Fernando Diniz condena relaxamento e cobra jogadores do São Paulo

Tiago Salazar - São Paulo,SP

01-03-2020 19:25:57

O São Paulo venceu a Ponte Preta neste domingo, mas correu mais risco do que poderia, na opinião do técnico Fernando Diniz. Diante do volume do jogo imposto pelo tricolor e do fato da Macaca ter ficado com um jogador a menos logo aos 8 minutos do segundo tempo, o comandante esperava mais.


“O time jogou muito bem uma boa parte do jogo, mas os jogadores sabem que a gente não pode terminar o jogo ansioso para que o juiz faça o apito final. É injustificável. Não pode acontecer isso, e não pode tomar gol. A gente não podia relaxar, o torcedor não relaxou, toda vez o torcedor estava no ‘vamos, está bonito’, e no final fica aquela apreensão. E agente provocou isso. O torcedor tinha que sair daqui fazendo festa com uma goleada, ou no mínimo com o 2 a 0”, avaliou Fernando Diniz, em entrevista coletiva.

Se antes havia muita pressão sobre o técnico, a partida deste domingo colocou realmente a atuação dos atletas sob análise mais criteriosa. Mesmo assim, Diniz evitou apontar culpados.

“No fundo é uma coisa só. Quando os jogadores não conseguem fazer os gols, está todo mundo junto. A equipe jogou muito bem, e venceu. O aspecto negativo foi esse sofrimento desnecessário. Não foi porque a Ponte propôs algo diferente, foi por relaxamento nosso mesmo. Os jogadores estão cientes e já falei com eles agora, no vestiário”.

 

Deixe seu comentário


×
Quer receber notícias do São Paulo?