Futebol/Bastidores

Claudinei explica treinos fechados no Sport: “Foi decisão da diretoria”

São Paulo , SP
03/08/2018 16:47:29

Em: Bastidores, Brasileiro Série A, Notícias, Sport
Claudinei explicou a blindagem no Sport (Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife)

Depois de uma semana, Claudinei Oliveira voltou a conceder entrevista coletiva. No entanto, essa ausência do treinador não foi por opção própria. Como o Sport vive uma fase complicada, já que não vence há seis jogos (são cinco derrotas e um empate), a diretoria do clube decidiu blindar o técnico, tanto que no pós-jogo da goleada sofrida diante do Flamengo quem falou foi Klauss Câmara, diretor-executivo da equipe.

“Depois do jogo (diante do Flamengo), a diretoria achou que era o momento de se posicionar para dar um suporte, um apoio ao trabalho que vinha sendo feito. Foram quatro derrotas em sequência, praticamente uma coisa que não tinha acontecido na minha carreira. Então, quando cheguei no vestiário, o Klauss (Câmara) falou que não precisava ir e que iria para fincar o pé do meu lado. Eu jamais me recusaria a falar com vocês, até porque eu não falo com vocês. Eu falo com o torcedor, mas a diretoria achou melhor dessa maneira e fico feliz com o apoio que me deu”, declarou o treinador.

Além da blindagem ao comandante, o Leão da Ilha fechou os treinos da quarta e da quinta-feira, fato incomum. Quando perguntado sobre o tema, Claudinei voltou a citar que foi por opção da diretoria. “Com relação aos treinos fechados, não foi uma decisão minha porque, se fosse, fecharia o treino de hoje (sexta). Eu vou definir aqui hoje (a equipe que enfrenta a Chapecoense). Não teria motivo para fechar a semana inteira e vocês poderem ver agora quem vai treinar. Foi uma decisão da direção.”, comentou.

“Na quinta, não sei qual foi o motivo da decisão, mas foi passado que não teria imprensa. Se fosse decisão minha, teria falado normalmente como já falei que poderia fechar um treino ou outro. Não seria por causa de resultado até porque vocês não jogaram, não entraram em campo, e não têm culpa de a gente ter perdido”, explicou.

O Leão da Ilha busca recuperação no Campeonato Brasileiro neste domingo, quando enfrenta a Chapecoense, às 19 horas (de Brasília), na Ilha do Retiro.