Organizada tricolor protesta contra Michel Bastos e dirigentes no Pacaembu

Tomás Rosolino - São Paulo,SP

21-02-2016 16:19:38

Torcedor são-paulino caracterizado como Michel Bastos imitou gesto feito pelo jogador na vitória sobre o Sport, quando já sofria diversas críticas

A torcida organizada Tricolor Independente, do São Paulo, fez protestos em frente ao estádio do Pacaembu neste domingo, poucas horas antes da partida contra o Rio Claro, às 17h (de Brasília), válida pelo Campeonato Paulista. A manifestação, marcada após a derrota por 1 a 0 para o Strongest, no meio da semana, pela estreia na fase de grupos da Libertadores da América, teve o meia Michel Bastos como o principal alvo.

Com a má fase do time, as críticas ao armador seguiram a linha do dia da derrota para o Strongest, pela Libertadores. Um homem usou uma camisa do São Paulo com o número 7, de Michel, escrito "Migué" e com o símbolo de uma marca de cerveja. O capitão não está relacionado para a partida deste domingo e chegou a desabafar no sábado, explicando a greve de silêncio que o elenco tentou promover durante a semana contra os atrasos nos pagamentos

O dirigente Gustavo Vieira de Oliveira, o vice de futebol, Ataíde Gil Guerreiro e a apatia do time também foram alvos de críticas. Com gritos de "time sem vergonha" e "vamos jogar bola", o protesto saiu da Praça Charles Miller, tradicional local de concentração dos torcedores antes de partidas no principal estádio paulistano, foi até o portão 23, local da chegada do elenco ao Pacaembu.

Lá, seguiram bradando contra o que chamavam de "time amarelão" e reclamando das atitudes tomadas desde o final do ano passado, época em que a turbulência tricolor atingiu seu nível máximo, causando a queda do então presidente Carlos Miguel Aidar. Após cerca de meia hora cantando, todos pararam para ouvir as palavras do líder da torcida.

Em silêncio, ouviram que seria "dia para apoiar durante todo o jogo" por causa da reestreia de Diego Lugano com a camisa tricolor. "Todos nós conhecemos ele e sabemos que ele honra a nossa camisa", discursou, explicando que Paulo Henrique Ganso, outrora alvo das críticas, recebeu um voto de confiança para este início de temporada. "O Ganso está em observação", comentaram alguns dos torcedores, antes de contornarem o estádio e se dirigirem novamente à Praça Charles Miller.

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?