anunciou a lista de convocados da Seleção Brasileira para os amistosos do final deste mês, contra Rússia e Alemanha, pela fase final da preparação para a Copa do Mundo 2018. Além de apresentar os 25 jogadores que estarão à sua disposição, o comandante concedeu coletiva de imprensa, por meio da qual explicou algumas de suas decisões e comentou a respeito do estágio em que se encontra a Amarelinha.

“Quero antecipar uma coisa para vocês (jornalistas). Dentro deste espaço e tempo que nos foi proporcionado, estas são oportunidades aos atletas para que, lá na frente, a gente possa ter uma decisão final”, esclareceu.

Obviamente, Neymar não poderia deixar de ser o principal assunto da entrevista. Em recuperação após passar por uma cirurgia no pé direito, em função de uma fratura no quinto metatarso, o principal jogador da Canarinho não estará presente nos amistosos e só voltará aos trabalhos a cerca de 20 dias do Mundial. Sobre o fato, o técnico se mostrou tranquilo. “Primeiro: foi muito feliz o pai do Neymar em dizer que a nossa primeira preocupação é com a saúde do atleta. Não se paga o preço de vencer, mesmo em Copa do Mundo e em Seleção Brasileira, com a saúde de alguém. Segundo: é sim um jogador diferente, Top 3. Terceiro: uma equipe forte se faz independentemente de nomes, de um astro maior ou de um talento maior”, afirmou.

Tite assegura que a lista final ainda não está totalmente definida (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

As novidades ficam por conta das convocações de Anderson Talisca, meia do Besiktas-TUR, e William José, atacante da Real Sociedad-ESP. Ambos estiveram sendo observados por Tite nos últimos meses e já tinham seus nomes especulados para o grupo que jogará os últimos amistosos do Brasil antes da Copa do Mundo. Agora, têm a chance de mostrar serviço e tentar cavar uma vaga na lista final da seleção para o torneio.

“A lista final será mais para frente. Todos os outros atletas que não foram convocados estão dentro e continuam sendo avaliados. Todos. Mesmo com grandes momentos de alguns atletas, como é o caso de William José e Talisca, que executam e trazem componentes diferentes à equipe, não quer dizer que Giuliano está fora, Lucas Lima está fora, Diego está fora. Não há uma situação definitiva. Há o encaminhamento de alguns que têm estado em alto nível na seleção e nos clubes e uma margem de disputa por estes postos”, apontou o técnico, que elogiou os estilos de jogo dos dois mais novos integrantes da lista.

O Brasil vai primeiro a Moscou, onde enfrenta a anfitriã Rússia, no dia 23 de março, no Estádio Luzhniki. Quatro dias depois, no dia 27, em Berlim, a Canarinho enfrenta a Alemanha, algoz da última Copa e protagonista do maior desastre brasileiro na história torneio: o fatídico 7 a 1, em pleno Mineirão. A estreia verde e amarela no Mundial será no dia 17 de junho, contra a Suíça. Pelo Grupo E, Costa Rica e Sérvia serão os outros adversários da seleção na primeira fase.





Nesta segunda-feira, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no Rio de Janeiro, Tite divulgou publicamente sua última convocação antes de anunciar a lista de 23 atletas que irão compor o elenco na disputa da Copa do Mundo da Rússia, onde a Seleção busca o hexacampeonato Mundial. Os próximos compromissos serão em amistosos diante de Rússia e Alemanha, programados para os dias 23 e 27 de março.

Tite confirmou os rumores e convocou mais do que os 23 jogadores de costume. Como tem apenas estes dois amistosos para realizar testes antes da convocação final para o Mundial, o treinador optou por manter sua ideia de dar oportunidade para a maioria dos jogadores em boa fase e em condições de representar a Seleção na Rússia. Por isso, Neto, Talisca e Willian José, além de Geromel, foram algumas das novidades.

A convocação realizada por Tite nesta segunda-feira estava programada, inicialmente, para o dia 2 de março, mas acabou sendo adiada para que o departamento médico pudesse chegar a algumas conclusões quanto a jogadores que estavam lesionados ou em transição física para o campo. Eram os casos de Marcelo, Fernandinho, Gabriel Jesus e Neymar, mas apenas o atacante do PSG, como já era sabido, ficou de fora da lista.

O primeiro amistoso será realizado em Moscou, dia 23 de março, contra a Seleção da Rússia, anfitriã da Copa. Quatro dias depois (27), os comandados de Tite viajam para Berlim, onde enfrentam a Alemanha, no primeiro encontro entre as equipes nacionais desde o 7 a 1 no Mundial de 2014, que levou os europeus para a final da competição e, posteriormente, ao título diante da Argentina.

O Brasil inicia a disputa da Copa do Mundo no Grupo E ao lado de Costa Rica, Sérvia e Suíça, adversário da estreia no dia 17 de junho, em Rostov.

Confira a lista com os 25 convocados:

Goleiros: 
Alisson (Roma)
Ederson (Manchester City)
Neto (Valência)

Laterais:
Daniel Alves (PSG)
Fágner (Corinthians)
Filipe Luís (Atlético de Madrid)
Marcelo (Real Madrid)

Zagueiros:
Marquinhos (PSG)
Miranda (Inter de Milão)
Geromel (Grêmio)
Thiago Silva (PSG)
Rodrigo Caio (São Paulo)

Meio-campistas:

Casemiro (Real Madrid)
Fred (Shakhtar Donetsk)
Fernandinho (Manchester City)
Paulinho (Barcelona)
Renato Augusto (Beijing Guoan)
Philippe Coutinho (Barcelona)
Willian (Chelsea)
Anderson Talisca (Besiktas)

Atacantes:
Gabriel Jesus (Manchester City)
Roberto Firmino (Liverpool)
Douglas Costa (Juventus)
Willian José (Real Sociedad)
Taison (Shakhtar Donetsk)



Nesta segunda-feira, o técnico Stanislav Cherchesov anunciou a lista de convocados da seleção russa para os amistosos contra Brasil e França, no fim deste mês. Brasileiros naturalizados, o lateral esquerdo Mário Fernandes, lesionado, e o goleiro Guilherme, que perdeu espaço, não integraram a relação e estarão ausentes em ambos os compromissos.

Revelado pelo Grêmio, Mário Fernandes sofreu uma contusão muscular jogando pelo CSKA de Moscou e deve ficar longe dos gramados por cerca de cinco semanas. Já Guilherme, que começou a carreira no Atlético-PR, atualmente defende o Lokomotiv de Moscou e chegou a compor o elenco da Rússia na Eurocopa de 2016 e na Copa das Confederações, deixou de estar entre as preferências de Cherchesov para defender a meta da seleção.

Lesionado, Mário Fernandes é desfalque da seleção russa para amistosos deste mês (Foto: AFP)

O também goleiro Igor Akinfeev, os meias Alan Dzagoev e Denis Glushakov, e os atacantes Alexander Kokorin e Fyodor Smolov são os destaques do grupo convocado para os que devem ser os últimos amistosos da seleção russa antes da Copa do Mundo. Os últimos dois disputam a artilharia do campeonato nacional, um pelo Krasnodar e o outro pelo Zenit, respectivamente.

A Rússia entra em campo contra o Brasil no dia 23 de março, no Estádio Luzhniki, em Moscou, e depois contra a França no dia 27, na Arena São Petesburgo. Os dois estádios receberão partidas do Mundial, cujo início está previsto para o dia 14 de junho.

Confira a lista completa da seleção russa:

Goleiros: Igor Akinfeev, Vladimir Gabulov, Andrei Lunev e Alexander Selikhov.

Defensores: Vladimir Granat, Fedor Kudryashov, Yuri Zhirkov, Igor Smolnikov, Vladislav Ignatiev, Dmitry Kombarov, Ilya Kutepov, Roman Neustetter, Konstantin Raush e Andrey Semenov.

Meias: Denis Glushakov, Roman Zobnin, Alexander Samedov, Alexander Golovin, Alan Dzagoev, Alexander Erokhin, Daler Kuzyaev, Anton Miranchuk, Denis Cheryshev e Anton Shvet.

Atacantes: Anton Zabolotny, Alexander Kokorin, Alexei Miranchuk e Fedor Smolov.



Aguero sentiu um desconforto no joelho esquerdo e deve ficar fora por duas semanas (Foto: Oli Scarff/AFP)

O atacante Aguero não deverá participar dos amistosos preparatórios da Seleção Argentina para a Copa do Mundo, diante de Espanha e Itália, além de desfalcar o Manchester City por duas semanas. O argentino usou seu twitter para informar os torcedores de um desconforto no joelho esquerdo e o tempo de sua recuperação.

“Durante o treino de ontem senti um desconforto no joelho esquerdo. Os médicos do clube me informaram que estarei de volta à equipe em duas semanas, aproximadamente. Agora é hora de focar na recuperação”, disse o camisa 10 do City.

Jorge Sampaoli, treinador da Argentina, ainda fará uma convocação de atletas que atuam no futebol do país. Lautaro Martinez, em grande fase no Racing e a caminho da Internazionale de Milão, deverá ser chamado. A Seleção Argentina enfrenta a Itália, no próximo dia 23, no Etihad Stadium, e a Espanha, dia 27, no Wanda Metropolitano.

Aguero deverá voltar aos gramados apenas no dia três ou quatro de abril, quando os citizens jogam a partida de ida das quartas de final da Liga dos Campeões. O adversário será definido na próxima sexta-feira, em sorteio da Uefa realizado em Nyon.



Mladen Krstajic anunciou a convocação da Sérvia para os próximos amistosos (Foto: AFP)

Mladen Krstajic foi efetivado em janeiro no comando da Sérvia, e só neste sábado fez sua primeira convocação. Os sérvios enfrentam Marrocos e Nigéria, nos dias 23 e 27 de março, respectivamente. Na coletiva, o técnico reconheceu que o Brasil é o grande favorito de sua chave na Copa do Mundo da Rússia.

“Quando começamos as eliminatórias da Europa para a Copa, não disputávamos nenhuma grande competição há anos. Na Copa, temos que ser realistas, o Brasil é o favorito. Mas o futebol é o que acontece dentro do gramado. Segurança e calma são ponto chaves para que consigamos um resultado positivo”, disse o treinador.

Milinkovic-Savic vive ótimo momento e foi convocado pela Sérvia (Foto: Marco Bertorello/AFP)

Slavonjub Muslin foi demitido, um mês após classificar a seleção para a Copa, por não convocar jogadores jovens que despontavam na Europa. Um deles Sergej Milinkovic-Savic, meio-campista, que faz temporada excepcional pela Lazio e foi chamado por Krstajic para os próximos amistosos.

Outro jogador lembrado foi Dusan Basta, companheiro de Milinkovic na equipe italiana. O treinador da Sérvia destacou a ótima temporada do lateral-direito. “Eu respeito o Dusan Basta como pessoa e atleta. Na Itália tem se destacado, vamos ver como vai se encaixar no time”

O Brasil termina sua participação na fase de grupos da Copa do Mundo justamente contra a Sérvia, no dia 27 de junho, em Spartak.

Confira a convocação completa da Sérvia para os próximos amistosos:

Goleiros: Predrag Rajkovic (Maccabi Tel Aviv) e Marko Dmitrovic (Eibar), Stojkovic (Partizan)

Defensores: Branislav Ivanovic (Zenit), Nastasic (Schalke 04), Dusan Basta (Lazio), Kolarov (Roma), Antonio Rukavina (Villarreal), Dusko Tosic (Besiktas), Milos Veljkovic (Werder Bremen), Obradovic (Anderlecht), Nikola Maksimovic (Spartak) e Vujadin Savic (Estrela Vermelha)

Meio-campistas:  Milinkovic-Savic (Lazio), Ljajic (Torino), Milivojevic (Crystal Palace), Matic (Manchester United), Gacinovic (Eintracht Frankfurt) e Grujic (Liverpool)

Atacantes: Mitrovic (Newcastle), Prijovic (PAOK), Tadic (Southampton), Kostic (Hamburgo) e Zivkovic (Benfica).